Médica espanhola foi mãe aos 62 anos de idade

Uma médica espanhola conseguiu dar à luz uma menina saudável aos 62 anos de idade. A profissional defende que “é a natureza quem impõe os limites e não os ginecologistas”.

Lina Álvarez foi mãe, pela terceira vez, no passado dia 10 de outubro. Até aqui parece uma situação totalmente normal, não fosse o facto de ter 62 anos de idade.

Segundo a BBC, a espanhola, que é médica de profissão, decidiu submeter-se a um tratamento de fertilização in vitro.

A criança nasceu de cesariana, no hospital de Lugo, na Galiza, com cerca de 2,4 quilos. Chama-se Lina como a mãe e as duas tiveram alta uma semana depois.

Em declarações à emissora britânica, a espanhola defende que as mulheres mais velhas, sendo saudáveis, não devem ter medo de dar este passo.

“A natureza é muito sábia e é ela quem impõe os limites, não os ginecologistas. Foi uma gravidez normal, que progrediu naturalmente”, contou.

“Sou a prova de que se pode ter um filho nesta idade, o importante é ser saudável. Muitas mulheres querem ter um filho mas, por falta de informação, acabam por abandonar a ideia”, continua.

A médica já tinha um filho de 27 anos, que sofre de paralisia cerebral, e outro de 10 anos, que também nasceu com recurso à inseminação artificial.

A decisão de querer ter mais um filho, sobretudo com esta idade, gerou muitas críticas, inclusive de profissionais da área.

“Alguns dos meus colegas foram os primeiros a fazer acusações. É fácil falar da vida dos outros. É fácil falar sem saber, falar pelas costas, sem dar a cara”, afirmou ao jornal La Voz de Galicia.

Por outro lado, muitas outras pessoas aplaudem a atitude de Lina, que chegou a receber telefonemas de todo o mundo, com mulheres interessadas em saber a clínica onde fez o tratamento.

“Todas as pessoas que me conhecem dão-me os parabéns porque veem que estou muito feliz. Aproveitei plenamente a minha gravidez e insisto que estou totalmente capacitada física e mentalmente para criar os meus filhos”, disse ainda.

Além dela, também o médico que aceitou fazer esta técnica “foi alvo de críticas ferozes”, por isso, a espanhola, decidiu não divulgar a sua identidade em nenhum momento.

A lei espanhola, tal como em Portugal, não impõe qualquer limite etário para usar este método mas os especialistas desaconselham a sua aplicação em mulheres com mais de 50 anos, escreve o Público.

ZAP / BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Espanta-me isto vir de uma médica. Não se trata de limites biológicos, alguém deveria explicar isso a esta senhora. Trata-se sim de as probabilidades desta criança perder a mãe antes sequer da adolescência serem grandes. E se a senhora tiver uma doença grave prolongada, uma criança irá ter de viver toda essa situação. Claro que isso pode acontecer em idades mais jovens, mas as probabilidades aumentam imenso com a idade. É de um profundo egoísmo pensar desta forma, mas cada um sabe de si.

Responder a Rui Cancelar resposta

O Ártico pode ficar sem gelo no verão de 2044

As mudanças climáticas provocadas pelo Homem estão muito perto de tornar o Ártico livre de gelo, já a partir do verão de 2044. Um artigo científico, publicado recentemente na Nature Climate Change por investigadores da Universidade …

Estamos sozinhos no Universo? Cientistas detalham que exoplanetas poderiam albergar vida

Através da modelagem climática, uma equipa de cientistas da Universidade de Northwestern, nos Estados Unidos, apontou que tipo de planetas têm maior probabilidade de serem habitáveis. A descoberta pode ajudar os astrónomos a selecionar áreas …

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …