/

Mayor de Londres proíbe cartazes que “rebaixam as mulheres”

1

Publicidade à Protein

Os anúncios publicitários que pressionam as mulheres a conseguir determinada forma física estão proibidos nos transportes públicos de Londres.

O mayor recém-eleito Sadiq Khan considera que algumas das imagens que surgem em destaque nos cartazes podem denegrir as mulheres e encorajá-las a alcançar formas irrealistas e pouco saudáveis, relata o site Nossa Londres.

“Como pai de duas adolescentes, estou muito preocupado com o tipo de publicidade que pode rebaixar as pessoas, especialmente as mulheres, e fazê-las ter vergonha dos seus corpos”, afirmou Sadiq Khan.

“Ninguém deve-se sentir pressionado enquanto viaja no metropolitano ou de carro, por expectativas irrealistas sobre seu corpo e quero enviar uma mensagem clara à indústria publicitária”, acrescentou.

Nem todas as campanhas que mostrem mulheres em biquíni estão abrangidas pela proibição, mas deverá abranger cerca de 12 mil anúncios por ano.

No entanto, Khan garante que a medida não terá impacto nos lucros da empresa que gere os transportes de Londres, esperando-se que a empresa arrecade mais de 1,5 mil milhões de libras em publicidade nos próximos oito anos.

Um dos anúncios proibidos é o da campanha da Protein World, uma marca de suplementos alimentares que ajuda a emagrecer, que mostra uma mulher esbelta em biquíni e que pergunta: “O seu corpo está pronto para a praia?”

Desde o seu lançamento, esta campanha deu origem a uma petição na Internet que exigia a retirada dos cartazes por alegadamente fazerem as pessoas acreditarem que são fisicamente inferiores quando comparadas com a imagem da modelo bronzeada, de forma a vender o seu produto.

Bom Dia

1 Comment

  1. É melhor colocar as mulheres dentro de uma burca certo?
    O inicio da islamização do Reino unido.
    Os estrangeiros emigram e levam atrás a suas culturas, negligenciando as dos países que os recebem

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE