May avisa o Parlamento e a oposição: Brexit pode nunca acontecer

Neil Hall / EPA

A primeira-ministra britânica frisou no sábado que a única alternativa é negociar com a oposição para que o Parlamento aprove um acordo para o Brexit e advertiu para “o risco de o Reino Unido nunca sair” da União Europeia.

“Quanto mais tempo isso levar, maior é o risco de o Reino Unido nunca sair. O que significaria deixar que o ‘Brexit’ pelo qual o povo britânico votou se escape por entre os dedos”, alertou Theresa May numa mensagem divulgada no sábado à noite.

“Não vou aceitar isso. É fundamental concretizarmos o que as pessoas decidiram pelo voto e, para isso, temos de conseguir um acordo”, acrescentou.

May pediu na sexta-feira aos restantes 27 Estados-membros da União Europeia (UE) um adiamento da data de saída do Reino Unido de 12 de abril para 30 de junho e iniciou negociações com o Partido Trabalhista para um compromisso que permita que o Parlamento aprove o acordo do ‘Brexit’, depois de o acordo negociado com Bruxelas ter sido chumbado três vezes na Câmara dos Comuns.

De acordo com o Público, a chanceler alemã Angela Merkel mostrou-se disponível para apoiar o pedido de Theresa May para uma nova extensão curta da data do ‘Brexit’, pressionando assim o Parlamento britânico a aceitar o acordo de saída do Reino Unido.

Contudo, os três dias de negociações com os trabalhistas já concluídos não produziram resultados e o Labour (Partido Trabalhista) acusa o governo de May de não apresentar nenhuma verdadeira mudança. “Não vi nenhuma grande mudança na posição do Governo até agora”, afirmou o líder trabalhista, Jeremy Corbyn, no sábado. “Estou à espera de ver as linhas vermelhas moverem-se.”

No comunicado que divulgou, Theresa May afirma que há “diversas áreas em que os principais partidos estão de acordo”, como “acabar com a livre circulação” de pessoas, “sair com um bom acordo” e “proteger os postos de trabalho”. “Estas são as bases para chegar a um compromisso com o qual possamos obter uma maioria no Parlamento, a única forma de materializar o Brexit”, sublinha.

Segundo a imprensa britânica, o Governo de May está disposto a ceder a algumas exigências dos trabalhistas, designadamente uma relação comercial com a UE após a saída mais próxima do que a que previa até agora. May admite também, ainda segundo a imprensa, apresentar legislação para que um eventual novo primeiro-ministro possa reverter essa decisão e opte por um Brexit mais duro.

As negociações com os trabalhistas acentuaram as críticas a Theresa May dentro do seu Partido Conservador. Um grupo de dezenas de eleitos municipais conservadores subscreveu uma carta em que os seus eleitores não aceitam o rumo que o processo de saída tomou e adverte que “o apoio ao partido está em queda livre”.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Abel Ferreira leva Palmeiras à conquista da Taça do Brasil

O Palmeiras, treinado pelo português Abel Ferreira, conquistou a Taça do Brasil de futebol, ao vencer por 2-0 na receção ao Grêmio, em jogo da segunda mão da final. Depois do triunfo por 1-0 no confronto …

Myanmar: Exército dispara munições reais contra manifestantes

O exército birmanês disparou este domingo contra vários manifestantes com munições reais em Bagan, a cidade histórica na área central de Myanmar, causando um ferido leve, segundo os organizadores do protesto. Milhares de birmaneses voltaram às …

Cientistas criam um "relógio" que mede a idade biológica

Dois cientistas do CECAD Cluster of Excellence in Aging Research desenvolveram um método que pode determinar a idade biológica de um organismo com uma precisão sem precedentes. Todos conhecemos a idade cronológica - a nossa idade …

"Das palavras aos atos". Marcelo com mais de 60% de mulheres na sua equipa no segundo mandato

O Presidente da República considerou este domingo que os passos dados para salvaguardar a igualdade de género em Portugal não são ainda suficientes e afirmou que quis passar "das palavras aos atos" com mais mulheres …

Governo dá 19,8 milhões às escolas para testes rápidos. Ensino privado também quer

O Conselho de Ministros aprovou, este domingo, uma resolução que permite às escolas e ao setor solidário efetuar despesa na realização de testes rápidos de antigénio à covid-19, num montante global de 19,8 milhões de …

Afinal, abandonar Montijo não obriga a indemnizar ANA (e há quem defenda opção Beja)

A alteração do local do novo aeroporto na sequência da avaliação ambiental estratégica não obriga ao pagamento de qualquer indemnização à ANA. De acordo com o esclarecimento do Ministério das Infraestruturas, uma eventual alteração do local …

Descoberta nova relação entre a biodiversidade dos animais e das florestas

Uma análise ao registo de imagens de 15 reservas de vida selvagem em florestas tropicais revelou uma relação até então desconhecida entre a biodiversidade de vários mamíferos e as florestas em que vivem. As florestas tropicais …

Pelo menos 17 mortos e 400 feridos em explosões na Guiné Equatorial

Pelo menos 17 pessoas morreram e outras 400 ficaram feridas após várias explosões registadas, este domingo, num quartel militar na cidade de Bata, na Guiné Equatorial, informaram as autoridades. De acordo com dados do Ministério da …

Marques Mendes antecipa desconfinamento a 15 de março. Creches e 1º ciclo são os primeiros a abrir

No seu habitual espaço de comentário na SIC, Luís Marques Mendes revelou, este domingo, que as creches, pré-escolar e 1º ciclo deverão abrir já a 15 de março. Segundo o comentador, o plano que vai ser …

Olivier Dassault, deputado bilionário francês, morre em acidente de helicóptero

O deputado francês Olivier Dassault, neto do fundador da Dassault Aviation, morreu este domingo, aos 69 anos, num acidente de helicóptero, no nordeste de França, avança a Agência France-Press (AFP). O acidente aconteceu este domingo perto …