Depois do fracasso eleitoral, Matteo Renzi demite-se

Esta segunda-feira, o chefe do Partido Democrático de Itália apresentou a sua demissão, depois dos maus resultados eleitorais.

Matteo Renzi, líder do Partido Democrático de Itália, decidiu demitir-se na sequência dos resultados eleitorais obtidos pelo partido, que resultaram numa perda significativa do apoio popular.

A notícia da demissão é avançada pela agência de notícias italiana Ansa. Para as 17h00 locais (menos uma hora em Lisboa) está marcado o anúncio oficial de demissão.

O político, de 43 anos, é considerado o grande derrotado nestas legislativas, depois de o seu partido (coligação de centro-esquerda) ter conseguido apenas 23% dos votos. Matteo Renzi governou a Itália nos últimos cinco anos.

Segundo o Expresso, Renzi não esteve presente na sede PD na noite eleitoral, gesto que podia ter sido interpretado como uma presságio do que viria a acontecer na manhã do dia seguinte. Maurizio Martina, ministro da Agricultura, declarou que esta foi “uma derrota muito evidente, muito clara”.

O partido antissistema Movimento Cinco Estrelas (M5S) e a Liga (antiga Liga do Norte, de extrema-direita) foram os grandes vencedores das eleições deste domingo.

Há agora um clima de incerteza instalado no país, já que nenhuma força partidária conseguiu obter a maioria necessária para formar Governo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"É preciso reduzir os impostos às pessoas, nomeadamente aos salários, e taxar o carbono"

Para António Guterres, a "vontade política esmoreceu" depois do Acordo de Paris aprovado em 2015. Entre medidas propostas em prol do clima, o Secretário-Geral das Nações Unidas fala em "acabar com subsídios aos combustíveis fósseis". António …

Costa: Marcelo não se recandidatar seria "incompreensível para 80% dos portugueses"

O secretário-geral do PS, António Costa, declarou esta sexta-feira que uma eventual não recandidatura presidencial de Marcelo Rebelo de Sousa seria "incompreensível para 80% dos portugueses" e adiantou que Eduardo Ferro Rodrigues voltará a ser …

Há mais de 600 edifícios condenados à demolição (e trazem custos para o cidadão)

Nos últimos dez anos, centenas de construções de todo o país foram listadas para demolir. Destas, faltam destruir atualmente mais de 600, segundo um levantamento citado esta sexta-feira pelo Correio da Manhã. Questões de segurança, ilegalidades …

Nepotismo e "filé mignon". Bolsonaro admite beneficiar filho para cargo diplomático

O presidente brasileiro admitiu, na quinta-feira, que "pretende beneficiar" o terceiro filho, o deputado Eduardo Bolsonaro, indicado para embaixador nos Estados Unidos, mas garantiu tratar-se apenas de uma estratégia de política externa. "Pretendo beneficiar um filho …

Ministério Público investiga ajustes diretos da Câmara do Porto a sociedade de advogados

A Câmara Municipal do Porto (CMP) diz que o valor dos contratos com a sociedade de advogados é de apenas 218 mil euros, e não meio milhão de euros como foi noticiado esta semana. O Ministério …

Lista de grande devedores. Deputados de mãos atadas pelo sigilo bancário

Depois de um esforço hercúleo para conseguir acesso à lista dos grandes devedores da banca, os deputados veem-se agora incapacitados devido ao sigilo bancário e ao fim da legislatura. A lista dos grandes devedores em incumprimento …

Costa promete baixar impostos à classe média (e prefere que Centeno não vá para o FMI)

Mais deduções e mais escalões de IRS para baixar os impostos para as famílias com os filhos e a classe média. Eis o que António Costa promete na antecâmara das eleições legislativas, numa entrevista onde …

Contadores de luz inteligentes acabam com leitura por estimativa

A EDP quer generalizar a instalação de contadores de eletricidade inteligentes. Esta tecnologia vai pôr fim à leitura por estimativa, que era razão de queixa de vários clientes. Os contadores inteligentes vão permitir pôr um fim …

Contas do Metro de Lisboa podem ter “buraco” de três mil milhões, alerta auditoria

As contas do Metropolitano de Lisboa (ML) referentes a 2018, enviadas esta quinta-feira pela empresa pública à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), podem evidenciar um eventual "buraco" de quase três mil milhões de …

Rackete fica em liberdade e apela em tribunal para a ação da UE

A capitã do navio humanitário Sea Watch 3 Carola Rackete, suspeita em Itália de ajuda à imigração ilegal, regressou esta quinta-feira a um tribunal na Sicília para ser ouvida pela justiça italiana. Carola Rackete, a capitã …