Está a nascer em Matosinhos a Silicon Valley portuguesa (e até Siza Vieira está “espantado”)

Castro Group / Facebook

Fuse Valley, Matosinhos

Projecto “Fuse Valley”, em Matosinhos, é uma parceria entre a Farfetch e a Castro Group.

O “Fuse Valley” promete ser a Silicon Valley portuguesa, em Matosinhos, num empreendimento inovador da Farfetch e da Castro Group que até deixa o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, “espantado”. A abertura está prevista para 2025 e prevê-se que crie 7 mil empregos.

O projecto “Fuse Valley” foi apresentado, em Matosinhos, numa cerimónia que contou com a presença do ministro da Economia.

O futuro vale tecnológico, ou a Silicon Valley portuguesa, como está a ser descrito, vai ter escritórios para acolher várias empresas, um hotel, apartamentos, espaços de restauração, comércio, ginásio e SPA, e espaços verdes.



Além disso, terá um anfiteatro ao ar livre para acolher palestras, workshops e exposições de arte.

A vincar a aposta na mobilidade sustentável, incluirá também espaços para carregar veículos eléctricos e postos com bicicletas e trotinetes eléctricas para usar dentro do perímetro do empreendimento.

A iniciativa resulta de uma parceria da tecnológica Farfetch, a plataforma que lidera o comércio online mundial de moda de luxo, com a empresa bracarense Castro Group que actua nos mercados da construção e do imobiliário.

O “Fuse Valley” vai acolher o futuro campus global da Farfetch e incluirá também uma creche para os filhos dos colaboradores da empresa, bem como uma Academia de bem-estar com salas para praticar exercício, ioga e meditação.

“Projecto revolucionário para a economia nacional”

É um projecto com uma “visão inspiradora e exemplar”, como assumiu o próprio ministro da Economia, conforme declarações divulgadas pelo Eco. Siza Vieira referiu mesmo estar “espantado com o potencial que tem”.

A presidente da Câmara de Matosinhos, Luísa Salgueiro, que também esteve na cerimónia de apresentação do projecto, salienta, igualmente ao Eco, que “a perspectiva é que sejam criados 7 mil novos postos de trabalho, sobretudo na área digital”.

“Este projecto é algo revolucionário para a economia nacional e para Matosinhos é um investimento estratégico”, frisou ainda Luísa Salgueiro.

“Uma smart city”

A “inovação, sustentabilidade e bem-estar” são os princípios subjacentes ao desenvolvimento do “Fuse Valley”, como destaca, citado pelo Eco, o CEO da Farfetch, José Neves, salientando que deverá ser o projecto “mais sustentável de Portugal e dos mais sustentáveis da Europa”.

“Além dos escritórios, agradou-nos ter um plano que incluísse outras empresas e outras entidades – com fins lucrativos ou não. E também um hotel, até por causa da mobilidade que as empresas têm hoje em dia. A ideia é que o projecto seja aberto à comunidade da região, mas também à comunidade empresarial”, aponta ainda José Neves.

Já o CEO do Castro Group, Paulo Castro, destaca que a ideia é criar “uma smart city, ou neste caso, um smart valley”, conforme declarações citadas pelo Eco.

“Ambicionamos construir um total de 24 edifícios, 14 dos quais prevemos que estejam construídos até 2025. Destes, sete são para os espaços da Farfetch e os restantes promovidos pelo grupo, incluindo o hotel”, aponta ainda Paulo Castro.

O projecto é assinado pelo arquitecto dinamarquês Bjarke Ingels e prevê-se que 80% dos espaços exteriores sejam totalmente abertos à comunidade.

  Susana Valente, ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. … é um projecto interessante, mas a realizar num espaço bastante reduzido para ser apelidado de “smart city”, a área dos terrenos da imagem. é básicamente a mesma das instalações da Super Bock (ficam lado a lado), ou seja menor que alguns conhecidos hipermercados por exemplo.
    Além de que o timing para apresentação do projecto é aquilo que se sabe, véspera de eleições.
    Não obstante espero que saia do papel e veja a luz do dia, porque emprego bem falta faz.

  2. Reamente! Campanha eleitoral! Já foi apresentado há uns tempos, mas não teve reprecursão, volta à ribalta nas vésperas das eleições!

  3. O teletrabalho é uma tendência irreversível.
    Os espaços de escritório que se destinarem a empregos passíveis de funcionarem em teletrabalho ficarão às moscas.

  4. Então não era em paredes. Tamos a 20 anos a espera, andaram aqui a expropriar os terrenos aos velhotes, querem ver era só para os roubar…

  5. O povo está mesmo lavadinho com o teletrabalho…
    O que o ataque massivo da pandemia fez à cabeça dos tugas, em apenas 2 anos.

    Em vez de Silicon Valley, Portugal vai precisar de muitos hospícios num futuro próximo.

  6. Vai acabar por ser a mesma coisa que a “”Hollywood” do Algarve…
    Muito publicidade e promessas aquando do anuncio, mas depois… nada!

  7. Antes de comentar é bom informarem os leitores sobre as empresas envolvidas. A grande plataforma multinacional do retalho online de luxo, está insolvente e sem meios para pagar a dívida de curto prazo. Posto este dado na mesa, que é pùblico há muito tempo, que comentários políticos e económicos podemos tecer?

RESPONDER

Luxemburgo torna-se o primeiro país da Europa a legalizar o cultivo e consumo de canábis

O Governo luxemburguês anunciou, esta sexta-feira, que o país será a primeira nação do Velho Continente a legalizar o cultivo e o consumo de canábis. De acordo com a nova legislação, explica o jornal The …

Prisão preventiva para suspeitos da morte de jovem no metro das Laranjeiras

Os quatro suspeitos da morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa, ficaram em prisão preventiva, depois de presentes a primeiro interrogatório judicial. Os quatro arguidos, com idades entre os …

Cristiano vs. Salah: Klopp não queria comparar mas comparou

Treinador do Liverpool não acredita que vai encontrar um adversário debilitado: "Eles são capazes de fazer coisas incríveis". É o grande jogo de futebol no Reino Unido e um dos mais aguardados em todos os países: …

Bastonário dos Médicos considera direção executiva do SNS "um disparate"

O bastonário da Ordem dos Médicos considera que a criação da direção executiva do Serviço Nacional de Saúde, proposta no Estatuto do SNS aprovado esta quinta-feira, é "um disparate" e que há estruturas que podem …

João Leão no Parlamento: "A alternativa é um Orçamento apresentado pelo PSD"

O ministro das Finanças afirmou, esta sexta-feira, na Assembleia da República, que a alternativa à viabilização à esquerda da proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) é um Orçamento feito pelo PSD. "A alternativa que …

Mais de 30 mil mulheres polacas recorreram a métodos de aborto ilegais ou no estrangeiro desde a alteração na lei

Proibição à interrupção voluntária da gravidez entrou em vigor no início deste ano e as  exceções só se aplicam a casos de violações, incestos ou quando a saúde da mãe está em risco. Pelo menos 34 …

Fenprof anuncia nova greve no dia 12 e concentração em frente ao Parlamento

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) anunciou, esta sexta-feira, a realização de uma concentração em frente à Assembleia da República no dia 5 de novembro e a adesão à greve nacional da Administração Pública marcada …

Luis Díaz será a prioridade do Newcastle

Valor de mercado será agora inacessível para os clubes italianos, escreve-se... em Itália. O novo Newcastle deverá atacar o mercado do futebol com estrondo, possivelmente já daqui a pouco mais de dois meses, e a prioridade …

Rui Rio, presidente do PSD

Rio apresenta recandidatura. "Seria muito prejudicial para o país se o PSD mudasse agora de líder"

O presidente do PSD apresentou, esta sexta-feira, na cidade do Porto, a sua recandidatura à liderança, tendo considerado que "seria muito prejudicial", não só para o país como para o partido, mudar agora de líder. Rui …

"Conquistem a vaga no relvado": aviso à UEFA sobre a nova Liga dos Campeões

Associação das Ligas Europeias contra vagas garantidas para clubes que não terminarem o campeonato nacional num dos primeiros lugares. A reunião da Associação das Ligas Europeias de futebol terminou com o reforço de posições públicas contra …