Matança de 250 baleias e golfinhos provoca “maré vermelha” nas Ilhas Faroé

Cerca de 250 baleias e golfinhos foram mortos esta quarta-feira por pescadores na cidade de Torshavn, capital das llhas Faroé.

Os animais foram brutalmente assassinados para a sua carne ser comercializada – algo que acontece frequentemente nesta região por esta altura do ano, quando estas espécies migram para norte. Após a matança, as águas das Ilhas Faroé espelharam o impacto deste autêntico banho de sangue.

A matança ocorreu esta quarta-feira na ilha Streymoy, a maior do arquipélago, noticia o Daily Mail. As cerca de 200 baleias-piloto foram “empurradas” por pescadores em barcos para a costa. Foram depois mortas com recurso a uma técnica especial — um arpão é espetado no pescoço dos animais para partir a sua espinha dorsal. No grupo de animais estariam ainda cerca de 40 golfinhos.

Os cadáveres das baleias e golfinhos foram depois arrastados para terra com recurso a ganchos espetados na carne. Voluntários das ilhas ajudaram no processo e uma multidão de espetadores juntou-se na praia para assistir às manobras.

Todos os verões, cerca de 800 baleias e golfinhos são mortos em público pela sua carne nas Ilhas Faroé. A caça destes animais consta na legislação do território, que fica entre a Islândia e Noruega e pertence à Dinamarca. A legislação abarca os métodos e o equipamento utilizado para a matança dos animais.

O Governo local defende que a caça de baleias-piloto é sustentável e ajuda a garantir que as 18 ilhas do arquipélago sejam o mais auto-suficentes possível. Cada baleia rende vários quilos de carne e pele – que os locais consomem. O Governo diz que evita assim a importação de comida, o que teria custos monetários elevados para a população e também para o ambiente.

Através das redes sociais, a organização Blue Planet Society denunciou a chacina. A organização fala num ataque “brutal e cruel”. “Cerca de 500 cetáceos já foram mortos para serem comidos nestas ilhas desde o inicio de 2019”, alerta a Blue Planet Society.

As baleias-piloto vivem cerca de 45 anos e podem pesar 800 quilos. A população de baleias-piloto no norte do Oceano Atlântico ascende a cerca de 778 mil animais. Só ao largo das Ilhas Faroé, habitam cerca de cem mil baleias desta espécie.

ZAP //

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. Como confiar no homem que ao buscar mesa sempre farta não se detém em matar. Hoje buscam no mar e campos amanhã será entre a própria convivência humana voltando o homem ao canibalismo para sobreviverem na era apocalíptica.

  2. Deviam dedicar se a agricultura sustentável e serem vegetarianos e vegans.em vez de matarem centenas de baleias e golfinhos.autenticas bestas ,até acredito que a carne seja apetitosa mas eles são mais lindos no seu meio e mundo em paz e segurança.

  3. Não percebo: se têm MAR, porque não fazem aquacultura? Se têm TERRA, porque não criam porcos, vacas, galinhas?
    É inconcebível que nos dias actuais se permita esta chacina!!! Não acredito que seja a única proteina que comem!!!

  4. Portanto: os gajos do dito primeiro mundo e da europa desenvolvida, que dão lições de moralidade e de ecologia aos PIIGS, têm afinal este tipo de comportamento… E ainda ousam criticar os bárbaros das touradas…. Hipócritas. Historicamente são bárbaros. Há coisas que não mudam…

RESPONDER

Pelo menos três mortos em tiroteio em supermercado no Oklahoma

Pelo menos três pessoas morreram, esta segunda-feira, num tiroteio num supermercado da cadeia Walmart em Duncan, cidade do Estado norte-americano Oklahoma. O responsável da polícia de Duncan, Danny Ford, citado pela televisão local TNN-ABC, indicou que …

Benfica tem 125 jogadores com contrato profissional. Sporting tem 123 e o FC Porto só 80

O Benfica tem assinado contratos profissionais com cada vez mais jogadores, ao longo dos últimos anos. Actualmente, o clube da Luz tem contrato com 125 atletas. O Sporting está lá perto, com vínculos profissionais com …

Rússia está a negociar a troca de espiões ao estilo do que acontecia na Guerra Fria

A Rússia, a Noruega e a Lituânia realizaram recentemente uma troca de espiões, garantindo o retorno de vários agentes capturados aos seus países de origem. De acordo com chefe da contrainteligência lituana, citado pelo Moscow Times, …

"Totalmente depauperado". Bruno de Carvalho pede dispensa das sessões de julgamento

O ex-presidente do Sporting, que disse ser comentador desportivo, pediu dispensa das sessões, alegando não ter meio de transporte e estar completamente "depauperado". Arrancou, esta segunda-feira, no Tribunal de Monsanto, em Lisboa, o julgamento de 44 …

Nike deixa de vender produtos através da Amazon

A marca desportiva Nike vai deixar de vender as suas peças de roupa e calçado diretamente através da Amazon, acabando com um contrato firmado em 2017, no qual concordava em vender uma variedade limitada de produtos …

Marco António Costa apoia Pinto Luz. Cavaco também era “improvável e desconhecido”

O antigo vice-presidente do PSD declarou, esta segunda-feira, o seu apoio ao candidato Miguel Pinto Luz, afirmando que, em 1985, Cavaco Silva também foi um vencedor "improvável e desconhecido". "Em maio de 1985, o Governo de …

Veneza com "centenas de milhões" de euros de prejuízo por causa das cheias

A cidade de Veneza, com inundações nos últimos dias, voltou este domingo a registar uma maré alta, mas de menor magnitude, tendo as chuvas intensas que afetam Itália levado a alertas para as cidades de …

Vila Galé abandona projeto que ameaçava reserva indígena no Brasil

O Vila Galé anunciou que vai abandonar o projeto para a instalação de um resort na região da Bahia, que tem estado debaixo de críticas por estar previsto para um local de potencial reserva indígena. Em …

Depois de ter sido expulsa da Hungria, universidade criada por George Soros reabre na Áustria

A Universidade da Europa Central, criada pelo bilionário George Soros em Budapeste, na Hungria, em 1991, foi expulsa do país depois que o primeiro-ministro Viktor Orbán a acusou de promover valores liberais no país, incluindo …

Bloco defende fim de portagens nas ex-Scut do interior

A coordenadora do BE defendeu esta segunda-feira, no Porto, o fim das portagens nas ex-Scut do interior do país e a necessidade de "rever" as parcerias público-privadas rodoviárias por serem "absolutamente lesivas para os cofres …