Matança de 250 baleias e golfinhos provoca “maré vermelha” nas Ilhas Faroé

Cerca de 250 baleias e golfinhos foram mortos esta quarta-feira por pescadores na cidade de Torshavn, capital das llhas Faroé.

Os animais foram brutalmente assassinados para a sua carne ser comercializada – algo que acontece frequentemente nesta região por esta altura do ano, quando estas espécies migram para norte. Após a matança, as águas das Ilhas Faroé espelharam o impacto deste autêntico banho de sangue.

A matança ocorreu esta quarta-feira na ilha Streymoy, a maior do arquipélago, noticia o Daily Mail. As cerca de 200 baleias-piloto foram “empurradas” por pescadores em barcos para a costa. Foram depois mortas com recurso a uma técnica especial — um arpão é espetado no pescoço dos animais para partir a sua espinha dorsal. No grupo de animais estariam ainda cerca de 40 golfinhos.



Os cadáveres das baleias e golfinhos foram depois arrastados para terra com recurso a ganchos espetados na carne. Voluntários das ilhas ajudaram no processo e uma multidão de espetadores juntou-se na praia para assistir às manobras.

Todos os verões, cerca de 800 baleias e golfinhos são mortos em público pela sua carne nas Ilhas Faroé. A caça destes animais consta na legislação do território, que fica entre a Islândia e Noruega e pertence à Dinamarca. A legislação abarca os métodos e o equipamento utilizado para a matança dos animais.

O Governo local defende que a caça de baleias-piloto é sustentável e ajuda a garantir que as 18 ilhas do arquipélago sejam o mais auto-suficentes possível. Cada baleia rende vários quilos de carne e pele – que os locais consomem. O Governo diz que evita assim a importação de comida, o que teria custos monetários elevados para a população e também para o ambiente.

Através das redes sociais, a organização Blue Planet Society denunciou a chacina. A organização fala num ataque “brutal e cruel”. “Cerca de 500 cetáceos já foram mortos para serem comidos nestas ilhas desde o inicio de 2019”, alerta a Blue Planet Society.

As baleias-piloto vivem cerca de 45 anos e podem pesar 800 quilos. A população de baleias-piloto no norte do Oceano Atlântico ascende a cerca de 778 mil animais. Só ao largo das Ilhas Faroé, habitam cerca de cem mil baleias desta espécie.

ZAP //

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. Como confiar no homem que ao buscar mesa sempre farta não se detém em matar. Hoje buscam no mar e campos amanhã será entre a própria convivência humana voltando o homem ao canibalismo para sobreviverem na era apocalíptica.

  2. Deviam dedicar se a agricultura sustentável e serem vegetarianos e vegans.em vez de matarem centenas de baleias e golfinhos.autenticas bestas ,até acredito que a carne seja apetitosa mas eles são mais lindos no seu meio e mundo em paz e segurança.

  3. Não percebo: se têm MAR, porque não fazem aquacultura? Se têm TERRA, porque não criam porcos, vacas, galinhas?
    É inconcebível que nos dias actuais se permita esta chacina!!! Não acredito que seja a única proteina que comem!!!

  4. Portanto: os gajos do dito primeiro mundo e da europa desenvolvida, que dão lições de moralidade e de ecologia aos PIIGS, têm afinal este tipo de comportamento… E ainda ousam criticar os bárbaros das touradas…. Hipócritas. Historicamente são bárbaros. Há coisas que não mudam…

RESPONDER

Aprovado prolongamento de apoios às rendas até ao final do ano

Os apoios às rendas foram concedidos no ano passado, para fazer face às dificuldades criadas pela pandemia de covid-19. A comissão parlamentar de Economia aprovou, esta quarta-feira, o prolongamento dos apoios às rendas habitacionais e comerciais …

PSD volta a apresentar queixa à CNE contra Rui Moreira

Esta quarta-feira, o PSD/Porto acusou o movimento independente liderado por Rui Moreira de enviar informação da apresentação da sua recandidatura à Câmara Municipal "para emails institucionais" do município, acrescentando que vai apresentar queixa à Comissão …

Para Rio, as críticas de Ana Catarina Mendes são de "quem não tem nada para dizer"

As águas entre o PS e o PSD estão agitadas, depois da troca de galhardetes entre o presidente social-democrata, Rui Rio, e a líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes. Depois de ter sido acusado por …

Nova Iorque atinge 70% de adultos vacinados (e celebra com fogo-de-artifício)

O estado de Nova Iorque atingiu o marco de vacinação que, de acordo com os especialistas, garante a imunidade de grupo. O governador do estado norte-americano de Nova Iorque, Andrew Cuomo, anunciou na noite de terça-feira …

"Construtiva" e "sem animosidades". Cimeira entre Biden e Putin termina mais cedo do que previsto

A cimeira entre Vladimir Putin e Joe Biden chegou ao fim mais cedo do que se previa. Os presidentes optaram por conferências de imprensa em separado, e o primeiro a falar foi o Presidente russo. Os …

Euro 2020: seleções da casa em desvantagem na primeira jornada

Nove seleções jogaram no seu país, até agora. Mas somente três ganharam o respetivo jogo. Portugal contribuiu para estragar as festas caseiras. Num Europeu estranho e inédito, que decorre em muitos países, muitas seleções jogam em …

Tribunal europeu condena Portugal a indemnizar recluso por falta de internamento psiquiátrico

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos condenou o Estado português a pagar uma indemnização de 14 mil euros a um recluso por ter cumprido pena de prisão sem internamento psiquiátrico a que tinha sido condenado. A …

França acaba com máscara no exterior (e Espanha vai pelo mesmo caminho)

Em França, o uso de máscara na rua deixa de ser obrigatório a partir de quinta-feira. Espanha deverá seguir o mesmo caminho "em breve". O uso de máscara no exterior deixa de ser obrigatório em França …

Swissport em Lisboa para tentar comprar a Groundforce

O acionista maioritário da Groundforce, que está a tentar vender a sua participação na empresa de handling, encontra-se agora a negociar com os suíços da Swissport. Depois de o fundo espanhol Atitlan se ter afastado e …

BdP prevê taxa de desemprego de 7,2% e crescimento económico de 4,8%

O Banco de Portugal (BdP) prevê que a taxa de desemprego atinja 7,2% em 2021, recuando para 7,1% em 2022 e 6,8% em 2023, e que o emprego cresça 1,3% este ano. No Boletim Económico de …