Marte não tem CO2 suficiente para se transformar numa nova Terra

Goddard Space Center / NASA

O processo de “terraformação” não é uma possibilidade viável para Marte, conclui um estudo publicado esta segunda-feira. Mesmo com a recente descoberta de um enorme lago de água líquida salgada, o Planeta Vermelho não reúne as condições necessárias para se transformar numa nova Terra.

Um recente estudo, publicado esta segunda-feira na Nature Astronomy, coloca em foco a ideia da “terraformação” em Marte, o processo hipotético que permitiria mudar as condições de um planeta de forma a torná-lo habitável para as espécies terrestres. Marte seria o candidato mais adequado para esta transformação… até hoje.

Entre as possíveis teorias para “terraformar” o Planeta Vermelho está a libertação na atmosfera de gases com efeito de estufa armazenados nas rochas e calotas polares, de modo a tornar a atmosfera mais densa e consequentemente o planeta mais quente, fazendo assim com que a água líquida permaneça à superfície.

Desta forma, os cientistas concentraram as suas atenções no dióxido de carbono disponível em Marte, o único gás com efeito de estufa presente em quantidade suficiente para produzir um aquecimento significativo.

Para isso, os investigadores usaram os dados de rovers e sondas espaciais dos últimos 20 anos, relativos ao dióxido de carbono marciano, acessível tanto na superfície do planeta como nos reservatórios subterrâneos, assim como os dados relativos às contínuas emissões deste gás para o espaço.

No melhor dos cenários, referem os cientistas, o dióxido de carbono facilmente acessível “poderia apenas triplicar a pressão atmosférica de Marte” – o que equivale a um quinto da mudança necessária para fazer com que o Planeta vermelho se tornasse habitável – e aumentaria a temperatura em menos de dez graus.

Além disso, a maior parte do CO2 presente nos reservatórios não está disponível, o que faz com que este gás não possa ser facilmente libertado na atmosfera.

Todos estes “senão” obrigam os autores do artigo científico a concluir que para “terraformar” Marte através do dióxido de carbono do planeta seria necessário recorrer a “tecnologias que estão muito além das que estão disponíveis atualmente”.

Marte é um deserto frio e quase sem ar, e parece provável que continue assim. Este novo estudo vem transformar a hipotética colonização do Planeta Vermelho numa ideia muito menos atraente.

ZAP // EFE / Discover

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas criam hidrogel que se cura a si mesmo como a pele humana

A carne artificial, que pode vir a ser essencial para futuros desenvolvimentos em robótica e dispositivos médicos, está cada vez mais próxima de se tornar realidade. Cientistas na Austrália criaram um novo material gelatinoso que, asseguram, …

As estranhas "riscas de tigre" de Encélado foram finalmente explicadas

A lua gelada de Saturno, Encélado, tem despertado especial interesse na comunidade científica desde que foi observada em detalhe pela sonda espacial da NASA Cassini em 2005. Agora, uma equipa de cientistas encontrou resposta para …

Nicolas Bourbaki foi o maior matemático de sempre (mas nunca existiu)

Considerado como um dos maiores matemáticos de sempre, Nicolas Bourbaki não passava de um pseudónimo adotado por um grupo de grandes matemáticos, que revolucionou a matemática como a conhecemos. Nicolas Bourbaki está entre os maiores matemáticos …

No aquário do Tennessee, é uma enguia que acende as luzes da árvore de Natal

A enguia Miguel Wattson é a responsável pelo espírito natalício que se vive no Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos. O Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos, encontrou uma forma inusitada de celebrar esta época festiva: …

Há 34 anos, Diana dançou com Travolta. Agora, o seu vestido foi vendido por 261 mil euros

O vestido que a Princesa Diana usou para jantar na Casa Branca, em 1985, foi vendido por mais de 261 mil euros. O vestido azul que a Princesa Diana usou num jantar na Casa Branca, em …

Doentes crónicos com baixo nível de literacia em saúde recorrem mais às urgências

Os doentes crónicos e com um nível de literacia em saúde mais baixo utilizam mais vezes os serviços de urgência hospitalares e dos centros de saúde, bem como as consultas de medicina geral e familiar, …

Ártico viveu em 2019 o segundo ano mais quente em 119 anos

O Ártico viveu em 2019 o seu segundo ano mais quente desde 1900, de acordo com um relatório publicado na terça-feira, aumentando receios de degelo e aumento do nível da água. O Polo Norte está a …

Jardineiro encontra por acaso a obra mais procurada de Gustav Klimt. Estava no galeria onde foi roubada

Um funcionário da galeria de arte Ricci Oddi, na cidade italiana de Piacenza, encontrou por acaso a obra mais procurado do pintor austríaco Gustav Klimt. Estava na própria galeria, onde a obra terá sido roubada …

YouTube reforça políticas contra assédio online

O YouTube anunciou, esta quarta-feira, um conjunto de alterações às políticas que visam combater o assédio que existe na plataforma. O YouTube anunciou esta quarta-feira o reforço das suas políticas contra o assédio online, que preveem …

Deus bebé indiano vence caso em tribunal e reinvindica território sagrado

O Supremo Tribunal Indiano declarou Ram Lalla Virajman, um deus bebé, como o legítimo proprietário de Ayodhya, uma terra no norte da Índia considerada sagrada por muçulmanos e hindus. O tribunal decidiu que o Governo …