Marte não tem CO2 suficiente para se transformar numa nova Terra

Goddard Space Center / NASA

O processo de “terraformação” não é uma possibilidade viável para Marte, conclui um estudo publicado esta segunda-feira. Mesmo com a recente descoberta de um enorme lago de água líquida salgada, o Planeta Vermelho não reúne as condições necessárias para se transformar numa nova Terra.

Um recente estudo, publicado esta segunda-feira na Nature Astronomy, coloca em foco a ideia da “terraformação” em Marte, o processo hipotético que permitiria mudar as condições de um planeta de forma a torná-lo habitável para as espécies terrestres. Marte seria o candidato mais adequado para esta transformação… até hoje.

Entre as possíveis teorias para “terraformar” o Planeta Vermelho está a libertação na atmosfera de gases com efeito de estufa armazenados nas rochas e calotas polares, de modo a tornar a atmosfera mais densa e consequentemente o planeta mais quente, fazendo assim com que a água líquida permaneça à superfície.

Desta forma, os cientistas concentraram as suas atenções no dióxido de carbono disponível em Marte, o único gás com efeito de estufa presente em quantidade suficiente para produzir um aquecimento significativo.

Para isso, os investigadores usaram os dados de rovers e sondas espaciais dos últimos 20 anos, relativos ao dióxido de carbono marciano, acessível tanto na superfície do planeta como nos reservatórios subterrâneos, assim como os dados relativos às contínuas emissões deste gás para o espaço.

No melhor dos cenários, referem os cientistas, o dióxido de carbono facilmente acessível “poderia apenas triplicar a pressão atmosférica de Marte” – o que equivale a um quinto da mudança necessária para fazer com que o Planeta vermelho se tornasse habitável – e aumentaria a temperatura em menos de dez graus.

Além disso, a maior parte do CO2 presente nos reservatórios não está disponível, o que faz com que este gás não possa ser facilmente libertado na atmosfera.

Todos estes “senão” obrigam os autores do artigo científico a concluir que para “terraformar” Marte através do dióxido de carbono do planeta seria necessário recorrer a “tecnologias que estão muito além das que estão disponíveis atualmente”.

Marte é um deserto frio e quase sem ar, e parece provável que continue assim. Este novo estudo vem transformar a hipotética colonização do Planeta Vermelho numa ideia muito menos atraente.

ZAP // EFE / Discover

PARTILHAR

RESPONDER

Desaparecimentos, mistérios e lendas. O Triângulo do Alasca pode ser mais perigoso do que o das Bermudas

Milhares de pessoas desaparecem todos os anos no estado norte-americano do Alasca, fazendo lembrar as histórias do Triângulo das Bermudas, onde aviões e navios desapareceram sem deixar rastro. De acordo com a revista The Atlantic, três …

Descobertas sete novas aranhas-pavão. E uma parece um quadro de Van Gogh

Foram encontradas sete novas espécies de aranha do género Maratus. E há uma que se destaca por se parecer com "A Noite Estrelada", famoso quadro de Vincent Van Gogh. Nos últimos anos, as aranhas-pavão (do género Maratus) …

Estado de emergência no México suspende produção de cerveja Corona

Nem toda a publicidade é boa publicidade. Que o diga a cerveja mexicana Corona que, em tempos de pandemia, partilha o nome com o vírus de que já ninguém quer ouvir falar. Segundo o jornal The …

Gás natural pode transformar Moçambique no "Qatar de África" (se os jihadistas deixarem)

A descoberta de gás natural em Moçambique é vista como uma grande esperança para o país que, à boleia dos avultados investimentos que está a receber de grandes multinacionais, sonha tornar-se no "Qatar de África". …

Afinal, os 1.000 ventiladores doados por Elon Musk podem não ser completamente inúteis

Elon Musk, CEO da Tesla, doou mil ventiladores do tipo errado a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Agora, afinal, os ventiladores vão poder ser usados em casos de …

Cientistas preveem quatro grandes furacões no Atlântico em 2020

Cientistas da Universidade Estadual do Colorado, nos Estados Unidos, preveem que se formem quatro grandes furacões no Oceano Atlântico em 2020. De acordo com os especialistas, estes quatro furacões serão de categoria 3 a 5 na …

Neymar doa 870 mil euros para luta contra a pandemia no Brasil

O futebolista internacional brasileiro Neymar doou cerca de 870 mil euros para a luta contra a pandemia covid-19 no seu país, revelou esta sexta-feira o canal SBT. Segundo a estação de televisão brasileira, o contributo de …

França confiscou quatro milhões de máscaras destinadas a Espanha e Itália

As autoridades francesas apreenderam quatro milhão de máscaras que uma empresa sueca transportava da China para a Espanha e Itália no início do mês. A disputa diplomática foi revelada na quarta-feira pela revista francês L'Express. Segundo …

Sobe para 52 o número de elementos da PSP infetados

Subiu esta sexta-feira para 52 o número de elementos da PSP infetados com covid-19, revelou esta força de segurança, dando conta que está a ser assegurado apoio psicológico a todos os polícias com 30 profissionais. Em …

A curvatura do espaço-tempo vai ajudar o WFIRST a encontrar exoplanetas

O WFIRST (Wide Field Infrared Survey Telescope) da NASA irá procurar planetas para lá do nosso Sistema Solar na direção do centro da nossa Galáxia, a Via Láctea, onde estão a maioria das estrelas. O …