Marques Mendes é contra um Bloco Central (e diz que o Governo devia explicar melhor a libertação de presos)

PSD / Flickr

Luís Marques Mendes

Luís Marques Mendes considera que o Governo “devia explicar melhor” a decisão de libertar 1.200 presos das cadeias portuguesas.

No seu habitual espaço de comentário na SIC, Luís Marques Mendes admitiu que “tinha de ser feita alguma coisa nas prisões” e, por isso, compreende a decisão tomada pelo Governo. No entanto, o comentador alertou para a necessidade de serem prestados novos esclarecimentos para que se evite “alarme, populismos políticos e revoltas dentro do sistema prisional”.

De acordo com o Observador, esta foi a única crítica dirigida ao Governo de António Costa, que, segundo o comentador, agiu bem ao decretar medidas “duras, mas necessárias“, sobretudo nesta altura da Páscoa.

Da mesma forma, referiu, o Presidente da República agiu igualmente “bem” ao decidir promulgar o estado de emergência e pela comunicação “realista”, mas esperançosa que dirigiu ao país.

Sobre as opiniões divergentes sobre o uso de máscara, Marques Mendes chamou a atenção para o facto de outro organismo – o Conselho de Escolas Médicas – ter dito o contrário do que tem sido afirmado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), ao defender o uso generalizado de máscara por parte da população.

“Não sou especialista e não vou dar palpites – seria um abuso -, mas recomendava uma coisa: estes dois organismos mais um terceiro ou um quarto, deviam reunir, discutir, chegar a conclusões e dar uma orientação clara”, afirmou.

Esta semana, Rui Rio mostrou-se disponível para formar um Governo de salvação nacional. Sobre este ponto, Luís Marques Mendes considerou que a sugestão “pode soar bem, mas tem pouco conteúdo”. “Acho que não vai acontecer e acho que não é uma boa solução para a democracia”, declarou.

Para o comentador, este governo só poderia ser de Bloco Central e esta solução não lhe parece ideal por vários motivos. “Um Bloco Central acabava com a ideia de alternativa. Se os dois principais partidos estão de mão dada, juntos dentro do Governo, acaba a alternativa.” Além disso, sublinhou que as divergências internadas do PS e do PSD iam fazer-se sentir dentro do Governo.

Ainda assim, a aprovação de orçamentos – quer de Estado quer retificados – será um problema no futuro. “PS e PSD terão de fazer um esforço para se entenderem. Isso é do interesse nacional e deve estar acima de tudo. Não precisam de estar juntos no Governo para aprovarem orçamentos”, concluiu.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Acuña já é destaque em Espanha: "Não é bom nos 100 metros, mas..."

O ex-jogador do Sporting será uma referência para Lopetegui e já demonstrou um grande nível no jogo da Liga dos Campeões contra o Rennes. Marcos Acuña chegou a Sevilha há um mês e meio mas começa …

Portagens devem manter preços em 2021

Os preços das portagens nas autoestradas deverão voltar a manter-se em 2021, a confirmar-se a estimativa da taxa de inflação homóloga, sem habitação, de -0,18% em outubro, divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). A fórmula …

Governo estuda novo confinamento total nas duas primeiras semanas de dezembro

O Governo está a ponderar decretar um novo confinamento total da população portuguesa nas duas primeiras semanas de dezembro. A notícia foi avançada esta sexta-feira pela TVI e, entretanto, confirmada por outros órgãos de informação. O …

Pelo menos 140 pessoas afogam-se no naufrágio mais mortal de 2020

Pelo menos 140 migrantes morreram afogados ao largo da costa senegalesa depois de a embarcação em que seguiam se ter incendiado e naufragado, avançou a Organização Internacional para as Migrações (OIM). O barco transportava 200 pessoas …

Nélson Évora terminou contrato com o Sporting

Nelson Évora, campeão olímpico do triplo salto nos Jogos Olímpicos Pequim2008, vai deixar o Sporting após o fim do contrato com o clube, no sábado, confirmou à "Lusa" fonte oficial do Sporting, esta sexta-feira. O atleta, …

Nova Zelândia aprova eutanásia. Mas rejeita legalização da marijuana

Os neozelandeses aprovaram a eutanásia voluntária, mas rejeitaram a legalização da marijuana para uso recreativo, em dois referendos realizados em 17 de outubro, anunciou esta sexta-feira a Comissão Eleitoral. Cerca de 65,2% dos neozelandeses votaram a …

Governo pondera novas medidas de apoio ao emprego e empresas

O Governo está a ponderar novas medidas de apoio ao emprego e às empresas em resposta ao agravamento da pandemia de covid-19, disse hoje o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro …

Cova da Piedade não joga: "Prefiro perder três pontos do que alguém perder a vida"

O jogo entre Estoril e Cova da Piedade, como se esperava, não vai ser realizado e deverão ser atribuídos três pontos ao Estoril. Diretor do Cova da Piedade não poupa nas críticas. Mais uma partida da …

Investigadores descobrem porque há pessoas infetadas sem sintomas de covid-19

Investigadores do hospital universitário de Aarhus, na Dinamarca, descobriram que algumas pessoas infetadas com o novo coronavírus não desenvolvem sintomas porque este poder ocultar o seu genoma para não ser reconhecido. Como noticiou esta sexta-feira o …

Luís Pina condenado a quatro anos de prisão pela morte de adepto italiano junto ao Estádio da Luz

O principal arguido no processo do atropelamento mortal do adepto italiano de futebol Marco Ficini, junto ao Estádio da Luz, em Lisboa, em 2017, foi hoje condenado a quatro anos de prisão efetiva, por homicídio …