Afinal, Maria Madalena não era uma prostituta

Wikimedia

“Madalena Penitente”, óleo de Ticiano, 1565

A partir das ruínas da cidade de Magdala, na Galileia, no norte de Israel, um grupo de especialistas quer tirar a Maria Madalena o adjectivo de “prostituta” que durante séculos a acompanhou, e reconstruir a sua imagem.

Considerada santa pelos credos católico, ortodoxo, anglicano e luterano do cristianismo, Maria Madalena, que descobriu a sepultura vazia de Jesus e que, segundo o evangelho de São Marcos, presenciou a sua ressurreição com a “outra Maria”, é lembrada no calendário gregoriano com uma festividade a 22 de julho. Recentemente, o papa Francisco elevou o seu estatuto litúrgico a “apóstola dos apóstolos“.

Mas no imaginário popular, Maria Madalena é mais conhecida como uma pecadora que, arrependida, terá caminhado ao lado de Jesus como uma fervorosa seguidora, depois de abandonar um caminho de obscuras paixões que, séculos mais tarde, ainda lhe rendem uma fama alimentada em canções, livros e filmes que especulam sobre como foi a sua vida, da qual pouco se sabe.

Maria era a líder do grupo de mulheres que acompanhava e apoiava Jesus, também com os seus bens, e não me parece que este fosse o perfil de uma prostituta, que em geral está mais associado à pobreza”, explica à Agência EFE o padre Juan Solana, que lidera o projecto Magdala na Terra Santa e divide seus dias entre Jerusalém e a histórica cidade nas margens do mar da Galileia.

Neste enclave, que em pelo menos 12 ocasiões é citado nos evangelhos como sendo o local de origem de Maria, os achados arqueológicos feitos nos últimos anos revelam um pouco mais da vida na época e sustentam a ideia de que se tratava de um próspero ponto de comércio, com forte atividade pesqueira e de exportação de sal para Roma.

É neste local que um conjunto de especialistas analisam a teoria de que esta devota teria tido uma boa posição económica, talvez derivada da morte do marido, de quem poderá ter herdado a fortuna com que teria apoiado Jesus.

Mas, a certo momento da história, a percepção da posição de Maria ter-se-á alterado, destaca o padre Solana. Uma dessas ocasiões, por exemplo, é a interpretação muito literal e com certa aversão dos evangelhos em Lucas 8:1-3.

E aconteceu, depois disto, que andava de cidade em cidade, e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o evangelho do reino de Deus; e os doze iam com ele e algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios; e Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, e Suzana, e muitas outras que o serviam com seus bens“.

Outro momento foram as palavras do papa Gregório numa homilia do século VI, na qual fundiu em Madalena as figuras de Maria de Betânia, irmã de Marta e Lázaro que lavou os pés de Jesus com seus cabelos, e uma mulher acusada de adultério a quem Cristo salvou de ser apedrejada.

Maria Madalena podia ter sido uma santa a quem Deus consentiu que o demónio incomodasse ou tentasse”, afirmou o religioso, acrescentando que há a possibilidade de que estas mulheres fossem “pessoas com sua própria história, personalidade”.

“Porém, as pinturas renascentistas tratam-na como uma pecadora arrependida. Daí passou à arte, à imaginação popular, à literatura, e criou-se uma grande confusão, que perdura até hoje na mente de muitos”, completa, realçando que no seio da Igreja este não é actualmente o pensamento reinante, especialmente depois de uma exegese em meados do século passado.

mazanto / Flickr

“A Conversão de Maria Madalena”, Paolo Veronese, 1548

Jennifer Ristine, presidente do Instituto Madalena e especialista nesta personalidade, sobre quem prepara um livro, explica à EFE que “a imagem de Maria Madalena foi criada com base na ficção, em tradições e interpretações erradas através dos séculos“, lamentando que seja “difícil saber onde começou isto”.

Ristine lembra que nos séculos XIV e XVI era retratada com o peito descoberto, o cabelo loiro ou ruivo muito longo, numa época em que havia uma tendência de as cortesãs “pintarem o cabelo de loiro”, razão pela qual esta associação “perdurou através dos séculos” até á actual cultura popular.

É a mulher mais citada no evangelho, o que significa que para os primeiros grupos cristãos era, certamente, uma mulher muito importante, conhecida e influente”, sustenta Jennifer Ristine, para quem “todo este assunto é complexo, uma lição moral. Tudo o que dizemos começa a formar ideias na mente das pessoas e resulta numa dada reputação”.

“Temos algumas pistas da sua vida, mas realmente continua a ser um mistério que cresceu ao longo dos séculos”, conclui a especialista – que irá continuar a tentar decifrar a história desta Maria que, garante, existiu realmente.

ZAP // EFE

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. A igreja católica quis destruir a imagem de Maria Madalena porque nunca eles admitiriam que uma mulher fosse guia espiritual e ainda mais, a “preferida” de Jesus. Assim, suprimiram ainda mais o Divino Feminino, por forma a retirar ainda mais o poder às mulheres.
    Quem for curioso, investigue a história dos Templários, que fundaram a nossa nação, inclusive a sua devoção a João Baptista e Maria Madalena.

  2. Os Historiadores deverão ler o livro a verdade sobre Jesus. Ora Maria Madalena era amante de Caifaz. Maria Madalena era amiga da mulher Pôncio Pilatos e como Maria Madalena seguidora de Jesus a Mulher de Pôncio tinha ciúmes da M.Madalena. Um belo dia no monte das Oliveiras, onde se encontrava Jesus, a mulher de Pôncio foi ter com Jesus propondo-lhe que o amaria e Jesus lhe disse: mulher segue o teu caminho que estou na terra para cumprir a minha missão enviado pelo Pai, ou seja o Grande Foco(Deus). Uma vez que Jesus recusous a proposta da dita senhora, Jesus é levado a tribunal, julgado e condenado à morte tendo a mulher de Pilatos sido uma das responsáveis pela morte de Jesus. Ha muito mais a relatar e por hoje fico por aqui.

    • Caro Artur, a investigação, seja qualquer for a área em que incida, é coisa séria. Sugerir que os historiadores leiam o livro “A verdade sobre Jesus” é quase ofende-los. Eles, como estudiosos que são, sabem muito bem as sendas que têm de trilhar, na perseguição dos seus objectivos. E não é a ler romances que chegarão à verdade que eventualmente procurem.

  3. Eu pensava ser Maria Virgem. a Igreja cada vez está melhor.
    Quem diria que uma senhora em cima de um Burro acompanhada por um velho a pé, iria ser, até hoje, um grande negocio.

    • Ó Firmino, está a falar de 2 mulheres diferentes! Se nem a ler a notícia consegue discernir isto como poderá entender o resto?
      Abraço

  4. Vão reescrevendo a história em conformidade com o saldo de caixa ou dos extractos bancários.
    .
    O essencial da herança de Cristo – fraternidade, caridade, desprendimento, fé, trabalho, compromisso, oração e respeito pela natureza e pela obra de Deus (incluindo os semelhantes), isso pode ficar para uma outra altura mais conveniente. Lá para daqui a mais um milénio!

    • Gostava de saber o que é que este cão, que nem coragem tem para assumir a identidade, já fez nesses domínios da fraternidade, caridade, etc. O falar vai da boca, ou neste caso o ladrar vai do focinho…

Toronto apresenta providência cautelar contra projeto que constrói "casas" para os sem-abrigo

Um carpinteiro canadiano decidiu construir abrigos para as pessoas que vivem nas ruas de Toronto. A autarquia considerou que são perigosos e apresentou uma providência cautelar. De acordo com a empresa de media Vice, Khaleel Seivwright, carpinteiro …

Trinta anos depois, MI6 pede desculpa por ter banido espiões gays

Richard Moore pediu desculpa " pela forma como colegas e concidadãos LGBT+ foram tratados", tendo-lhes sido negada a oportunidade de servir o país no MI6. O chefe do MI6, o serviço secreto de inteligência do Reino …

Já foram administradas 837.887 vacinas em Portugal

Um total de 837.887 vacinas contra a covid-19 foram administradas em Portugal desde 27 de dezembro, quando foi dada a primeira dose, indicou o Ministério da Saúde este sábado. Num comunicado de balanço do processo de …

Pintura de Van Gogh de Paris nunca antes vista exibida pela primeira vez

Uma pintura de Vincent Van Gogh de uma rua de Paris foi exposta pela primeira vez depois de passar mais de 100 anos "escondida" pelos seus proprietários. Uma cena de rua em Montmartre, em Paris, pertenceu …

Rúben Dias estreia-se a marcar pelo City no triunfo sobre o West Ham

O internacional português estreou-se a marcar pelo Manchester City, na vitória por 2-1, da equipa que lidera confortavelmente a liga inglesa de futebol frente ao West Ham, na 26.ª jornada da prova. No estádio Etihad, em …

Imagens mostram construção de instalação nuclear secreta em Israel

Está a ser construída uma instalação nuclear secreta em Israel, diz a Associated Press depois de analisar imagens de satélite. Os trabalhos estão a decorrer a poucos metros do antigo reator do Centro de Pesquisa …

Supremo confirma prisão efetiva de cinco anos e oito meses de João Rendeiro

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou a nulidade do acórdão que proferiu em janeiro e confirmou, assim, a condenação do antigo presidente do BPP. Num acórdão datado da passada quarta-feira, e a que a agência …

Portugal regista mais 33 mortes e 1071 novos casos de covid-19

Portugal registou, este sábado, mais 33 mortes e 1071 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 1071 novos …

Ana Gomes revela que Europol está pronta para investigar o Chega

A Europol está disponível para "ajudar as autoridades portuguesas" a investigar eventuais ligações do Chega de André Ventura a "actividades criminais internacionais". É Ana Gomes quem o revela depois de ter enviado uma participação ao …

João Almeida termina Volta aos Emirados no pódio, o seu primeiro numa prova do World Tour

O ciclista português, da equipa Deceuninck-QuickStep, assegurou, este sábado, o primeiro pódio numa prova do World Tour, ao ser terceiro na Volta aos Emirados Árabes Unidos, após a sétima e última etapa. João Almeida concluiu a prova …