“Marchas das Mulheres” encheram as ruas no primeiro aniversário da presidência Trump

Alba Vigaray / EPA

Women’s March 2018 em Nova Iorque

As “Marchas das Mulheres” tomaram hoje as ruas das principais cidades dos Estados Unidos, onde dezenas de milhares de pessoas se manifestaram a favor da igualdade de género, no dia em que se assinala o primeiro aniversário da presidência de Donald Trump.

Previa-se que a marcha de Nova Iorque fosse uma das maiores, com cerca de 85.000 manifestantes registados no evento na internet, mas a organização indicou que o número real é ainda mais elevado, um ano após terem desfilado 400.000 pessoas, segundo o gabinete do presidente da câmara da cidade.

Às primeiras horas da manhã, já havia pessoas a deslocar-se para o ponto de encontro, convocado para o lado oeste do Central Park, que ficou sobrelotado e transpirava “energia, força e união”, relataram à agência noticiosa espanhola EFE as nova-iorquinas Lisa e Mehely, depois de encabeçarem a marcha.

Seguindo a linha crítica que dominou o evento em todo o país, as mulheres repetiram um dos seus lemas, dedicado ao Presidente, no aniversário da sua chegada à Casa Branca: “Bem-vindo ao teu primeiro ano! Por que raio é que ainda aí estás?”.

Na sua conta no Twitter, Trump pareceu ignorar o sentimento geral das manifestações e escreveu que era um “dia perfeito para todas as mulheres marcharem”, destacando também que os Estados Unidos têm o “nível de desemprego feminino mais baixo dos últimos 18 anos”.

Michael Reynolds / EPA

Women’s March 2018 em Washington

Mike Nelson / EPA

Women’s March 2018 em Los Angeles

Apesar disso, na maioria dos cartazes, o protagonismo foi para o descontentamento com as reformas migratória e sanitária que impulsionou, as exigências de igualdade de direitos para mulheres, imigrantes e membros da comunidade LGBT, e os protestos feministas e contra as agressões sexuais.

Perto do Bryant Park, até onde avançou a marcha de mais de quatro horas em Nova Iorque, encontrava-se Leslie, que disse à EFE: “É um ano importante, porque podemos votar para recuperar a Câmara dos Representantes e o Senado e tirar o poder” a Trump, referindo-se às eleições intercalares, que se realizarão em novembro próximo.

A organização da “Women’s March”, que no ano passado se centrou em Washington DC, onde se situa o Capitólio, e reuniu 500.000 pessoas, procurou hoje precisamente transformar os protestos em ação política, encorajando as mulheres a candidatarem-se a cargos públicos e fomentando o voto.

“Para enviar uma mensagem forte de que as mulheres vão liderar as vitórias eleitorais em 2018, tínhamos que ir para um estado relevante. Escolhemos o Nevada”, explicou à estação televisiva norte-americana CNN uma das organizadoras, Linda Sarsour.

Em Las Vegas, capital desse estado que, nas últimas eleições, passou de republicano para democrata, votando em Hillary Clinton, a marcha incorpora a campanha “PowerToThePolls” (Poder ao Voto) e contará no domingo com representantes de associações cívicas como Planned Parenthood e Black Lives Matter, para impulsionar a mobilização política.

Outras cidades em que milhares de pessoas saíram hoje à rua foram Washington, Denver, São Francisco e Los Angeles, tendo esta última contado com a participação de estrelas de Hollywood.

Lucas Oliveira / FotosPublicas

Women’s March 2018 em Nova Iorque

Alba Vigaray / EPA

Women’s March 2018 em Nova Iorque

As atrizes Viola Davis, Natalie Portman e Eva Longoria foram algumas das mulheres que tomaram o microfone para incentivar ao poder das mulheres e falar dos escândalos de abusos sexuais na indústria cinematográfica revelados nos últimos meses, que desencadearam movimentos feministas e de denúncia social como #MeToo e #Time’sUp.

Entre hoje e domingo, há centenas de marchas e ações agendadas a nível global em torno dos direitos das mulheres, nas capitais de países como Argentina, Quénia, China, Canadá, Austrália e Itália, mas também em cidades secundárias e localidades mais pequenas.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. os travestis estao a começar a ocupar o lugar das mulheres na sociedade so que estas ignorantes pseudo femibistas extremistas violentas ainda nao perceberam isso porque sao retardadas mentais . quando perceberem isso daqui a muitos anos pois o precebimento vai demorare muitempo com cerebos tao fraques entao os amigos de luta delas que sao agora os transsexuais passarao despois a ser seus inimigos principais ! infelismente como vao demorar tantop tempo a preceber eu ja ca nao estarei para me rir a gragalhada potanto riome agora ah ah ah ah ah !!!

RESPONDER

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …