Marcelo “foi um político cínico durante 30 anos”

Esta quinta-feira, na apresentação do livro sobre Marcelo Rebelo de Sousa, Pacheco Pereira considerou que existe um “enorme défice de escrutínio” à atuação do Presidente da República. O antigo vice-presidente do PSD diz que Marcelo é “o único político amado”.

O historiador e comentar político José Pacheco Pereira considerou esta quinta-feira, na apresentação de um livro sobre Marcelo Rebelo de Sousa, que existe um “enorme défice de escrutínio” à atuação do Presidente da República, nomeadamente por parte da comunicação social.

Há um enorme défice de escrutínio à ação do Presidente”, disse o comentador na apresentação do livro “Marcelo – Presidente todos os dias”, na qual estiveram os três comentadores do programa da TVI-24 Circulatura do Quadrado, que sucedeu à Quadratura do Círculo da Sic Notícias.

Para exemplificar esta afirmação, Pacheco Pereira sinalizou que “o número de notícias hostis sobre o Presidente da República pode ser contado pelos dedos de uma mão”. A obra, apresentada em Lisboa, foi escrita por Felisbela Lopes, investigadora na área do jornalismo, e Leonete Botelho, grande repórter do jornal Público.

Numa espécie de recriação do programa, Pacheco Pereira considerou que Marcelo será “o último político amado” e que é “um homem com imensa experiência política e que não nasceu no dia da eleição”. Na opinião do antigo vice-presidente do PSD, este é “um livro muito simpático”, mas para debater o Presidente da República são necessários “livros menos simpáticos”.

Essa simpatia, continuou, é visível no facto de “à quarta ou quinta página vir logo com o Presidente dos afetos”. Mas esta “não era a imagem de Marcelo quando chegou à Presidência”, apontou Pacheco Pereira, acrescentando que o chefe de Estado “foi um político cínico durante 30 anos”.

Apesar disto, Pacheco Pereira disse acreditar que Marcelo Rebelo de Sousa “vai ser reeleito” nas eleições presidenciais de 2021. “Eu não pretendo dizer mal”, assinalou o comentador, ao que o colega de painel e conselheiro de Estão António Lobo Xavier lhe respondeu: “mas está a conseguir”, o que provocou uma gargalhada na sala.

Lobo Xavier saiu em defesa de Marcelo Rebelo de Sousa quanto à sua genuinidade no que toca aos afetos, vincando que “a agenda [do PR] é incompatível com uma pessoa que não gosta dos outros, que não se preocupa com os outros”. Na opinião do conselheiro, este “livro não trata só de coisas agradáveis, trata de coisas que não têm sido tratadas suficientemente”.

Para António Lobo Xavier, Marcelo Rebelo de Sousa tem “um enorme poder e uma enorme influência”, podendo ser até “o Presidente com mais poder na vida política portuguesa”, quando comparado com os seus antecessores.

Também o ex-ministro Jorge Coelho esteve na apresentação do livro de Felisbela Lopes e Leonete Botelho. O antigo ministro confidenciou que não votou em Marcelo mas que, “nas atuais circunstâncias”, o apoiará caso se recandidate nas próximas eleições.

Acho que ele está a ser um extraordinário Presidente da República”, assinalou, não sem advertir que esta imagem de “Presidente dos afetos” pode cansar os cidadãos. Para Jorge Coelho, existe uma “expectativa criada por ele de resolução de problemas, resolução da vida às pessoas” quando “isso não está nas mãos” do chefe de Estado.

Antes de dar a palavra aos três oradores, e também a Carlos Andrade, que moderou o debate, as autoras registaram que este livro, que começou a ser escrito no verão de 2016, tinha como objetivo fazer uma análise aos três primeiros anos do mandato, com “algum distanciamento”.

Não tínhamos pretensão de fazer uma biografia”, afirmou Felisbela Lopes, justificando assim o porquê de não terem entrevistado o próprio Presidente. Leonete Botelho frisou que as autoras foram “sobretudo espetadoras e analistas”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A Lua pintou-se de vermelho na Argentina (e a causa não é propriamente boa)

Uma estranha lua com tons avermelhados pintou o céu da Argentina. O fenómeno misterioso encheu as redes sociais de fotografias e teorias. Em diferentes regiões da Argentina, várias pessoas puderam apreciar, nas últimas noites, a Lua …

Aeronave autónoma é uma alternativa acessível aos satélites (e já fez o seu primeiro voo)

A empresa Swift Engineering, em parceria com o Ames Research Center, da NASA, desenvolveu uma alternativa acessível aos satélites: uma aeronave autónoma de alta altitude e longa resistência. Já nasceu a alternativa acessível aos satélites: chama-se …

Reservas naturais chinesas salvaram os pandas da extinção (mas "esqueceram-se" dos leopardos)

Uma nova investigação revela que os esforços da China para salvar os pandas gigantes foram bem sucedidos, mas os mesmos falharam na proteção de outros animais que partilham o mesmo habitat, como é o caso …

Comunidade científica critica Trump por dizer que NASA estava "morta"

Na quarta-feira, o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, afirmou no Twitter que "a NASA estava fechada e morta" até que o próprio fez com que voltasse a funcionar, afirmação que gerou consternação na …

É "bastante provável" que chegue à Europa uma Cybertruck de menores dimensões

É "bastante provável" que uma Cybertruck de menores dimensões venha a ser produzida e chegue depois ao mercado europeu, revelou Elon Musk, CEO da Tesla, empresa que produz estas pickups elétricas. Questionado na rede social …

Mais seis mortos e 131 novos casos em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje mais seis mortos e 131 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. O número de pessoas internadas é de 366, mais nove …

"Erro" do Instagram favoreceu conteúdo de Trump face ao de Biden

Um "erro" da rede social Instagram favoreceu durante dois meses o conteúdo gerado pela campanha de reeleição do atual Presidente norte-americano, Donald Trump, quando comparado com as publicações de Joe Biden, candidato democrata que está …

Fotografia partilhada nas redes sociais levou à suspensão de alunos nos Estados Unidos

Pelo menos dois alunos da North Paulding High School, no estado da Georgia, dizem ter sido suspensos depois de terem partilhado nas redes sociais uma fotografia na qual é possível ver um corredor da escola repleto …

Estado de Nova Iorque com mais mortes por Covid-19 do que França ou Espanha

Os Estados Unidos registaram 1.252 mortos e 63.913 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Os últimos números de casos e óbitos registados devido a Covid-19 …

Turistas voltam a viajar, mas optam pelo low-cost

Mesmo num contexto de pandemia mundial o desejo de ir de férias continua vivo. Os turistas voltaram a procurar voos, contudo as opções recaem em percursos de curta distância e mais económicos. Ao longo dos últimos …