/

Máquina usada pelos nazis para criptografar mensagens foi a leilão por 200 mil dólares

Uma rara máquina usada por soldados nazis para criptografar mensagens, de forma a enganar os Aliados, vai a leilão por 200 mil dólares. A máquina usada na II Guerra Mundial está praticamente intacta.

Dependendo do seu estado, máquinas Enigma alemãs podem ser vendidas por centenas de milhares de euros. Tendo em conta o estado praticamente intacto desta máquina, o seu dono espera vendê-la pelo menos a 200 mil dólares em leilão.

O leilão realizou-se na passada quinta feira no Nate D. Sanders Auctions, em Los Angeles, nos Estados Unidos, mas ainda não foi conhecido o valor pelo qual foi vendida. O preço destas máquinas tem vindo a aumentar com o passar dos anos, pelo que se especula que tenha vendido por um preço exorbitante.

A máquina é de extrema importância histórica, já que teve um papel crucial no desenrolar da II Guerra Mundial. Na altura, como explica o All That’s Interesting, os estrategas tinham de decifrar comunicados de rádio e desvendar códigos e mensagens para tentar perceber os movimentos do adversário.

Várias máquinas nazis Enigma foram produzidas e as suas mensagens eram dificilmente decifradas. Os sistemas da máquina permitiam produzir um total de 103 sextiliões de possíveis pares de seis letras, que poderiam ser combinadas em cerca de 17 mil arranjo diferentes.

Eventualmente, o famoso matemático britânico Alan Turing desvendou o segredo destas máquinas e conseguiu decifrar mensagens do exército nazi. Em 2014, foi produzido um filme que conta a história de Turing, chamado “The Imitation Game”, com Benedict Cumberbatch a desempenhar o papel principal.

A equipa de Turing percebeu que todas as mensagens incluíam a mesma despedida, que perceberam ser “Heil Hitler“. A partir daí, conseguiram desvendar o puzzle da Engima e decifrar as mensagens. Para o efeito foi construída uma máquina que revelava o conteúdo das mensagens, chamada “Vitória“.

Esta máquina que foi a leilão não apresentava praticamente qualquer desgaste, à exceção de uma luz interna e da bateria original da máquina, que com o tempo de esgotou.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE