O maior número primo até à data foi descoberto (e é demasiado grande para o conseguir ler)

23,249,425 são os dígitos que compõem o recentemente descoberto número primo. Chama-se M77232917 e é o 50.º número primo deste tipo a ser descoberto.

Chama-se primo Mersenne (como o padre matemático francês Marin Mersenne) e é o resultado da multiplicação de dois juntos muitas vezes e subtraindo um ao número final. O M77232917 foi descoberto ao calcular dois elevado a 77,232,917, subtraindo um.

Este é quase um milhão de dígitos maior do que o anterior número primo, também um primo Mersenne. E torna-o demasiado longo para que possamos escrevê-lo aqui para si.

Conforme os números vão ficando maiores, os números primos – um número divisível por 1 e pelo próprio – tornam-se cada vez mais difíceis de encontrar. Tornam-se cada vez mais distantes e não há qualquer padrão da sua distribuição, por isso não é possível usar um algoritmo que os descubra.

Até a formula para encontrar números primos Mersenne não é um método infalível, é apenas a redução aos números mais prováveis.

Por isso, depois de usar uma fórmula para criar o número, o cientista tem depois que passar pelo difícil processo de o testar, dividindo por todos os números que possam ser um fator de divisão. Quanto maior o número, mais tempo é necessário.

Alguns softwares podem ser usados para procurar primos Mersenne e testá-lo, o que aconteceu com o M77232917.

Como parte do Great Internet Mersenne Prime Search (GIMPS), o voluntário Jonathan Pace, um engenheiro elétrico com 51 anos do Tennessee, nos EUA, fez a descoberta com software especializado no seu PC. Desde os 14 que o engenheiro tenta descobrir um número primo e esta é a primeira vez que consegue.

O número já foi descoberto a 26 de dezembro de 2017, mas provar que era primo demorou seis dias de computação sem parar. Depois disso, quatro diferentes programas de software a operar em quatro configurações diferentes de hardware para verificar a descoberta.

O anterior recorde de um número primo Mersenne foi descoberto em janeiro de 2016, com menos 910,807 dígitos do que o recente M77232917.

O novo recorde é tão grande que teriam que ser impressas nove mil páginas ou 118 quilómetros – um pouco mais do que a distância entre Lisboa e Santarém (104 quilómetros) – com dois dígitos por cada centímetro.

Porquê procurar por números primos? O M77232917 é demasiado grande para servir o seu propósito, mas a criptografia usa grandes números primos apenas porque são difíceis de descobrir. Combine dois números primos como chave de criptografia e terá algo muito mais difícil de quebrar – e, conforme os computadores vão ficando mais poderosos, os números primos têm de ser maiores para acompanhar o ritmo.

Este números podem também ajudar-nos a compreender os números em si. Se descobrirmos primos suficientes, talvez um dia seja possível fazer a descoberta de um padrão.

Mas para os matemáticos, tanto amadores como profissionais, os números primos grandes tornaram-se algo como uma caça ao tesouro – quase literalmente agora que o GIMPS oferece prémios monetários para novos recordes.

Pace vai receber três mil dólares (3,370 euros) pela sua descoberta.

Se, como o Pace, também quiser descobrir um número primo, mesmo que isso leve o resto da sua vida a fazer, pode fazer o download do software aqui e ler as instruções aqui.

PARTILHAR

RESPONDER

Profissionais do SNS já trabalharam oito milhões de horas extra no primeiro semestre

No primeiro semestre de 2020, contam-se mais 1,2 milhões de horas suplementares trabalhadas, sendo que só em maio a subida foi superior a 471 mil. Segundo o Jornal de Notícias, nos primeiros seis meses deste ano, …

Rui Moreira diz que não é possível prevenir festejos de adeptos do FC Porto

O presidente da Câmara Municipal do Porto disse, esta terça-feira, não ser possível tomar medidas de prevenção em relação a possíveis festejos de adeptos do FC Porto pela conquista do título, pedindo apenas que se …

Mulher assintomática provoca surto de 71 infetados na China. Bastou entrar sozinha num elevador

A passagem de uma mulher infetada com covid-19, mas assintomática, por um elevador de um edifício habitacional na China deu origem a um surto de 71 contagiados. De acordo com o estudo publicado pelo Centro de …

Detido em França um dos pedófilos da "darknet" mais procurados do mundo

A polícia francesa prendeu um suspeito de gerir portais na "darknet" que permitiram a "milhares de internautas de todo o mundo ter acesso a fotografias ou vídeos de caráter pedopornográfico", anunciou, esta segunda-feira, o Ministério …

Mais seis mortes e 233 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta terça-feira, mais seis mortes e 233 novos casos de infeção por covid-19 em relação a segunda-feira. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos 233 novos casos, 143 são na região …

Itália restitui a França obra de Banksy roubada do Bataclan

Itália anunciou, esta terça-feira, que vai devolver a França uma obra atribuída a Banksy, uma homenagem às vítimas dos ataques terroristas em Paris, em 2015, roubada em 2019 e encontrada numa quinta perto de Roma. Antes, …

Há corais vermelhos na costa algarvia (e vai haver multas para quem os apanhar)

Os corais vermelhos da costa portuguesa vão passar a estar protegidos por legislação pesqueira e ambiental que está a ser preparada pelo governo e coimas elevadas, anunciou o ministro do Mar. O ministro do Mar, Ricardo …

Vieira e SAD arguidos. CMVM suspende ações do Benfica

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) suspendeu, esta terça-feira, as negociações de ações da Benfica SAD, pouco tempo depois de ter sido confirmada a existência de três arguidos por fraude fiscal, na sequência …

Comissão Europeia planeia reduzir capacidade das multinacionais em explorar sistemas fiscais

A Comissão Europeia está a estudar formas de acionar partes de tratados europeus para reduzir a capacidade das multinacionais em explorar os sistemas fiscais de alguns países da União Europeia (UE), identificando-os como distorções do …

Governo britânico decide banir Huawei da rede de telemóvel 5G

As operadoras de telemóvel britânicas vão ter de remover todo o equipamento da empresa chinesa Huawei usado na infraestrutura de telecomunicações 5G até ao final de 2027. A decisão foi tomada, esta terça-feira, numa reunião do …