Descoberto o novo maior número primo (e tem 22 milhões de dígitos)

Chamado M74207281, o novo maior número primo conhecido foi anunciado esta semana pelo investigador Curtis Cooper, voluntário de um grupo de estudos de números primos chamado GIMPS – Great Internet Mersenne Prime Search.

Os números primos são números naturais que só podem ser divididos de forma exacta (com resto zero) por 1 e por si próprios.

Os número primos mais pequenos são o 2, 3, 5, 7, 11, 13, 17, 19, 23 … mas quanto maior o número, mais difícil se torna encontrar o primo seguinte.

Segundo um anúncio publicado no site do GIMPS, o maior número conhecido desta família passou agora a ser o 274,207,281-1, que tem mais de 22.338.618 dígitos – mais cinco milhões de dígitos do que o anterior número primo mais longo.

Se alguém quisesse recitar este número à velocidade de 5 dígitos por segundo, e conseguisse estar 24h por dia sem dormir, demoraria mais de 8 meses a acabar a récita.

Os números primos são essenciais na área da criptografia, mas a dimensão da nova descoberta torna o seu uso inviável neste aspecto.

O autor da descoberta, Curtis Cooper, utilizou um dos computadores da University of Central Missouri para chegar a este resultado gigantesco.

Curiosamente, a descoberta esteve quase a passar despercebida. Devido a um problema num servidor, o alerta enviado pelo computador que descobriu o número não chegou a Cooper.

Só várias semanas mais tarde é que o administrador de sistemas do servidor descobriu os emails “pendurados” e os enviou ao investigador.

“Os números primos têm diversos usos práticos”, explica o comunicado do GIMPS.

Além do campo da criptografia, “historicamente, investigações sobre números primos foram utilizadas como testes para hardware de computadores”.

O M74207281 merece atenção especial também por ser um Primo de Mersenne, ou seja, um primo que pode ser representado pela fórmula 2n-1.

Esta é uma ocorrência rara, na qual apenas 48 números se encaixavam até agora – a nova descoberta é o 49º Primo de Mersenne.

Tais conjuntos de algarismos recebem este nome em homenagem a Marin Mersenne (1588-1648), matemático francês e estudioso dos números.

ZAP / Canal Tech

PARTILHAR

RESPONDER

Enfermeiros marcam greve para 3 e 4 de novembro

Os enfermeiros que trabalham no Serviço Nacional de Saúde (SNS) vão fazer greve a 3 e 4 de novembro, uma paralisação decidida, esta sexta-feira, numa reunião que juntou sete sindicatos desta classe profissional. Na base da …

Sem surpresas, CDS, IL e Chega saíram de Belém a reafirmar o seu voto contra

No final das audiências com o Presidente da República, sem surpresas, os partidos de direita deixaram críticas à proposta do Orçamento do Estado e mantiveram a sua intenção de votar contra. "Este primeiro-ministro sempre sustentou a …

"Viagra dos Himalaias", o fungo mais caro do que ouro, mostra potencial contra cancro

Uma molécula produzida pelo chamado "fungo de lagarta", também conhecido por "Viagra dos Himalaias", pode fornecer uma base para tratamentos de cancro mais eficazes. Em ensaios clínicos recentes, o composto chamado cordicepina mostrou ser bem-sucedido a …

Bloco quer acordo escrito e Costa não diz que não. PCP diz que não houve avanços

O primeiro-ministro defendeu, esta sexta-feira, que a aprovação do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) não se prende em questões formais, mas sem excluir um "acordo escrito", tal como pediram os bloquistas. "Se quiserem um acordo …

Mulher de Rendeiro tem cinco dias para entregar obras de arte em falta

A mulher do ex-banqueiro será interrogada pelo tribunal na próxima sexta-feira e tem até quarta-feira para entregar à Polícia Judiciária (PJ) 15 obras de arte apreendidas em 2010 e que em recente diligência não foram …

Vacinação simultânea contra gripe e covid-19 arranca na segunda-feira

A vacinação em simultâneo contra a covid-19 e a gripe inicia-se na segunda-feira, abrangendo cerca de dois milhões de pessoas com 65 ou mais anos, adiantou à agência Lusa a diretora-geral da Saúde. "A norma vai …

Dois caranguejos à beira-mar

Os caranguejos são "hipnotizados" pelos campos eletromagnéticos dos cabos submarinos

Um novo estudo mostrou que os cabos submarinos podem estar a ter um "efeito hipnotizante" nos caranguejos castanhos. Mais preocupante: o campo eletromagnético produzido pelos cabos pode causar alterações celulares nos caranguejos comestíveis, tornando-os mais …

Método usa "capa de invisibilidade sonora" para fazer desaparecer objetos

Uma equipa de investigadores do Instituto de Geofísica de Zurique, na Suíça, desenvolveu um método que usa a acústica para ocultar objetos.  Quando ouvimos música, não ouvimos apenas as notas produzidas pelos instrumentos: estamos também imersos …

O planeta Vénus

Vénus já teve oceanos? De maneira nenhuma, dizem astrofísicos

Vénus já teve oceanos? Não, segundo o novo estudo de uma equipa de astrofísicos da Universidade de Genebra e da NCCR PlanetS, na Suíça. Nos últimos anos, vários estudos têm sugerido que Vénus pode já ter …

Cientistas estão a plantar mesas de xadrez de corais para restaurar recifes - e contam com a ajuda de garrafas de Coca-Cola

Nas últimas três décadas, os recifes de coral têm sofrido uma grande tensão e consequente destruição, devido ao impacto das alterações climáticas. Agora, os cientistas querem minimizar os danos e já encontraram uma solução. O objetivo …