Máfias de Leste e da América Latina atacam vivendas nacionais em verdadeiros “assaltos à Hollywood”

Nuno André Ferreira / Lusa

PSP e GNR têm os grupos internacionais “debaixo de olho”, mas a pandemia diminuiu este tipo de criminalidade. De acordo com a Renascença, entre janeiro e setembro deste ano, houve uma quebra de 35% nos furtos e roubos em casas. Ainda assim, há em média 40 assaltos em residências por dia.

O confinamento fez os portugueses ficarem mais tempo em casa e os reflexos nos números da criminalidade são evidentes, sendo que os assaltos a casas não fogem à regra. Contudo, se está mais difícil a realização deste tipo de crime, quem o comete está cada vez mais profissionalizado.

As autoridades nacionais falam de “máfias organizadas”, que planeiam, executam e fazem circular com grande facilidade o proveito dos crimes. De uma forma gera, os alvos destes grupos apontam residências luxuosas.

Ainda assim, as estatísticas da PSP e da GNR mostram uma queda generalizada quer nos furtos, quer nos roubos de casas, nos primeiros nove meses do ano, quando comparado com igual período do ano passado.

Segundo a Renascença, houve menos 35% de assaltos a habitações. No entanto, nos primeiros nove meses do ano houve, em média, 40 assaltos a residências por dia.

Este tipo de crime ou é cometido por indivíduos isolados ou por grupos de grande envergadura, profissionalizados, e de grande mobilidade. São estes últimos que mais peso têm nas estatísticas.

“São organizações que atuam ao nível dos melhores filmes de Hollywood com funções muito bem definidas”, carateriza o subintendente Lourenço, do Departamento de Investigação Criminal da PSP à Renascença.

Nos últimos dois anos, é da Geórgia e da Albânia que mais chegam os indivíduos responsáveis por este tipo de crime. Pertencem ao grupo “Thieves in Law”, que numa tradução literal se designam por “Ladrões em Lei”, que atua em vários países europeus desde que a URSS se desmantelou. “São máfias”, indica o subintendente.

O subintendente Lourenço explica que são organizações internacionais que estão por detrás deste tipo de assaltantes, e “que prestam todo o apoio logístico, quer no fornecimento de viaturas”, “no suporte”, nos “equipamentos necessários ao arrombamento de instalações”, e “até apoio judicial quando são detidos”.

O coronel João Nortadas, da GNR, aponta à Renascença para “a existência de muitos estrangeiros, grupos transnacionais, que vêm para a Europa da América Latina”, relatando que são células que usam “bastante tecnologia com chaves falsas”, e que são responsáveis por “dezenas e dezenas de furtos em residências” em Portugal.

A identificação destes assaltantes é um processo complicado, pois a maior parte circula na Europa com dois ou três passaportes falsos. “Há dificuldade de identificação e de realização da justiça”, refere o subintendente Lourenço.

De acordo com as autoridades a Grande Lisboa, o Grande Porto e o Algarve são as zonas do país mais afetadas com estes ataques.

Este é um tipo de crime que as polícias dão grande importância, quer na prevenção quer na investigação, porque as consequências para as vítimas são muito gravosas, tal coo diz o coronel Nortadas. “O roubo em residência tem efeitos secundários, muitas pessoas ficam muito afetadas psicologicamente”, sublinha.

Efetivamente, os furtos representam a maioria dos casos nos assaltos a casas, mais de 98% do total. Os roubos, mais violentos e gravosos, são relativamente escassos. Foram 434 no total, até setembro.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. São elementos de fora da União e portanto deviam de ser facilmente controláveis. O emprego de SEF e outras policias de proteção na rua é mal pago e devem preferir fazer outra coisa qualquer ou mesmo nada, do que prevenir. Do caso Maddie já sabemos através da 6a às 9 que policia em Portugal é sinónimo a incompetência. Sabem bater, sabem e dantes era o suficiente, na esquadra do GNR havia sempre um cave onde o ‘criminoso tipo antigo e conhecido’, sempre confessava. Mas confrontado com elementos internacionais, Falta lhes muita coisa, material mas também massa cinzenta.

RESPONDER

"Era como se a morte estivesse num copo." No século XVIII, o gin estava a arruinar a Inglaterra

A bebida alcoólica tornou-se tão popular no Reino Unido que os empresários começaram a utilizar todo o tipo de aditivos para enriquecerem. No século XVIII, o gin tornou-se a maior droga que o homem poderia consumir …

Vacinar animais contra a covid-19? Dezenas de zoos nos EUA estão a avançar com a ideia

Cerca de 70 jardins zoológicos e espaços de conservação nos Estados Unidos estão a administrar a vacina da farmcêutica veterinária Zoetis aos seus animais. Não são só os humanos que estão a ser vacinados contra a …

Lewis Hamilton: "Eu não disse que estava a morrer"

Acidente com Max Verstappen originou dores no campeão; Helmut Marko disse que já era "espectáculo" a mais. Troca de palavras entre os dois candidatos ao título. Como se esperava, o acidente que envolveu Lewis Hamilton e …

Autorretrato de Frida Kahlo deverá ser vendido por um valor recorde de 30 milhões de dólares

A Sotheby’s espera ultrapassar os 30 milhões de dólares (mais de 25 milhões de euros) com o autorretrato da pintora mexicana Frida Kahlo, no qual aparece também o seu marido Diego Rivera. O autorretrato Diego y …

David Luiz: "Um dos dias mais especiais da minha vida" - e ainda se fala sobre Jorge Jesus

Flamengo ficou mais próximo de mais uma final da Libertadores, depois de derrotar o Barcelona de Guayaquil. David Luiz estreou-se. O Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil por 2-0, na primeira "mão" das meias-finais da Copa …

Iémen. Escassez de alimentos empurra 16 milhões de pessoas para a fome, revela ONU

Pelo menos 5 milhões de pessoas no Iémen estão à beira da fome e outros 16 milhões estão "a caminhar para a fome", num país dilacerado pela guerra civil. O Programa Mundial de Alimentos (WFP, na …

Presidente da Tunísia governará por decreto, ignorando partes da constituição

O Presidente da Tunísia, Kais Saied, declarou que governará por decreto e ignorará partes da constituição, enquanto se prepara para mudar o sistema político, gerando críticas imediatas da oposição. Desde 25 de julho, dia em que …

Alemanha deixa de pagar quarentena a trabalhadores não vacinados

A Alemanha vai deixar de indemnizar trabalhadores não vacinados que forem forçados a quarentena devido ao coronavírus, por ser "injusto pedir aos contribuintes que subsidiem aqueles que se recusam a ser vacinados", disse na quarta-feira …

Governo acaba com recomendação do teletrabalho

O Conselho de Ministros decidiu acabar com a recomendação da opção pelo teletrabalho e eliminar a testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores. Estas medidas integram a terceira e última fase do plano …

Cansado de denúncias, Betis pede aos seus sócios: "Portem-se bem"

Clube onde jogam dois portugueses quer que os adeptos tenham um "comportamento adequado" durante os jogos no Benito Villamarín. O Betis de Sevilha jogou seis vezes até agora, nesta época. Quatro desses encontros foram disputados em …