Máfia da amêijoa escraviza imigrantes de origem asiática

Os trabalhadores de origem asiática foram detetados pela Polícia Marítima no rio Tejo e estão a viver em condições precárias em antigas pocilgas de porcos.

O Serviço de Investigação da Polícia Marítima detetou um novo esquema criminoso que usa mão de obra ilegal para trabalhar na apanha da amêijoa, avança o Jornal de Notícias.

Os trabalhadores, de origem asiática, chegam através de circuitos de tráfico de pessoas e imigração ilegal. A Polícia Marítima detetou entre 100 a 200 apanhadores, oriundos de países como o Laos e Vietname, no rio Tejo.

De acordo com o jornal, estes trabalhadores vivem nas zonas de Alcochete e do Samouco em condições precárias, ficando a dormir em antigos pavilhões de quintas que eram usados para guardar animais, como antigas pocilgas de porcos.

Segundo o Observador, que cita o exclusivo do JN, o esquema foi detetado durante este ano e por isso é que ainda não há qualquer referência ao mesmo no Relatório Anual de Segurança Interna de 2017, que apenas relatava a mão de obra oriunda do leste europeu.

As investigações ainda não foram abertas, mas suspeita-se que os trabalhadores asiáticos também sejam usados noutros países europeus, empregados em trabalhos agrícolas sazonais.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Já faz muito tempo que a zona do Samouco, principalmente, tem a apanha da ameijoa controlada por máfias do Leste, só não vê quem não quer, e ao que tudo indica, operam impunemente, pois desde que detetei esta situação, das várias deslocações ao local, nunca vi agentes da Polícia Marítima, GNR, PSP, etc. Não admira que aqueles recorrem também a mão de obra ilegal e de exploração humana. A poluição e sujidade do Tejo não é só no leito e na água do rio, está sobretudo nas margens.

  2. De facto grande interesse se devem mover neste lodoso assunto das ameijoas. A apanha é feita á vista de todos que a querem ver e se as autoridades nada fazem é porque nisso não há interesse, seja qual for a razão.
    É triste que com mais de 40 anos de democracia, Portugal ainda permita tal forma abjecta e criminosa de tratar seres humanos.

Responder a CHE Cancelar resposta

GNR já passou 2200 coimas por falta de limpeza de terrenos. Mais de cem câmaras multadas

Mais de uma centena de câmaras municipais foram multadas por falta de limpeza de terrenos, sendo a ausência de tratamento nas margens das estradas e junto às linhas de distribuição elétrica a principal infração registada …

Presidente do Governo da Catalunha pede a Filipe VI que abdique

O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, pediu na terça-feira ao rei Filipe VI que abdique e solicitou ao presidente do parlamento que convoque uma sessão plenária extraordinária para estabelecer uma "posição comum" …

Virologista chinesa diz que novo coronavírus foi "criado em laboratório militar"

A virologista chinesa que fugiu para os Estados Unidos deu mais uma entrevista onde assegura que o novo coronavírus foi "criado num laboratório militar". Numa nova entrevista, citada pelo jornal online Observador, Li Meng-Yan, a virologista …

Ministério da Saúde abre 435 vagas para médicos de família

É o maior número de vagas dos últimos anos colocadas a concurso para a contratação de médicos especialistas em medicina geral e familiar para o SNS. De acordo com o jornal Público, o Ministério da Saúde …

MP brasileiro processa pastor por anunciar cura com feijões para a covid-19

O Ministério Público brasileiro pediu a abertura de um processo contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus, que anunciaram a cura da covid-19 a partir do cultivo de …

Dívida do Estado à ADSE ascende a 200 milhões de euros

A dívida do Estado à ADSE, em 2019, ascendia a 198,2 milhões de euros, segundo o parecer do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) ao relatório e contas do ano passado, publicado no site do …

Governo dos Açores violou Constituição ao impor quarentena obrigatória

O confinamento obrigatório de 14 dias que o governo regional dos Açores tem imposto a quem chega à região autónoma é inconstitucional, dizem os juízes do Tribunal Constitucional. As autoridades açorianas violaram a Constituição ao impor …

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …

"A profissionalização é fundamental". Este ano já morreram quatro bombeiros, todos voluntários

Nos incêndios deste ano já morreram quatro bombeiros. O último ano tão mortífero foi 2013, em que sete bombeiros perderam a vida. Em comparação, nos incêndios de 2019, não se registaram vítimas mortais entre esses profissionais. Como …