Mafalda faz 50 anos

(dr) Quino

-

Contestatária, refilona, pessimista. Mafalda, a personagem de banda desenhada criada pelo argentino Quino, celebra 50 anos, desde que apareceu no jornal Primera Plana. Em Portugal, a data é assinalada com uma nova edição de todas as tiras humorísticas.

Apesar de ter sido criada em 1962, para a promoção de uma gama de eletrodomésticos, a famosa personagem de banda desenhada só apareceu pela primeira vez – carrancuda, com farta cabeleira negra – a 29 de setembro de 1964, no semanário argentino Primera Plana.

Filha de uma família da classe média argentina, Mafalda questiona a Humanidade e a existência da sopa, de dedo em riste e quase sempre com um ar preocupado. Uma “heroína zangada que recusa o mundo tal como ele é”, descreveu Umberto Eco em 1969.

Quino, de seu nome Joaquin Lavado, foi publicando as tiras de BD da Mafalda – e de uma galeria de personagens que inclui Manelito, Filipe, Susanita, Miguelito, Liberdade e uma tartaruga chamada Burocracia – ao longo de nove anos e em vários jornais, ao mesmo tempo que mantinha o trabalho no desenho gráfico de humor.

Contra a maré de sucesso, o autor decidiu não mais publicar as tiras semanais a 25 de Junho de 1973, abrindo exceções para pedidos especiais, como quando desenhou Mafalda, em 1977, para uma campanha da UNICEF para os direitos das crianças.

Ministerio de Cultura de la Nación / Flickr

A ministra da Cultura da Argentina, Teresa Parodi, com Joaquín Salvador Lavado, “Quino”, numa homenagem aos 50 anos de Mafalda

A ministra da Cultura da Argentina, Teresa Parodi, com Joaquín Salvador Lavado, “Quino”, numa homenagem aos 50 anos de Mafalda

Hoje, aos 82 anos, Quino sublinha que já desenhou tudo o que tinha a desenhar sobre Mafalda.

Fica a obra, que, apesar de uma ou outra ruga da passagem do tempo, continua atual porque “o mundo é o mesmo”.

Cinquenta anos depois, Mafalda continua menina e refilona e pode ser lida em “tablets” e telemóveis, está no Facebook, no Twitter e no Instagram e traduzida em vinte línguas.

Em Portugal, Mafalda foi publicada pela primeira vez em 1970 e desde então saíram vários álbuns e edições especiais.

-Em outubro, a Verbo vai lança “Toda a Mafalda – Edição comemorativa dos 50 anos”, que inclui as tiras de BD, artigos de opinião e textos que enquadram a obra de Quino e que abordam a edição em Portugal, explicou à Lusa Maria José Pereira, daquela editora.

O livro, com 600 páginas, contará ainda com uma biografia atualizada de Quino, que inclui já o Prémio Príncipe das Astúrias de Comunicação e Humanidades, conquistado em maio.

“A Mafalda é uma personagem dos anos 1960/1970, de um contexto histórico inegável, mas está muito atual, porque as questões são as mesmas, os países são os mesmos. As preocupações não mudaram”, disse Maria José Pereira.

Apesar de Quino ter estado várias vezes em Portugal, a editora não se recorda de Quino ter feito referências ao país na sua obra.

Em abril em Buenos Aires, Quino afirmou que o seu desejo é que as novas gerações entendam – tal como há 50 anos – a mensagem da banda desenhada da Mafalda.

“Que os seres humanos se entendam melhor e nos deixemos de tratar tão mal o planeta”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Manchas gigantes de Betelgeuse podem explicar o seu estranho escurecimento

As manchas gigantes da estrela Betelgeuse podem estar por detrás do estranho escurecimento que esta estrela tem vindo a experimentar, segundo uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Max Planck, na Alemanha. …

Pela primeira vez, os norte-americanos querem mais imigração - e não menos

Pela primeira vez, os norte-americanos querem ver aumentar a imigração no seu país, escreve o Business Insider citando uma sondagem da Gallup. De acordo com os números apresentados pelo jornal norte-americano, 34% dos cidadãos dos …

Porto 5-0 Belenenses | Segunda parte demolidora no Dragão

O FC Porto respondeu de forma categórica à vitória do Benfica sobre o Boavista por 3-1 na noite de sábado. Na recepção ao Belenenses, os “azuis-e-brancos” golearam por expressivos 5-0, com quatro golos a serem apontados …

Foi exposto o primeiro núcleo exoplanetário. Pode pertencer a gigante gasoso "planeta falhado"

Astrónomos da Universidade de Warwick descobriram o núcleo sobrevivente de um gigante gasoso em órbita de uma estrela distante, oferecendo uma visão sem precedentes do interior de um planeta. O núcleo, que é do mesmo tamanho …

As águas profundas provocam terramotos e tsunamis (e já se sabe como)

Uma nova investigação vincula diretamente o ciclo da água na Terra com a produtividade magmática e a atividade sísmica. A água (H2O) e outros elementos voláteis (como o CO2 e o enxofre) que circulam nas profundezas …

Cidade japonesa acaba de proibir a utilização de telemóveis enquanto se caminha

A cidade japonesa de Yamato acaba de aprovar uma proposta de lei que proíbe as pessoas de utilizarem telemóveis enquanto caminham. A cidade, localizada num subúrbio de Tóquio, entende que os telemóveis são um risco …

MIT apagou base de dados popular que ensinou IA a ser racista e sexista

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, viu-se obrigado apagar uma base de dados de treinamento de Inteligência Artifical (IA) depois de esta ensinar vários algoritmos a usar insultos racistas e sexistas. …

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …