Maduro acusa EUA de provocarem “perigoso momento de tensão” no continente

(h) Miraflores Press / EPA

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, enviou na segunda-feira uma carta aos governantes internacionais, alertando que os Estados Unidos (EUA), ao oferecerem uma recompensa por informações que levem à sua detenção, conduzem a “um perigoso momento de tensão” no continente americano.

“Essa pantomima americana inclui a insólita oferta de uma recompensa internacional a qualquer pessoa que forneça informações sobre o Presidente e altas autoridades venezuelanas, levando a um momento perigoso de tensão no continente”, escreveu Maduro na carta lida pelo ministro venezuelano de Relações Exteriores, Jorge Arreaza, em transmissão simultânea nas rádios e televisões do país, noticiou a agência Lusa.

A carta frisou a existência de um atentado contra a paz e a estabilidade na Venezuela e que esta “ação gravíssima contra um grupo de altos funcionários do Estado venezuelano”, incluindo Maduro, surge quando os EUA deviam preocupar-se com “a proteção da vida e da saúde dos seus habitantes, devido à aceleração da pandemia da Covid-19”.

“Tal ação consistiu na apresentação de uma acusação formal perante o sistema judicial norte-americano, o que não só é ilegal, pretende sustentar uma falsa acusação de narcotráfico e terrorismo, com o único objetivo de simular a suposta judicialização das autoridades venezuelana”, acrescentou o líder venezuelano.

Segundo a carta, Caracas tinha alertado para a preparação de uma operação, na Colômbia, para “atentar contra a vida do Presidente [da Venezuela], seus familiares e altos funcionários do Estado, assim como para atacar objetivos civis e militares”, dirigida pelo ex-militar venezuelano reformado Clíver Alcalá, que se entregou recentemente à norte-americana DEA.

Terá ainda sido confiscado um carregamento de armas na Colômbia, supostamente “adquiridas por ordem” do opositor Juan Guaidó, “um deputado nacional que se faz chamar presidente interino da Venezuela e atua como operador de Washington no país”.

Para Maduro, esse golpe de Estado teria o apoio das autoridades colombianas e a detenção de Clíver Alcalá é uma montagem norte-americana.

A carta alertou sobre as medidas “imprudentes e criminosas” que o Governo dos EUA está a tomar, “apesar da pavorosa aceleração” da Covid-19, e sublinhou que Donald Trump “parece determinado a reforçar a sua política de agressão contra os Estados soberanos” da América Latina e, especialmente, contra o povo venezuelano.

“O Governo dos EUA, em vez de focar-se em políticas de cooperação em saúde e prevenção, aumentou as medidas coercivas unilaterais e rejeitou os pedidos da comunidade internacional para suspender ou flexibilizar as sanções ilegais que impedem a Venezuela de aceder a medicamentos, equipamentos médicos e alimentos”, disse Maduro.

Ao mesmo tempo, “proibiu a implementação de voos humanitários dos EUA para a Venezuela, para repatriar centenas de venezuelanos apanhados pela crise económica e sanitária” nos EUA.

Na carta, Maduro ratificou a vontade inabalável de manter uma relação de respeito e cooperação com todas as nações, ainda mais na inédita circunstância da Covid-19, que obriga os governos responsáveis a trabalharem juntos.

“Condenar e neutralizar esses ataques injustificáveis contra a Venezuela será de grande utilidade para evitar que Washington empreenda, no dia de amanhã, campanhas semelhantes contra outros povos e governos do mundo. Todos devemos aderir aos princípios da Carta das Nações Unidas, para evitar que o unilateralismo desmedido nos leve ao caos internacional”, frisou o Presidente venezuelano.

Na quinta-feira, o Departamento de Justiça dos EUA acusou Maduro e 13 membros do regime venezuelano de narcoterrorismo. As autoridades norte-americanas acusaram Maduro e os restantes arguidos de conspirar com rebeldes colombianos para “inundar os Estados Unidos de cocaína”.

Entretanto, os EUA anunciaram recompensas monetárias para quem forneça informações que levem à detenção de Maduro, Diosdado Cabello, do presidente do Supremo Tribunal de Justiça venezuelano, Maikel Moreno, do ministro da Defesa, Vladimir Padrino López, e do ex-vice-presidente da Venezuela Tareck El Aissami, entre outros.

Lusa //

PARTILHAR

RESPONDER

Envio de dados a embaixadas. Profissionais de proteção de dados dizem que exoneração de encarregado é ilegal

A Associação dos Profissionais de Proteção e de Segurança de Dados tenciona apresentar queixa à Comissão Nacional se a exoneração do encarregado de dados da Câmara de Lisboa se materializar. A Associação dos Profissionais de Proteção …

"Estamos muito longe dos números" do tempo do estado de emergência

Marcelo Rebelo de Sousa disse, esta segunda-feira, que a sua posição, contrária a um regresso ao estado de emergência, “não se altera”. O Presidente da República considerou, esta segunda-feira, que a situação da covid-19 em Portugal …

Há duas estirpes de gripe desaparecidas. Foram vítimas da pandemia

Os virologistas acreditam que a crise pandémica causada pela covid-19 ajudou a erradicar duas estirpes de gripe. As medidas de segurança adotadas, como usar  máscara e manter distância social, foram as principais culpadas. De acordo com …

Cristiano Ronaldo no... Barcelona?

Será uma "utopia" do presidente do Barcelona colocar o português na equipa de Lionel Messi. Mas Laporta já começou a agir. Ainda não se sabe se Lionel Messi vai continuar no Barcelona. A renovação parece estar …

Afinal, a atividade geológica não é aleatória. É impulsionada por ciclos

Ao longos dos tempos, os especialistas têm proposto a existência de ciclos de grandes acontecimentos, tendo em conta a atividade vulcânica e extinções em massa na terra e no mar. Agora, uma análise de grandes …

Confronto de Titãs. Hubble identifica colisão cósmica cataclísmica

Com a ajuda do Telescópio Espacial Hubble, uma equipa de astrónomos capturou uma nova fotografia do sistema de galáxias em interação IC 1623. Também conhecido como Arp 236, ESO 541-23 e IRAS 01053-1746, o par de …

"Dois ingleses de fora? Então a seleção escocesa não vai ter jogadores"

O escocês Billy Gilmour testou positivo à COVID-19 e, por precaução, dois jogadores da seleção inglesa não vão defrontar a República Checa. Lineker não entende esta decisão. Billy Gilmour vai falhar o último jogo da Escócia …

Tribunais franceses "contratam" cães para ajudar a aliviar stress das vítimas

Há dois anos, Lol tornou-se no primeiro cão da Europa a dar apoio a vítimas de crimes quando estas são sujeitas à pressão dos tribunais, e muitas das vezes, têm de enfrentar os seus agressores. …

Finlândia 0-2 Bélgica | Diabos vermelhos picam o ponto

A Bélgica, que já estava apurada, completou o pleno de triunfos no seu grupo, com uma vitória por 2-0 frente à Finlândia, relegando os nórdicos para o terceiro lugar A Bélgica venceu hoje a Finlândia, por …

Rússia 1-4 Dinamarca | Muito coração, por Eriksen

A Dinamarca conquistou hoje um lugar nos oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao bater por 4-1 a Rússia, que eliminou, numa terceira jornada do Grupo B que originou a qualificação de mais cinco …