Macron venceu Le Pen no debate mais “feroz” que a França já viu

Eric Feferberg / EPA

Os candidatos Marine Le Pen e Emmanuel Macron no último debate televisivo antes das eleições presidenciais

Os candidatos Marine Le Pen e Emmanuel Macron no último debate televisivo antes das eleições presidenciais

O centrista pró-europeu foi considerado “mais convincente” do que a rival de extrema-direita, no debate televisivo desta quarta-feira à noite, a três dias da segunda volta das presidenciais francesas, indicou uma sondagem.

Um total de 63% dos entrevistados por telefone, no final do debate, considerou Emmanuel Macron “mais convincente”, contra 34% que se pronunciou a favor de Marine Le Pen, de acordo com o estudo difundido pela televisão francesa BFMTV.

Nunca antes a França teve um debate tão áspero e violento como o que ocorreu esta noite, com dois candidatos que possuem projetos muito diferentes, mesmo antagónicos, e divergem também na dialética.

“O senhor Macron é o candidato da globalização selvagem, da ‘uberização’, da precariedade, da brutalidade social, da guerra de todos contra todos, da pilhagem económica dos nossos grandes grupos, do desmembramento da França pelos grandes interesses económicos, do comunitarismo”, acusou Le Pen.

Macron respondeu-lhe à letra, dizendo: “A sua estratégia é dizer muitas mentiras”. “A senhora é herdeira de um sistema que prospera com a ira dos franceses há décadas”, frisou o candidato do movimento “Em marcha”.

Le Pen acusou ainda o rival de ser “complacente com o terrorismo islâmico”. “A segurança e o terrorismo são grandes problemas e estão completamente ausentes do seu projeto”, disse a candidata, com uma voz forte e olhar duro.

Macron, por outro lado, acusou Marine Le Pen de “trazer a guerra civil para o país”. “O que você propõe, como é hábito, é o pó de perlimpimpin. Você faz a guerra contra o terrorismo na televisão, mas cada vez que há propostas de reformas no Parlamento Europeu, você não as vota”, acusou Macron.

Ian Langsdon / EPA

Apoiantes de Emmanuel Macron assistem ao debate do candidato contra Marine Le Pen

Apoiantes de Emmanuel Macron assistem ao debate do candidato “contra” Marine Le Pen

O ex-ministro da Economia também prometeu reduzir os impostos para todos os trabalhadores bem como conceder subsídios de desemprego a artesãos independentes, comerciantes e agricultores que vão à falência, mas que atualmente não são elegíveis para os benefícios.

Macron reconheceu que iria aumentar os impostos sobre os reformados que “estão bem financeiramente”. O candidato também acusou Le Pen de não ter um plano para financiar as políticas que propõe.

Após dez dias de uma campanha agressiva entre as duas voltas das presidenciais, Macron, que obteve o melhor resultado na primeira volta, é ainda apontado pelas sondagens como o vencedor a 7 de maio, com cerca de 60% das intenções de voto, mas a margem de avanço em relação a Le Pen está a diminuir.

Num escrutínio muito atentamente observado internacionalmente, os dois candidatos devem convencer os muitos eleitores indecisos a dar-lhes o seu apoio, enquanto se prevê que a taxa de abstenção possa ultrapassar os 22% no próximo domingo.

Os seus programas eleitorais estão nos antípodas: Emmanuel Macron é liberal e pró-europeu, Marine Le Pen é anti-imigração, anti-Europa e antissistema.

O primeiro agrada sobretudo aos jovens urbanos, à classe média e ao meio empresarial; a segunda seduz as classes populares, a população rural e uma fatia do eleitorado francês vítima de desemprego endémico.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Paços 3-2 Porto | “Castor” épico tomba “dragão” com pés de pau

Surpresa na Capital do Móvel. O campeão nacional FC Porto foi a Paços de Ferreira averbar a segunda derrota nesta Liga NOS, saindo com um resultado desfavorável de 3-2. Num terreno tradicionalmente difícil – os “dragões” …

Teoria da Relatividade de Einstein observada em estrelas distantes

O que é que Albert Einstein, o GPS e um par de estrelas a 29.000 anos-luz da Terra têm em comum? A resposta é um efeito da Teoria Geral da Relatividade de Einstein chamado "desvio gravitacional …

Encontrada possível localização do gigante Snow Cruiser. Está perdido na Antártida há 60 anos

O Snow Cruiser era um veículo de exploração enorme enviado ao Pólo Sul em 1939 que ficou preso após desembarcar na Antártida e foi abandonado alguns anos depois. Redescoberto sob vários metros de neve e gelo …

Mbappé tem uma "mancha" na Liga dos Campeões

Números invulgares do avançado do PSG, que em 2020 ainda não marcou qualquer golo no torneio europeu. Pires e Rami falaram sobre o seu futuro. Kylian Mbappé. Visto por muita gente como o melhor avançado do …

Administração de Nixon recebeu um Nobel por um cessar-fogo que não existiu

O prémio Nobel da Paz foi atribuído em 1973 ao secretário de Estado da Administração de Richard Nixon, e seu assessor de segurança nacional, Henry Kissinger, e ao político vietnamita Le Duc Tho. As duas personalidades foram …

Cidade usa satélite para medir poluição luminosa (e os candeeiros de rua não são o maior problema)

As cidades do mundo desperdiçam uma grande quantidade de eletricidade - e dinheiro - ao deixar ligadas luzes brilhantes durante a noite toda. Porém, os candeeiros de rua não são os maiores culpados. Uma experiência de …

Prevenir uma futura pandemia pode estar dependente de apenas três medidas (e podem ser aplicadas já)

Até 70% das doenças infecciosas que surgiram nos humanos nos últimos 30 anos tiveram origem em animais e foram causadas por patogénicos originados em animais domésticos ou selvagens. Agora, um relatório lança aos princípios básicos …

"Não se torne um fantasma real". Coreia do Sul teme aumento de casos devido ao Halloween

A Coreia do Sul teme que as festividades do Halloween levem a um aumento de casos de covid-19 no país. Assim, para evitar que tal aconteça, investiram numa campanha de informação pública para apelar aos …

Trump Jr. diz que as mortes por covid-19 se reduziram a "quase nada". Têm morrido 1.000 pessoas por dia

Donald Trump Jr., o filho mais velho do Presidente norte-americano, afirmou esta quinta-feira que a taxa de mortalidade por covid-19 caiu para "quase nada nos Estados Unidos", num dia em que o país registou quase …

Agentes russos terão oferecido a ajuda de 10 mil soldados aos separatistas catalães

Alegados agentes russos terão oferecido à Catalunha a ajuda de 10 mil soldados durante a sua tentativa de independência da Espanha, em 2017, relataram na quarta-feira meios de comunicação espanhóis e europeus. As denúncias baseiam-se em …