Macron diz que convenceu Trump a manter tropas na Síria

Ian Langsdon / EPA

Emmannuel Macron com Donald Trump

Emmanuel Macron afirmou que os ataques na síria foram um sucesso “no plano militar” e revelou ter persuadido Donald Trump a não retirar as tropas norte-americanas do terreno.

Este domingo, o Presidente francês Emmanuel Macron disse que os ataques ocidentais contra a Síria foram um sucesso “no plano militar” e revelou ter convencido o seu homólogo dos Estados Unidos a não retirar as tropas norte-americanas do terreno.

Em entrevista televisiva, Macron declarou que “no plano militar tivemos sucesso na operação”, acrescentando que “foi a comunidade internacional que interveio”, numa referência à operação comum dos Estados Unidos, França e Reino Unido, realizada na madrugada de sábado fora do quadro das Nações Unidas.

Além disso, o Presidente francês garantiu durante a entrevista que terá persuadido o Presidente Donald Trump, que já havia manifestado intenção de retirar as tropas norte-americanas do terreno, “de permanecer” na Síria, na sequência dos ataques dos Estados Unidos, França e Reino Unido na madrugada deste sábado.

“Há dez dias, o Presidente Trump dizia que os Estados Unidos admitiam a hipótese de se descomprometerem com a Síria, mas convencemo-lo que era necessário permanecer“, declarou.

Os Estados Unidos têm aproximadamente 2 mil soldados das forças especiais na zona Nordeste da Síria, onde combatem com os curdos do YPG e com as Forças Democráticas Sírias. Além disso, segundo o Observador, financiam e treinam estes dois grupos, que combatem o Estado Islâmico e também as tropas de Bashar al-Assad.

Além disso, Macron deu a entender que Donald Trump poderá ter equacionado um ataque mais forte do que aquele que foi perpetuado no sábado, no qual foram lançados 105 mísseis entre os EUA, França e Reino Unido. “Convencemo-lo de que é preciso limitar esses ataques às armas químicas”, referiu o Presidente francês.

Ainda nas mesmas declarações, o chefe do Eliseu assegurou que a França “não declarou guerra ao regime” de Bashar al-Assad e recordou a vontade de Paris de encontrar uma solução política “inclusiva” à guerra na Síria, que junte todos os setores envolvidos na crise.

Este sábado, os Estados Unidos, a França e o Reino Unido realizaram uma série de ataques com mísseis contra alvos associados à produção de armamento químico na Síria, em resposta a um alegado ataque com armas químicas na cidade de Douma, Ghouta Oriental, por parte do governo de Bashar al-Assad.

A ofensiva consistiu em três ataques, com uma centena de mísseis, contra instalações utilizadas para produzir e armazenar armas químicas, informou o Pentágono. O presidente dos Estados Unidos justificou o ataque como uma resposta à “ação monstruosa” realizada pelo regime de Damasco contra a oposição. Segundo o secretário-geral da NATO, a ofensiva teve o apoio dos 29 países que integram a Aliança.

Na sequência destes ataques, e a pedido da Rússia, realizou-se uma reunião de urgência do Conselho de Segurança da ONU, na qual foi rejeitada uma proposta de condenação da ofensiva militar, apresentada pelos russos.

Vladimir Putin avisou que novos ataques à Síria por países europeus e Estados Unidos podem provocar “o caos” nas relações internacionais, enquanto o líder sírio acusou os EUA e os seus aliados de lançarem uma “campanha de falácias e mentiras” após a ofensiva militar.

Na segunda-feira, será entregue ao Conselho de Segurança da ONU um projeto de resolução sobre a Síria, que inclui um novo mecanismo de controlo sobre o uso de armas químicas. Segundo fontes diplomáticas, o texto redigido pela França abrange três áreas: química, humanitária e política.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Pois! Toda a gente sabe que a ideia foi do Passos! Ai este Macron… Se calhar isto tudo foi inventado pelo Marques Mendes…

RESPONDER

Governo e PSD assinam acordos sobre fundos europeus e descentralização

Os acordos entre Governo e PSD sobre fundos comunitários a partir de 2020 e descentralização foram assinados, esta quarta-feira, em São Bento. A reunião juntou à mesa o primeiro-ministro, António Costa, o líder do PSD, Rui …

Cientistas mais perto da cura para a diabetes tipo 1

Uma equipa de cientistas desenvolveu o primeiro medicamento com potencial para curar a diabetes tipo 1, abrindo a porta para a cura desta doença. A equipa internacional de cientistas liderada pelos investigadores do Centro Andaluz de …

Piloto que pousou avião da Southwest é a nova heroína nos EUA

A piloto do avião da Southwest Airlines cuja falha numa turbina em pleno voo provocou a morte de uma passageira de 43 anos, tornou-se a nova heroína dos EUA, devido aos seus nervos de aço …

Pessoas com hábitos noturnos correm o risco de morrer mais cedo

Um estudo recente concluiu que a taxa de mortalidade é 10% maior para os notívagos do que para quem se deita com o pôr-do-sol. As pessoas que ficam acordadas até tarde e têm dificuldades em se …

O Meridiano 100 começou a mudar de lugar

O limite invisível que ajudou a definir e a dividir os Estados Unidos durante séculos está a mudar de lugar, graças ao aquecimento global. O Meridiano 100 - a linha de longitude invisível que corta a …

Sporting vs Porto | Leão reserva lugar no Jamor

Sporting vai defrontar o desportivo das Aves na final da Taça de Portugal, agendada para 20 de Maio. A formação de Alvalade venceu o FC Porto na segunda meia-final da competição, em Lisboa, por 1-0, após …

Revelado em tribunal um dos truques mais famosos de David Copperfield

O ilusionista mais famoso do mundo viu o seu truque de fazer desaparecer pessoas, um dos mais conhecidos do seu repertório, ser revelado em tribunal. Aconteceu mesmo. David Copperfield viu um dos seus truques mais famosos …

Erdogan anuncia eleições antecipadas para 24 de junho

O Presidente turco anunciou, esta quarta-feira, a antecipação das eleições legislativas e presidenciais para 24 de junho, um ano e meio antes da data prevista inicialmente. "Decidimos que as eleições vão decorrer no domingo, 24 de …

O "homem das três caras" já fez dois transplantes faciais

Jérôme Hamon, de 43 anos, foi submetido a um transplante facial em 2010, devido a uma deficiência genética que lhe deformou o rosto. Agora, uma constipação obrigou-o a fazer o segundo transplante. É o "homem …

Hugh Jackman apoia menina vítima de bullying. "Sou teu amigo"

O bullying é um problema sério que pode motivar casos de baixa autoestima, depressão e até mesmo motivar o suicídio de crianças e adolescentes. Cassidy Warner, uma menina de 10 anos, que vive na Pennsylvania, nos …