A Lua tem 200 vezes mais radiação do que a Terra (e isso é mau)

Uma equipa de cientistas alemães e chineses mediu, pela primeira vez, a radiação na Lua. A descoberta pode ter implicações para o futuro das viagens espaciais humanas.

A exploração espacial traz vários riscos, um dos quais é a exposição à radiação espacial. Fora da bolha protetora que é o campo magnético da Terra, partículas do Sol e do resto da galáxia são um sério perigo para a saúde humana.

Uma equipa de astrónomos da Alemanha e da China conseguiram quantificar, pela primeira vez, o nível de radiação os astronautas na Lua podem esperar ser expostos – e é muito.

A equipa estima que a dose equivalente de radiação que os astronautas experimentariam diariamente é de cerca de 1,3 miliSievert (uma unidade que mede a dose de radiação recebida de uma fonte radioativa). Isto é 2,6 vezes superior à experiência dos astronautas e cosmonautas na Estação Espacial Internacional.

“Os níveis de radiação que medimos na Lua são cerca de 200 vezes maiores do que na superfície da Terra e 5 a 10 vezes maiores do que num voo de Nova Iorque a Frankfurt”, disse Robert Wimmer-Schweingruber, um dos autores do estudo, num comunicado citado pelo IFLScience. “Como os astronautas estariam expostos a esses níveis de radiação durante mais tempo do que passageiros ou pilotos em voos transatlânticos, essa é uma exposição considerável.”

Este nível de radiação é maior do que o que a Agência de Proteção Ambiental espera que um norte-americano seja exposto num ano (1 milliSievert). Quem trabalha especificamente com radiação só pode ser exposto a um máximo de 50 milliSievert num ano.

Segundo estes cálculos, um astronauta na Lua cruzaria esse limiar em 38 dias e 12 horas.

As medições informativas vêm da experiência Lunar Lander Neutrons and Dosimetry a bordo do módulo chinês Chang’e 4, que está estacionado do outro lado da Lua. Esta experiência não é a primeira medição de radiação na Lua, mas é a primeira a atingir este nível de precisão.

Este estudo levanta a questão da segurança dos astronautas. A radiação espacial é uma preocupação constantemente investigada, especialmente quando se trata de planear missões de longa duração no Espaço profundo, como um regresso à Lua ou uma viagem ainda mais longa até Marte. Ter um habitat construído no solo lunar ou coberto por ele ajudará na proteção contra radiação. No entanto, com base nalgumas das medições da Apollo 17, a radiação dos neutrões pode ser maior nesses assentamentos.

Assim, visitar a Lua não deve ser muito arriscado, mas viver permanentemente nela pode, encurtar a vida.

Por outro lado, a equipa destaca que as medições foram colhidas durante um período de mínimo solar, portanto, as medições devem ser consideradas um limite superior para os raios cósmicos galácticos.

Este estudo foi publicado na revista científica Science Advances.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. A sério que foi a primeira vez que mediram a radiação na lua?? Então em 1969 os atornautas foram à lua sem saber dos níveis de radiação?? Podem dizer o que vos apetecer mas é tão verdade os estadunidenses terem ido á lua como eu ter escalado o Everest!!

  2. A lua tem níveis de radiação insuportáveis para a vida humana… E isso é mau?? Ainda bem! Ainda bem que não se pode viver na lua nem em Marte! Queriam destruir mais um planeta? Já basta destruírem a Terra!

    • Como se você estivesse fazendo algo tão inovador pra criticar assim. Eu queria muito que todos cuidassem da terra. Mas isso é impossível

RESPONDER

Não são só os humanos. Até os cães-guia podem vir a ser substituídos por robôs

A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) não ameaça apenas automatizar o trabalho dos humanos. Os cães-guia, que ajudam pessoas com deficiência visual a navegar com segurança pelo mundo, podem ser os seus próximos alvos. Uma equipa …

Laboratório investigado em Madrid depois de vídeo mostrar maus tratos a animais

Um laboratório em Madrid, Espanha, está a ser investigado por alegados maus tratos a animais, depois de uma inspeção confirmar as suspeitas de abuso filmadas por um antigo funcionário. O vídeo divulgado pela Cruelty Free International …

Equipa realiza primeiro transplante de traqueia do mundo. Pode reverter danos causados pela covid-19

Uma equipa de cirurgiões realizou o primeiro transplante de traqueia humana do mundo. A cirurgia foi feita numa mulher com graves danos no órgão, revelou o Hospital Mount Sinai, em Nova Iorque. A recetora do transplante …

Em 2020, os mais velhos renderam-se aos "animais de estimação pandémicos"

Uma nova investigação revelou que as famílias com crianças não foram as únicas a aderir à tendência dos "animais de estimação pandémicos" em 2020. Os mais velhos também não resistiram. Segundo a National Poll on Healthy …

Tramado por uma turfeira. Homem confessa assassinato, mas corpo encontrado tinha 1600 anos

O que tinha tudo para ser um casamento feliz, acabou em tragédia. Num estranho caso em que uma simples planta ditou o desfecho de uma investigação criminal. Em 1959, a retratista e entusiasta de viagens Malika …

"Projeto Bernanke". Google terá usado programa secreto para dar vantagem ao seu sistema de anúncios

A Google terá usado durante anos um programa secreto que usava dados de lances anteriores na bolsa de publicidade digital da empresa para dar ao seu próprio sistema de compra de anúncios uma vantagem sobre …

Para "proteger a verdade histórica", Rússia divulga documentos que revelam atrocidades nazis em Stalingrado

O Ministério da Defesa da Rússia divulgou documentos desclassificados que detalham atrocidades cometidas por soldados e oficiais nazis durante a II Guerra Mundial. A divulgação destes documentos, que foram publicados no site do Ministério da Defesa …

Espanha. Funcionários públicos podem trabalhar três dias em casa sem perder direitos

O Governo espanhol e os sindicatos de funcionalismo público chegaram, esta segunda-feira, a um acordo que prevê que os trabalhadores da Administração Pública podem trabalhar três dias por semana em casa com os mesmos direitos …

Rara coleção de um dos primeiros fotógrafos da História vai a leilão nos EUA

Quase 200 imagens de um dos primeiros fotógrafos da história, William Henry Fox Talbot, vão a leilão, em Nova Iorque, já este mês. A coleção de William Henry Fox Talbot será parte do leilão "50 obras-primas …

Em greve de fome, Navalny é ameaçado ser alimentado à força. Ativistas falam em tortura

O opositor russo Alexei Navalny afirmou hoje na rede social Twitter que as autoridades penitenciárias estão a ameaçar alimentá-lo à força para quebrar a greve de fome que mantém na prisão desde 31 de março. “Ele …