Londres quer período de transição “limitado” após saída da União Europeia

O Reino Unido precisará de um período de transição “limitado” entre a saída da União Europeia e a introdução de um novo acordo comercial bilateral para adaptar a sua economia ao Brexit, defenderam dois ministros britânicos este domingo.

A mensagem é transmitida num texto conjunto dos ministros da Economia e do Comércio Internacional, Philip Hammond e Liam Fox, respetivamente, divulgado hoje no jornal Sunday Telegraph e onde insistem que a saída do país da UE é irreversível.

“Queremos que a nossa economia se mantenha forte e dinâmica durante este período de mudança. Isso significa que as empresas devem poder estar seguras de que não se encontrarão à ‘beira do precipício’ quando deixarmos a UE daqui a apenas 20 meses”, escreveram Hammond e Fox.

“É por isso que pensamos que um período de transição limitado será importante para promover os nossos interesses e dar mais segurança às empresas”, adiantaram, considerando, no entanto, que ele “não pode ser indefinido, não pode ser uma porta das traseiras para ficar na UE”.

Hammond e Fox insistiram que Londres abandonará o mercado único e a união aduaneira logo que estejam concluídas as negociações com Bruxelas sobre o Brexit, o que está previsto para 29 de março de 2019. Seguir-se-ia a fase de transição “limitada”.

O artigo de Hammond e Fox é interpretado como uma mostra de unidade do Governo britânico, depois de os dois ministros terem mantido posições diferentes, com o primeiro a preferir um ‘Brexit’ significativamente mais suave do que o segundo.

O Governo da primeira-ministra conservadora britânica, Theresa May, apresentará esta semana uma série de documentos com a posição do país a apresentar na próxima ronda de negociações sobre o Brexit no final do mês.

As negociações sobre o Brexit iniciaram-se em junho com três questões fundamentais: os direitos futuros dos cidadãos europeus que vivem no Reino Unido, o regulamento financeiro do divórcio e a questão da fronteira irlandesa.

Resolver a situação da fronteira entre a nação da Irlanda do Norte, que integra o Reino Unido, e a República da Irlanda é essencial para o futuro da economia da ilha e do processo de paz.

// Lusa

RESPONDER

Peixes estão a confundir plástico com comida e a introduzi-lo na cadeia alimentar

Um estudo norte americano divulga que várias espécies de peixes estão a "introduzir" na sua cadeia alimentar o plástico, por confundirem com comida. Todos os anos mais de oito milhões de toneladas de resíduos de …

Carrinha atropela várias pessoas nas Ramblas, em Barcelona. Imprensa local avança mais de dez mortes

Uma carrinha atropelou hoje dezenas de pessoas na zona turística das Ramblas, em Barcelona, fazendo vários feridos, anunciou a polícia espanhola. As autoridades já confirmaram que se trata de um atentado terrorista. Uma furgoneta branca atropelou …

Governo declara estado de calamidade pública

O Governo vai declarar o estado de calamidade pública face à "previsão do agravamento" nos próximos dias do risco de incêndio, nos distritos do interior das regiões Centro e Norte e alguns concelhos do distrito …

Cientistas criam teste sanguíneo que deteta cancro a partir de ADN

Investigadores anunciaram terem desenvolvido um teste sanguíneo capaz de detetar precocemente vários tipos de cancro, ao localizar material genético derivado de células tumorais. Investigadores anunciaram ter desenvolvido um teste sanguíneo capaz de detetar precocemente vários tipos …

Marcelo e Costa visitam Pedrógão, PSD quer é saber onde está o dinheiro

Dois meses depois do maior incêndio de Portugal, o Presidente da República e o primeiro ministro visitam o local. A oposição exige, por sua vez, saber "o que tem sido feito com o dinheiro doado". O …

Um ano depois, Rúben aguarda justiça (e nem o dinheiro aliviou a dor)

Um ano depois das agressões em Ponte de Sor, a mãe de Rúben Cavaco diz que o filho ainda espera justiça e que continua sem compreender porque razão os gémeos iraquianos tiveram imunidade diplomática. A mãe …

As bactérias percebem o ambiente como os humanos

As bactérias, assim como os seres humanos, sentem o ambiente, uma descoberta que pode levar ao desenvolvimento de melhores medicamentos contra infecções bacterianas, revelaram cientistas da Universidade do Colorado, em Boulder, nos Estados Unidos. A descoberta, …

Sismo em Lisboa (o mais forte dos últimos 45 anos) não fez feridos

O sismo registado hoje pelas 07:44 em Sobral de Monte Agraço, Lisboa, não provocou danos pessoais ou materiais, e foi "sentido com intensidade máxima III na escala de Mercalli modificada", adiantou o Instituto Português do …

Sem-abrigo "herói de Manchester" acusado de roubar vítimas do atentado

Ficou conhecido como um dos "heróis de Manchester" depois de ter ajudado as vítimas do atentado terrorista que matou 22 pessoas, após um concerto de Ariana Grande, mas, afinal, terá roubado as vítimas do ataque. Chris …

"Dinossauro Frankenstein" pode ser o elo perdido entre herbívoros e carnívoros

Uma equipa de cientistas acredita ter resolvido o mistério sobre o chamado "dinossauro Frankenstein", um esqueleto encontrado no Chile, em 2015, que parecia ser composto por partes de espécies diferentes. Um novo estudo, publicado na Royal …