Lisboa quer ajuda de comerciantes para dissuadir carteiristas

ayyur / Flickr

-

A Câmara de Lisboa está a realizar um projeto de policiamento comunitário na Baixa-Chiado, para o qual quer a ajuda dos comerciantes, de forma a dissuadir carteiristas e outros criminosos.

“O que estamos a desenvolver é um trabalho direcionado aos turistas”, para promover a sua segurança no centro da cidade, e isso “implica, desde logo, a melhoria da oferta de segurança para residentes e para quem aqui trabalha”, afirmou o vereador da Segurança e Proteção Civil da Câmara de Lisboa, Carlos Manuel Castro, à agência Lusa.

O autarca enumerou que está identificado “um conjunto de problemas [na Baixa-Chiado], nomeadamente a venda da ‘pseudo droga’, que não é droga mas tentam passar por droga, e os carteiristas”, o que se pretende inverter com uma segurança “dissuasora desta criminalidade”.

Até ao momento, já cerca de 30 comerciantes aderiram ao projeto “Atentos à rua”, funcionando como mediadores que alertam as autoridades quando alguém lhes pede ajuda ou quando veem alguma ocorrência.

É o caso de José Carlos Gomes, responsável pela loja “Paris em Lisboa”, que explicou à Lusa ter aderido a esta iniciativa para melhorar a segurança da zona e espera que outros comerciantes o façam.

“Os clientes que hoje visitam o Chiado são fundamentalmente estrangeiros e, portanto, temos todo o interesse que eles se sintam bem e em segurança”, justificou.

Apesar de frisar que “não há problemas graves” na zona, admitiu que nos casos “em que há roubos, agressões e outro tipo de perturbações que incomodam os visitantes”, os lojistas podem ajudar.

Já Adelino Oliveira, pai do gerente do café Nicola do Rossio, contou à Lusa que “já houve problemas na esplanada” daquele estabelecimento, como o furto de malas.

“Depois, temos de comunicar e chamar a polícia. Assim é mais fácil, está mais acessível”, adiantou Adelino Oliveira.

Segundo o vereador Carlos Manuel Castro, “não é pedido às pessoas e aos comerciantes que façam o papel de polícia, mas que contribuam diretamente para o aumento da segurança urbana”.

Quando recebem o alerta, os agentes da Polícia Municipal dirigem-se ao local, mas quando a situação implica investigação criminal, essa atuação já compete à Polícia de Segurança Pública (PSP), que também está envolvida na iniciativa.

Entre os parceiros do projeto estão também a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, a Associação de Turismo de Lisboa e a Administração do Porto de Lisboa, a Associação de Dinamização da Baixa Pombalina e a Associação de Valorização do Chiado.

O modelo de policiamento comunitário já está implementado noutras áreas da cidade, nomeadamente na Ameixoeira-Galinheiras, Mouraria, Alta de Lisboa, Alvalade e Baixa-Chiado, sendo que os problemas diferem consoante cada zona.

O número de detenções de carteiristas que atuavam junto de turistas na área de Lisboa aumentou 200% em 2014, ano em que a PSP registou um acréscimo de 54,39% no crime de furto.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Arqueólogos desenterram (acidentalmente) ossadas com 800 anos no Peru

Os restos mortais de oito pessoas, com aproximadamente 800 anos de idade e enterrados com alimentos e instrumentos musicais na mesma câmara funerária, foram encontrados ao sul de Lima, no Peru, durante a instalação de …

Marcelo apela ao voto "por memória deste ano e meio que não esqueceremos"

O Presidente da República considerou que votar nas eleições autárquicas é mais importante do que nunca para o país recomeçar a viver e a sair das crises sanitária, económica e social. Este apelo ao voto foi …

Onde e como? Um guia para votar nas eleições autárquicas

As mesas de voto das eleições autárquicas abriram hoje às 08:00 no continente e na Madeira para a escolha dos dirigentes dos municípios e das freguesias para os próximos quatro anos. Nos Açores, as urnas abrem …

Ensino Superior: 33% dos candidatos ficaram de fora. Veja se ficou entre os colocados

Mais de 49 mil novos estudantes entraram agora para o ensino superior, tendo ficado sem colocação 33% dos candidatos à primeira fase do concurso nacional de acesso, revelam dados divulgados hoje pelo Ministério do Ensino …

Pessoas mais pobres são vistas como menos suscetíveis à dor

Um novo estudo indica que os indivíduos de classe baixa são estereotipados como insensíveis à dor física, o que pode impactar os seus cuidados médicos. “As estatísticas de saúde indicam que as pessoas ricas recebem um …

As crianças têm dez vezes mais micro-plásticos nas fezes do que os adultos

Uma equipa de cientistas da Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, usou espectrometria de massa para medir os níveis de micro-plásticos compostos de policarbonato (PC) e de polietileno tereftalato (PET) presentes nas fezes crianças …

MIT desenvolve mão robótica insuflável (que devolve o tato aos amputados)

Apesar de haver membros biónicos altamente articulados, concebidos para detetar os sinais musculares residuais e imitar roboticamente os seus movimentos pretendidos, a destreza de alta tecnologia tem um custo muito alto. Recentemente, engenheiros do Massachusetts Institute …

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …