Linha de Fundo: Dragon Ball

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

A Champions à moda do Porto. A subida do Arouca. Um triste Rio Ave. João Ameida e Miguel Oliveira brilham em duas rodas. A retirada do “Comandante”. As frases e os números a semana. Visto da Linha de Fundo.

Ao ritmo dos “Blues”

  • Chelsea FC (Kei Havertz 42′) 1 – 0 Manchester City

Com 14.110 espetadores nas bancadas do Estádio do Dragão, o Chelsea levantou a taça da Liga dos Campeões, conquistado o desejado troféu pela segunda vez na sua história.

Sempre mais confortável no jogo, a equipa londrina foi pragmática, anulando o adversário, sendo capaz de não deixar jogar o Manchester City. O jogo foi intenso, não sendo brilhante.

O Chelsea controlou os acontecimentos. A ideia de Guardiola não passou do papel. Pragmatismo dos londrinos. Uma ideia de jogo mais contida e resistente a toda a pressão do City.

Depois de chegar à vantagem perto do intervalo, o Chelsea foi superior a gerir a sua vantagem. Pep Guardiola muito apreensivo no banco do City, que tentava sem sucesso ultrapassar a barreira defensiva do Chelsea.

Para a história fica Kei Havertz. Estreou-se a marcar na Champions, no momento perfeito. Kai Havertz protagonizou, no verão do ano passado, uma das transferências mais caras da história do Chelsea. Custou 80 milhões de euros. Deu ao Chelsea mais um momento de glória.

O FC Porto foi a única equipa a vencer o atual campeão europeu.

Frases da Semana

“É natural, nada mais a esperar, quando a responsável da DGS, quando iniciou a pandemia, veio dizer solenemente que era uma gripezinha que dificilmente chegava cá, quando depois foi à televisão aconselhar a que ninguém usasse máscara, com Humberto Delgado tinha sido demitida. Mais de um ano depois continua no lugar a ridicularizar o povo português, o que é sinal de chacota. Lá fora ninguém compreende que se possa ter público no estádios se público for inglês, se for português tem de ficar de fora. E lamentável. Deixava um conselho ao primeiro ministro António Costa: obviamente demita-os e, se não é capaz, demita-se o senhor.” Pinto da Costa, presidente do FC Porto.

“Os jogadores estavam determinados a ganhar isto. Conseguimos. Uau. Não sei o que sentir. Queríamos ser uma pedra no sapato. Encorajamos todos a darem um passo à frente, para serem mais corajosos e criarem contra-ataques perigosos. Foi um jogo físico, difícil. Tivemos que nos ajudar uns aos outros.” Thomas Tuchel, treinador do Chelsea FC.

“Estamos tristes. Parabéns ao Chelsea. Temos de apreender, para voltar mais fortes no futuro. Mas os jogadores deram tudo. Infelizmente, desta vez não foi possível vencer. Foi uma época excecional esta que tivemos e terminou aqui. É uma honra estar na final da Liga dos Campeões. Na segunda parte, fomos brilhantes e corajosos. Mas eles defendem tão bem e são tão rápidos no contra-ataque… Voltaremos um dia, talvez. Agora, é ir descansar algumas semanas para voltar mais fortes.” Pep Guardiola, treinador do Manchester City.

“Para qualquer uma destas equipas do grupo de Portugal, não passar à próxima fase será uma desilusão. Eu nem quero pensar que Portugal não vai passar, só penso na qualificação.Fernando Santos, selecionador nacional de futebol, em entrevista à TSF.

“Jorge Jesus é o treinador do Benfica, é lógico que vai ficar.” Luís Filipe Vieira, presidente do SL Benfica.

“Foi uma época frustrante e não era nada disto que prevíamos. Correu mal em todos os sentidos e, olhando para trás, podemos apontar vários erros cometidos por muita gente, desde a direção, aos treinadores e aos jogadores. Todos somos culpados.” André Vilas Boas, diretor desportivo do Rio Ave FC.

“Mais uma vez foi demonstrado o foco e o que tínhamos vindo a demonstrar ao longo da época. Ficou bem patente a qualidade que por vezes pouca gente quis ver. Neste play-off mais gente olhou para o Arouca. Ficou patente o caráter e a qualidade. Para chegar a um play-off e ter a intensidade e qualidade que o Arouca demonstrou, de muito contribuiu também o que as outras equipas exigiram deste Arouca, para nos apresentarmos desta forma contra uma equipa da I Liga que tem outros argumentos que o Arouca não tem, um bem-haja para todas as equipas da II Liga.” Armando Evangelista, treinador do FC Arouca.

“Ninguém dava nada pelo Arouca, ninguém pensava que nós íamos fazer isto, ninguém nos passava confiança. Mas nós, desde os primeiros dias, desde que contratei estes jogadores e este grande treinador, que o nosso objetivo interno, não deixámos transparecer nada cá para fora, era esta alegria.” Carlos Pinho, presidente do FC Arouca.

“Vieira está naturalmente preocupado com as dívidas aos bancos e as dúvidas na Justiça. O Benfica não pode ficar em terceiro lugar nessa ordem de prioridades”. Vieira precisa do Benfica e não é o Benfica que precisa de Vieira. Este comportamento que Vieira teve envergonha os benfiquistas.” Noronha Lopes, candidato derrotado nas últimas eleições do SL Benfica, em entrevista ao Jornal Record.

“Em 2028 haverá centralização dos direitos televisivos e o dinheiro será distribuído de forma mais equitativa. O SC Braga, nessa altura, vai ter mais capacidade financeira e de recrutamento e não vai ter tanta necessidade de vender os seus ativos. Aí, quando vier a massa e a capacidade de investimento, e se chegar lá num patamar ainda mais acima do que está hoje, o SC Braga vai ter mais do que condições para lutar pelo título. Não tenho dúvidas absolutamente nenhumas.” Carlos Carvalhal, treinador do SC Braga, em entrevista à NEXT, televisão do SC Braga.

“Prefiro os Sérgios Conceições da vida aos outros que mandam a pedra e escondem a mão. Prefiro homens como o Sérgio, olho no olho. Se ninguém andasse ali a agarrar-nos, provavelmente teríamos dado um aperto de mão lá dentro e sabido entender-nos. finalizou sobre o assunto. Admiro o Sérgio, acho que a melhor contratação do FC Porto para a próxima época é ficar com o Sérgio. O trabalho que ele fez, nas condições em que o fez, é brilhante. Não tenho nada contra ele, um dia quando nos encontrarmos havemos de resolver a nossa questão.” Paulo Sérgio, treinador do Portimonense SC.

“Desejo muito sucesso ao FC Porto. Que consiga conquistar muitos títulos… Que por mais numerosos que sejam nunca serão demasiados para a grandeza deste clube. Não esperava uma saída como esta, que me deixa um pequeno gosto amargo e que lamento, mas vou guardar apenas os bons momentos que passámos juntos e que são mais do que muitos. O FC Porto tornou-se no meu clube do coração e no meu coração ficará para sempre. Vemo-nos em breve.” Moussa Marega, jogador do Al Hilal, da Arábia Saudita.

“Vocês não imaginam o que o João Félix joga. Já falámos muitas vezes e ele diz-me que acabamos sempre por falar no mesmo. Está a amadurecer e tem um talento tremendo. Como treinador, fico triste quando não consigo tirar o melhor dele. O João tem talento, trabalha muito e é muito inteligente, sabe o que está a acontecer ao seu redor.” Diego Simeone, treinador do Atlético de Madrid.

“A vida e a carreira de qualquer jogador é feita de altos e baixos. Este ano não conseguimos vencer a Serie A. Parabéns ao Inter pelo título merecido. Mas tenho de valorizar tudo o que alcançámos esta época na Juventus. A Supertaça italiana, a Taça de Itália o troféu de melhor marcador da Serie A enchem-me de alegria, maioritariamente pelas dificuldades que acarretam num país onde não é fácil vencer nada. Com isto, alcancei o objetivo que tinha estabelecido para mim desde o dia em que cheguei a Itália: vencer o campeonato, a Taça e a Supertaça, e ser também o melhor jogador e o melhor marcador neste grande país recheado de jogadores tremendos, clubes gigantes e uma cultura futebolística muito própria. Nada se compara ao sentimento de saber que deixei a minha marca nos países onde joguei e por ter dado alegria aos adeptos dos clubes que eu representei. É para isso que eu trabalho, é isso que me move e é isso que eu vou continuar a perseguir até ao último dia.” Cristiano Ronaldo, jogador da Juventus.

“Vou-me embora porque sinto que o clube já não me dá a confiança que necessito, não me dá o apoio para construir algo a médio/longo prazo. Sei que neste clube, quando não ganhas, tens de ir embora.” Zinedine Zidane, ex-treinador do Real Madrid.

“Ainda não estou sentir o adeus, mas com o passar dos dias o sentimento vai chegar. Quero agradecer aos clubes onde joguei e agradecer este fim da carreira num clube que significa muito para mim. Gostava que os adeptos e a minha família pudessem estar aqui, mas estamos a viver um momento delicado. A vida continua e esperemos que seja da melhor maneira.” Lucho González, jogador do Athletico Paranaense. Terminou a carreira aos 40 anos.

“Não tenho de provar nada a ninguém, só a mim próprio. Estes resultados são pelo meu esforço e sacrifícios. Quis mostrar, também, que sou um grande profissional. Faço um balanço muito positivo. Estive bem na terceira semana, sempre com os melhores, e finalizar com um bom contrarrelógio, que não me favorecia muito por ser 100% plano. Subi algumas posições e aqui aprendi bastante para o futuro.” João Almeida, ciclista da Deceuninck-QuickStep.

Números da Semana

  • 4 – 4 anos depois, o FC Arouca está de regresso à I Liga portuguesa. 5.ª presença dos arouquenses na I Liga, depois de ter participado na competição entre 2013 e 2017.
  • 13 – Depois de 13 épocas consecutivas na principal Liga portuguesa (quase metade das participações totais do clube na competição – 27), o Rio Ave desceu de divisão.
  • 6 – 6 anos depois, o Trofense está de volta à II Liga: 9.ª presença dos trofenses na competição – foram campeões da prova em 2008.
  • 2 – O Chelsea conquistou pela 2.ª vez a Liga dos Campeões. Igualou o FC Porto, SL Benfica, Nottingham Forest e Juventus com dois troféus na sua história. A londrina levou a melhor na segunda vez que disputou uma final contra uma equipa do seu país: 2021 (Manchester City) e 2008 (Manchester United).
  • 3 – 3.ª época consecutiva que um treinador alemão vence a Champions: 2019 Klopp (Liverpool), 2020 Flick (Bayern) e 2021 Tuchel (Chelsea).
  • 10 – Erling Haaland foi o melhor marcador da Champions League com 10 golos marcados.
  • 1 – O Villarreal é o vencedor da Liga Europa 2020/21! É o 1.º título do clube espanhol, na sua 1.ª final europeia.
  • 4 – Unai Emery fez história: venceu a Liga Europa pela 4.ª vez e torna-se o treinador com mais títulos na história da competição.
  • 10 – 10.ª final consecutiva (Liga Campeões/Liga Europa/Supertaça Europeia) entre equipas espanholas e inglesas em que as equipas espanholas levam a melhor.
  • 21 – 11-10 numa final da Liga Europa. Nunca uma final da UEFA teve um desempate que terminasse com este resultado.
  • 26 – Equipas com entrada direta na fase de grupos na Liga dos Campeões2021/22:
    Sporting CP, FC Porto, Atlético de Madrid, Real Madrid., Barcelona, Sevilha, Villarreal, Manchester City, Manchester United, Liverpool, Chelsea, Inter Milão, AC Milan, Atalanta, Juventus, Bayern Munique, Leipzig, Dortmund, Wolfsburg, Lille, Paris Saint Germain, Zenit, Brugge, Dínamo Kyiv, Ajax e Besiktas.
  • 12 – Equipas que entram diretas na fase de grupos da Liga Europa 2021/22: SC Braga, Real Sociedad, Bétis, Leicester, West Ham, Frankfurt, Leverkusen, Napoli, Lazio, Lyon, Marselha e Lokomotiv.
  • 41 – Robert Lewandowski foi o melhor marcador da Bundesliga 2020/21, batendo o recorde de golos numa época (41 golos). Lewandowski foi o melhor marcador do campeonato da Alemanha pela 6.ª vez, a 4.ª consecutiva.
  • 30 – Lionel Messi tornou-se o 1.º jogador a sagrar-se melhor marcador da Liga espanhola em 5 épocas consecutivas, a 8.ª na carreira: bateu o recorde de Hugo Sanchez, entre 1984/85 e 1987/88. Marcou 30 golos no campeonato de Espanha na época 2020-2021.
  • 23 – Na última jornada da Premier League, Harry Kane isolou-se como melhor marcador da prova: 3.ª vez que o avançado do Tottenham é o melhor marcador da competição (2016, 2017 e 2021). Marcou 23 golos, mais 1 do que Mohamed Salah.
  • 3 – Mbappé foi o melhor marcador da Liga francesa pela 3.ª época consecutiva: há quase 30 anos que um jogador não liderava a lista de goleadores na competição em 3 épocas seguidas (Papin, entre 1987/88 e 1991/92).
    Foi a 6.ª época consecutiva que um jogador do PSG é o melhor marcador da Liga de França.
  • 6 – João Almeida terminou a Volta a Itália em bicicleta no sexto lugar. O ciclista português da Deceuninck-QuickStep foi quinto no contrarrelógio da última etapa (ganho por Filippo Ganna) e subiu dois lugares na classificação geral. Ficou a 44 segundos de igualar o histórico quarto lugar da edição do ano passado.
  • 2 – Miguel Oliveira foi segundo classificado no Grande Prémio de Itália de MotoGP. O piloto português da KTM, que largara do sétimo lugar da grelha em Mugello, foi o segundo a cortar a meta, atrás de Fabio Quartararo (Yamaha).

Equipa da Semana: Arouca nível 1

Arouca assegurou este domingo o regresso à I Liga portuguesa de futebol, ao ganhar por 0-2 no estádio do Rio Ave, em jogo da segunda mão do ‘play-off’ de acesso ao escalão principal da época 2021/22.

Depois de ter vencido em casa por 3-0, no primeiro jogo, a equipa arouquense, terceira classificada na II Liga desta temporada, voltou a ganhar à formação vila-condense, 16.ª classificada na I Liga, com golos de Arsénio, aos 32 minutos, e Sema Velázquez, aos 59 minutos.

O Arouca, que conta com quatro presenças na I Liga, entre as épocas 2013/14 e 2016/17, está de regresso quatro anos após ter sido despromovido, enquanto o Rio Ave termina um ciclo de 13 temporadas na divisão principal, num total de 27 presenças entre a elite do futebol português.

A equipa treinada por Armando Evangelista mostrou argumentos, mais uma vez, que estava talhada ao sucesso.

Uma equipa que durante a maior parte da temporada esteve fora dos quatro primeiros lugares da II Liga acabou a época conquistar o terceiro lugar e a eliminar com um expressivo 5-0 um clube histórico da I Liga.

Desilusão da Semana e do Ano: Por este Rio abaixo

Começou a temporada provocando furor e por muito pouco ia conseguindo afastar o AC Milan. Acabou em lágrimas, perdendo os dois jogos do play-off frente ao Arouca, sendo despromovido à II Liga, depois de 13 épocas consecutivas no principal escalão do futebol português.

Uma equipa com bons valores individuais, foi incapaz de juntar as peças e apresentar argumentos. A aposta no treinador Mário Silva não resultou. O recurso a Pedro Cunha, conhecedor da realidade do clube, muito menos. Deu-se o regresso de Miguel Cardoso, mas também sem sucesso e resultados.

Augusto Gama, no jogo de domingo, foi o quarto treinador da época. Sintomático. Percurso descendente ao longo da Liga, sinais claros de preocupação e irregularidade. De forma surpreendente a equipa, jornada após jornada, a equipa não conseguia sair para uma situação de conforto. O improvável destino acabou por acontecer. Nem uma “vida extra”, com a disputa do play-off, conseguiu a redenção. Duas derrotas com o Arouca foram a perfeita expressão de uma temporada à deriva.

30 de maio de 2021, um dia de pesadelo, uma situação que era difícil imaginar para a equipa de Vila do Conde, que até começou a época em grande contra o histórico AC Milan, discutindo de forma gigante a eliminatória europeia, só por um penálti foi afastado. Oito meses depois, uma equipa que nos habituou à luta por lugares europeus está de regresso ao segundo escalão do futebol português. 13 anos depois. Foram 13 anos consecutivos na I Liga, com três presenças na Liga Europa e dois recordes de pontos batidos.

“É um momento muito difícil. Este grupo não esteve à altura do Rio Ave, porque descemos de divisão. Foi um ano difícil em que houve muitas dificuldades e todos nós tivemos a culpa. A grande palavra que tenho é para os adeptos, pedir-lhes desculpa, porque nós não fomos capazes de dignificar este grande clube”, referiu 

Tarantini, capitão do Rio Ave, que foi ter com os adeptos após o final do jogo contra o Arouca, não contendo as lágrimas e pedindo desculpa pela descida de divisão. Um momento delicado… e surpreendente. Chegou a hora de uma outra (dura) realidade.

Momento da Semana: El Comandante sai de cena

O antigo internacional argentino e futebolista do FC Porto Lucho González vai terminar a carreira aos 40 anos, ao serviço do Atlético Paranaense, treinado pelo português António Oliveira, na Taça Sul-Americana.

Representou 6 clubes (Huracán, River Plate, FC Porto, Marselha, Al-Rayyan e Athletico Paranaense), jogou em 5 países (Argentina, Portugal, França, Catar e Brasil). 819 jogos, 138 golos, 25 títulos.

Fez 45 jogos pela Seleção da Argentina – participou num Mundial e em 2 Copas América. Foi Campeão Olímpico em 2004.

Campeão em 3 países: em Portugal, ao serviço do FC Porto, foi hexacampeão, venceu 2 Taças de Portugal e 2 Supertaças. Pelo FC Porto, o clube onde se destacou, fez 241 jogos, marcou 61 golos.

“Parabéns pela brilhante carreira, digna de um verdadeiro Dragão. Foi uma honra e é um orgulho que sejas um de nós para sempre”. Foi desta forma que o FC Porto, através das redes sociais, assinalou o fim da carreira de Lucho.

Um jogador de classe, com futebol refinado. Um líder e um exemplo. Um comandante!

Teófilo Fernando, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

DGS diz que demora de conclusões sobre eventos-piloto não é por erro técnico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) rejeitou, esta terça-feira, que tenha havido erro técnico no tratamento de dados dos eventos-piloto da Cultura, ocorridos em abril e maio, mas admitiu que o processo está demorado. Numa declaração enviada …

Governo quer fazer alterações na duração de cargos de dirigentes

As mudanças que estão a ser preparadas passam por reduzir a duração dos cargos em substituição e, por outro lado, pelo ajustamento do período das comissões do serviço em função da avaliação. Segundo o Jornal de …

Responsável pelas manifestações em Lisboa é coordenador no Gabinete de Apoio à Presidência da CML

O responsável pelas manifestações na cidade de Lisboa é coordenador técnico no Gabinete de Apoio à Presidência da Câmara liderada por Fernando Medina. De acordo com o semanário Expresso, António Santos tem sido, nos últimos …

Sporting e Braga jogam Supertaça em Aveiro no dia 31 de julho

A Supertaça Cândido Oliveira, que vai ser disputada entre Sporting e Sporting de Braga, vai ser disputada em Aveiro, a 31 de julho, anunciou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). "A decisão da Supertaça Cândido de …

Um quarto da população portuguesa já tem a vacinação completa

Em Portugal, 42% das pessoas já receberam a primeira dose de uma vacina contra a Covid-19 e 25% — cerca de um quarto da população — estão completamente vacinados. De acordo com o mais recente relatório …

Cardiologista do Tottenham admite ponto final na carreira de Eriksen

O cardiologista do Tottenham, Sanjay Sharma, admite um ponto final na carreira de Christian Eriksen, que caiu inanimado no jogo entre a Dinamarca e a Finlândia. O encontro entre Dinamarca e Finlândia, da primeira jornada do …

ARS Norte conta avançar com recuperação de consultas em atraso ainda este mês

A Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte conta avançar durante este mês com o programa especial de incentivos financeiros para recuperação de consultas presenciais nos cuidados de saúde primários (CSP), propondo-se recuperar metade da …

Cristiano Ronaldo no Euro 2020

"Rei do Euro". Ronaldo fez história na Hungria (e ainda vai durar "mais uns 3 aninhos")

Cristiano Ronaldo marcou dois dos golos de Portugal na vitória frente à Hungria por 3-0, na estreia da Selecção no Euro 2020, e tornou-se no melhor marcador de sempre dos Campeonatos Europeus de futebol. Aos …

"Insultos são a arma dos fracos". Ministro defende lei das minas e lança farpas a Catarina Martins

Matos Fernandes defende acerrimamente o novo decreto lei da exploração mineira e lança farpas a Catarina Martins, que o criticou: "Insultos são a arma dos fracos". No domingo, o Bloco de Esquerda anunciou que ia pedir …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: Ronaldo e agitadores derrubaram a muralha

Rajada final garantiu vitória lusa na estreia. Ronaldo a bisar e a quebrar três recordes. Todos os jogos da primeira jornada. Visto da Linha de Fundo. A paciência tem limites Hungria 0 – 3 Portugal (Raphaël …