Liga portuguesa é a nona da Europa em receitas geradas em 2017/18

António Cotrim / Lusa

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) ocupa a nona posição no ranking das maiores ligas europeias em receitas geradas em 2017/18, registando um aumento homólogo de 18%, para 431 milhões de euros, revelou hoje a Deloitte.

O crescimento das receitas registado na LPFP tem por base a participação dos três maiores clubes, Benfica, FC Porto e Sporting, na fase de grupos da Liga dos Campeões da UEFA na temporada de 2017/18, que impulsionou a distribuição de prémios da entidade que rege o futebol europeu pela presença na liga milionária, bem como as receitas obtidas nos dias dos jogos, lê-se no estudo “Annual Review of Football Finance 2019”.

A lista continua a ser encabeçada pela liga inglesa (Premier League), cujas receitas cresceram cerca de 2%, para 5,4 mil milhões de euros, numa época em que Inglaterra colocou pela primeira vez cinco equipas na Liga dos Campeões, e são 72% superiores às receitas da concorrente mais próxima, a alemã Bundesliga (3,2 mil milhões de euros), que conquistou o segundo lugar do pódio, ao ultrapassar a espanhola La Liga (3,1 mil milhões de euros).

“Embora a Premier League continue a assumir a liderança, as ligas espanhola e alemã mantêm-se muito atentas para continuar na competição. A liga alemã ultrapassou a espanhola graças ao seu novo acordo de transmissão [televisiva] de quatro anos, fixando-se em segundo lugar, algo que esperamos se mantenha na próxima edição. Não obstante, a La Liga pode superá-la novamente em 2019/20″, assinalou Dan Jones, sócio da Deloitte na área do negócio desportivo.

A fechar o ‘top 5’ surgem as ligas italiana (2,2 mil milhões de euros) e francesa (1,7 mil milhões de euros), enquanto a Rússia está na sexta posição (813 milhões de euros), a Turquia segue no sétimo posto (731 milhões de euros) e a Holanda ocupa o oitavo lugar (495 milhões de euros), acima da liga lusa.

Já abaixo de Portugal surgem a Escócia (233 milhões de euros), Dinamarca (185 milhões de euros), Áustria (177 milhões de euros), Noruega (151 milhões de euros), Suécia (141 milhões de euros) e Polónia (124 milhões de euros).

Em termos globais, o mercado europeu de futebol atingiu o valor recorde de 28,4 mil milhões de euros em receitas na época de 2017/18, uma subida de 11% face à temporada anterior, com as cinco principais ligas a gerarem uma receita de 15,6 mil milhões de euros (mais 6% do que em 2016/17).

“Temos assistido ao crescimento das receitas do mercado europeu de futebol ao longo dos 18 anos em que calculámos a sua dimensão. O futebol ao vivo continua a ser um dos ativos de entretenimento mais procurado, tanto pelos espetadores como pelos emissores, e é um dos temas mais comentados nas redes sociais, por isso, acreditamos que este crescimento vai continuar”, destacou Dan Jones.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …