Líderes das “big tech” respondem no Congresso dos EUA sobre eventuais abusos de posição

Anthony Quintano / Wikimedia

Mark Zuckerberg, o criador da rede social Facebook.

Mark Zuckerberg vai ser questionado no Congresso sobre eventuais abusos de posição dominante e sobre a pertinência de leis “antitrust”, juntamente com responsáveis de outros gigantes tecnológicos.

O fundador do Facebook disse que a empresa, “orgulhosamente americana”, não teria tido sucesso sem “leis que encorajam a concorrência e a inovação”.

De acordo com extratos do discurso consultado pela agência France-Presse da audiência de Zuckerberg no Congresso norte-americano, prevista para esta quarta-feira, o fundador do Facebook defende a sua plataforma, acusada tanto pela esquerda como pela direita de se tornar demasiado dominante.

Os responsáveis pelos quatro gigantes tecnológicos (big tech) Google, Amazon, Facebook e Apple (GAFA) vão ser questionados no Congresso, no quadro de um inquérito sobre eventuais abusos de posição dominante e sobre a pertinência de leis antitrust existentes. Além de Zuckerberg, também Sundar Pichai (Alphabet, empresa-mãe da Google), Tim Cook (Apple) e Jeff Bezos (Amazon) serão ouvidos.

No discurso a que a AFP teve acesso, Zuckerberg apela em particular ao patriotismo económico dos eleitos. “Acreditamos em certos valores — democracia, concorrência, inclusão, liberdade de expressão — sobre os quais a economia americana foi construída”, refere, salientando não existirem garantias de que esses valores irão vingar, fazendo uma comparação com o mercado chinês.

“A China, por exemplo, está a construir a sua própria versão da Internet sobre ideias muito diferentes e a exportar essa visão para outros países”, declara.

Mark Zuckerberg já tinha utilizado este argumento numa audição de outubro, sobre o seu projeto de uma moeda digital, perante a Comissão de Serviços Financeiros do Parlamento Europeu. Nessa ocasião, disse também que, na sua opinião, os governos e os reguladores devem “desempenhar um papel mais ativo” na “atualização das regras da Internet” em termos de moderação de conteúdos.

No discurso esta quarta-feira conhecido, o milionário antecipa as críticas previsíveis que provavelmente enfrentará. Muitos democratas e a sociedade civil pronunciaram-se contra esta rede social, que acreditam ser demasiado laxista a lidar com mensagens e vídeos de extrema-direita ou algumas das observações insultuosas do Presidente dos EUA, o republicano Donald Trump.

Os republicanos, por outro lado, sentem-se censurados por plataformas com sede em Silicon Valley, Califórnia, um reduto democrata.

O Facebook está ainda a processar a autoridade europeia da concorrência por pedir demasiados dados, escreve o Observador. A rede social defende que estão a ser pedidos dados muito pessoais. Desde o início da investigação, o Facebook já entregou 1,7 milhões de páginas de 315 mil documentos diferentes à Comissão Europeia.

Os documentos pedidos agora são “predominantemente irrelevantes” e não têm nada a ver com a investigação em curso, defende o conselheiro geral do Facebook, Tim Lamb. “Esses pedidos devem ser analisados ​​pelos tribunais da União Europeia”, lê-se no comunicado.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Estes processos contra estas empresas, já agora responsáveis pela criação de milhões de empregos directos e indirectos no mundo inteiro, são na generalidade absurdos. Na maior parte dos casos resumem-se a “esta empresa é demasiado grande e não podemos permitir isso”. Nada como penalizar o sucesso…

  2. Aliás, o que é que impede uma empresa de desenvolver um novo sistema operativo, ou um novo motor de busca, ou criar um novo telemóvel ou tablet, ou uma nova rede social, etc. Nada. Todas estas empresas, quando apareceram, eram pequenas empresas a enfrentar gigantes já estabelecidos. Nada impossibilita que o ciclo se repita.

RESPONDER

Marcelo insiste para que se acelere a auditoria ao Novo Banco

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, reforçou esta segunda-feira o apelo para que se acelere a "auditoria e todo o tipo de investigação e apuramento da realidade relativamente ao Novo Banco". À margem de …

Atlético de Madrid revela nomes de jogadores que testaram positivo à covid-19

Para acabar com a especulação, o Atlético de Madrid anunciou a identidade dos jogadores do plantel que testaram positivo à covid-19. O Atlético de Madrid anunciou que o plantel e a equipa técnica tiveram resultados …

35 anos depois, Toshiba deixa de fabricar portáteis

Depois de 35 anos a produzir e vender computadores, a empresa japonesa vai abandonar o negócio. O comunicado à imprensa divulga que a Toshiba vendeu as ações da Dynabook à Sharp, concluindo assim um processo …

Governo do Líbano demite-se em bloco

O primeiro-ministro libanês, Hassan Diab, vai entregar ainda esta segunda-feira ao Presidente Michel Aoun a demissão do Governo, disse esta segunda-feira o ministro da Saúde do Líbano, Hamad Hassan. Falando aos jornalistas após uma reunião do …

Portugal fora da lista de países que querem proibir robôs assassinos

Apesar de apoiar a realização de negociações para o fim do uso de robôs assassinos em conflitos militares, Portugal está fora da lista de países que procuram explicitamente proibir armas totalmente autónomas. A constatação consta de …

Portugal com mais três mortes e 157 novos casos de covid-19

Portugal regista esta segunda-feira mais três mortes e 157 novos casos de infeção por covid-19 em relação a domingo, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). Há ainda a registar 89 pessoas recuperadas. O …

Covid-19. Singapura começa a testar vacinas em humanos na próxima semana

Singapura anunciou este sábado que inicia na próxima semana a primeira fase de testes em humanos de uma nova vacina contra a covid-19, período experimental que se vai prolongar até outubro, prevendo a administração do …

Cem milhões e um jogador. Real Madrid quer "roubar" Dybala à Juventus

De olhos postos na próxima temporada, o Real Madrid de Zinedine Zidane estará a sondar Paulo Dybala, estando disposto a pagar à Juventus 100 milhões de euros e a "oferecer" um outro jogador para garantir …

Depois da Microsoft, Twitter também está interessado em adquirir o TikTok

As redes sociais Twitter e TikTok tiveram discussões preliminares com vista a uma eventual "combinação" entre as duas, segundo uma notícia revelada no sábado pelo Wall Street Journal. Das informações obtidas pelo jornal não foi possível …

Vulcão Sinabung entra em atividade. Cinza cobre aldeias num raio de 20 quilómetros

O vulcão Sinabung, um dos mais ativos da ilha indonésia de Sumatra, expeliu, esta segunda-feira, fumo e cinzas a uma altura de cinco quilómetros, não havendo, para já, registo de feridos, informou a agência de …