Líder da Al-Qaeda ameaça repetir o 11 de setembro milhares de vezes

Hamid Mir / Wikimedia

Ayman al-Zawahiri, atual líder da Al-Qaeda, com Osama Bin Laden

Ayman al-Zawahiri, atual líder da Al-Qaeda, com Osama Bin Laden

O chefe da rede terrorista Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri, ameaçou os Estados Unidos de repetir “milhares de vezes” os ataques do 11 de setembro, num vídeo difundido por ocasião do 15º aniversário dos mortíferos atentados de Nova Iorque.

O 11 de setembro “é o resultado dos vossos crimes contra nós”, afirmou Al-Zawahiri dirigindo-se aos Estados Unidos, num vídeo divulgado em vários sítios jihadistas na internet.

O islamita radical egípcio assinalou que “os crimes prosseguem” e que o 11 de setembro “vai repetir-se milhares de vezes”.

A 11 de Setembro de 2001, um grupo de terroristas, mais tarde ligados à Al-Qaeda, sequestrou quatro aviões comerciais de passageiros.

Duas destas aeronaves foram despenhadas contra as duas “torres gémeas” do World Trade Center, em Nova Iorque, provocando o colapso dos dois edifícios.

Uma terceira aeronave foi despenhada contra o edifício do Pentágono, em Washington, e uma quarta aeronave, presumivelmente dirigida à Casa Branca, despenhou-se num campo na Pensilvânia, depois de os passageiros terem reagido aos sequestradores.

Os atentados de 11 de Setembro provocaram a morte a 2996 pessoas, e ferimentos em mais de 6.000.

Estas ameaças surgem nas vésperas do aniversário do atentado de 2001, num momento em que responsáveis norte-americanos referiram que os Estados Unidos estão aptos a proteger-se dos ataques jihadistas sofisticados, apesar de permanecem vulneráveis a operações mais rudimentares efetuadas por extremistas locais.

No vídeo agora divulgado, o líder da organização terrorista evoca a política dos Estados Unidos face aos países árabes e muçulmanos, condenando a sua ocupação dos territórios destes países e o seu apoio a governos “criminosos e corruptos”.

Al-Zawahiri apela ainda à união dos jihadistas e exorta os afro-americanos a converterem-se ao islão para se “protegerem” das leis dos Estados Unidos que afirmou serem controladas “pela maioria branca”.

Após o 11 de setembro, os EUA focalizaram o seu combate antiterrorista contra a Al-Qaeda e os talibãs afegãos, mas hoje visam prioritariamente o grupo jihadista Estado Islâmico, principal rival da Al-Qaeda e que ocupa largas faixas de território na Síria e Iraque.

Os combatentes do EI provaram a sua capacidade de planificar e inspirar ataques na Europa e nos Estados Unidos, cometidos muitas vezes por residentes ou cidadãos do país atacado.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Como discípulo de Allan kardec; só me lembro de três vidas, a vida de escravo, a vida de chulo e a vida em que os midía fazem o futuro…

  2. A farsa continua, ver “9/11 The New Pearl Harbor”.
    Será que o ZAP vai censurar desta vez?…

    Não acreditem cegamente no que vos dizem! Façam as vossas pesquisas! Não deixem que pensem por vós!

RESPONDER

Paços 0-2 Sporting | “Leão” competente estreia-se com triunfo

Após o adiamento do jogo da primeira jornada ante o Gil Vicente, devido a vários casos de Covid-19 nas duas equipas, o Sporting estreou-se na Liga NOS 2020/21 e não vacilou. Na visita ao Paços de …

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …

Mais 665 casos e nove mortes por covid-19 em Portugal

Portugal regista, este domingo, mais 665 novos casos positivos e nove mortes por covid-19, segundo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Assim, desde o início da pandemia, Portugal conta com 73.604 infetados e 1.953 …

De guerreiros a anciões. Grupo étnico no Quénia faz cerimónia única de "transformação"

Milhares de homens Maasai vestidos com xales vermelhos e roxos e com as suas cabeças revestidas de ocre vermelho reuniram-se esta semana para uma cerimónia que os transforma de Moran (guerreiros) em Mzee (anciãos). De acordo …

Há 60 anos, Richard Nixon tricou uma sanduíche (e este homem guardou-a desde então)

Há 60 anos, o então vice-Presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, trincou uma sanduíche - e Steve Jenne, um homem que vive em Illinois, guardou-a os restos desde então. De acordo com o The New York …