Líder da Al-Qaeda ameaça repetir o 11 de setembro milhares de vezes

Hamid Mir / Wikimedia

Ayman al-Zawahiri, atual líder da Al-Qaeda, com Osama Bin Laden

Ayman al-Zawahiri, atual líder da Al-Qaeda, com Osama Bin Laden

O chefe da rede terrorista Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri, ameaçou os Estados Unidos de repetir “milhares de vezes” os ataques do 11 de setembro, num vídeo difundido por ocasião do 15º aniversário dos mortíferos atentados de Nova Iorque.

O 11 de setembro “é o resultado dos vossos crimes contra nós”, afirmou Al-Zawahiri dirigindo-se aos Estados Unidos, num vídeo divulgado em vários sítios jihadistas na internet.

O islamita radical egípcio assinalou que “os crimes prosseguem” e que o 11 de setembro “vai repetir-se milhares de vezes”.

A 11 de Setembro de 2001, um grupo de terroristas, mais tarde ligados à Al-Qaeda, sequestrou quatro aviões comerciais de passageiros.

Duas destas aeronaves foram despenhadas contra as duas “torres gémeas” do World Trade Center, em Nova Iorque, provocando o colapso dos dois edifícios.

Uma terceira aeronave foi despenhada contra o edifício do Pentágono, em Washington, e uma quarta aeronave, presumivelmente dirigida à Casa Branca, despenhou-se num campo na Pensilvânia, depois de os passageiros terem reagido aos sequestradores.

Os atentados de 11 de Setembro provocaram a morte a 2996 pessoas, e ferimentos em mais de 6.000.

Estas ameaças surgem nas vésperas do aniversário do atentado de 2001, num momento em que responsáveis norte-americanos referiram que os Estados Unidos estão aptos a proteger-se dos ataques jihadistas sofisticados, apesar de permanecem vulneráveis a operações mais rudimentares efetuadas por extremistas locais.

No vídeo agora divulgado, o líder da organização terrorista evoca a política dos Estados Unidos face aos países árabes e muçulmanos, condenando a sua ocupação dos territórios destes países e o seu apoio a governos “criminosos e corruptos”.

Al-Zawahiri apela ainda à união dos jihadistas e exorta os afro-americanos a converterem-se ao islão para se “protegerem” das leis dos Estados Unidos que afirmou serem controladas “pela maioria branca”.

Após o 11 de setembro, os EUA focalizaram o seu combate antiterrorista contra a Al-Qaeda e os talibãs afegãos, mas hoje visam prioritariamente o grupo jihadista Estado Islâmico, principal rival da Al-Qaeda e que ocupa largas faixas de território na Síria e Iraque.

Os combatentes do EI provaram a sua capacidade de planificar e inspirar ataques na Europa e nos Estados Unidos, cometidos muitas vezes por residentes ou cidadãos do país atacado.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Como discípulo de Allan kardec; só me lembro de três vidas, a vida de escravo, a vida de chulo e a vida em que os midía fazem o futuro…

  2. A farsa continua, ver “9/11 The New Pearl Harbor”.
    Será que o ZAP vai censurar desta vez?…

    Não acreditem cegamente no que vos dizem! Façam as vossas pesquisas! Não deixem que pensem por vós!

RESPONDER

Regionalização sem referendo é “golpe de estado palaciano”

Luís Marques Mendes falou este domingo, no habitual espaço de comentário político na SIC, sobre a regionalização, os "tempos difíceis para a direita", Greta Thunberg e Joe Berardo. Houve ainda tempo para falar sobre o …

China diz que detidos em Xinjiang estão "formados" e "vivem felizes"

Um alto quadro do regime chinês afirmou, esta segunda-feira, que os membros de minorias étnicas chinesas de origem muçulmana mantidos em "centros de treino vocacional" no extremo oeste do país já se "formaram" e levam …

Greve geral volta a parar França. Filas de trânsito chegam aos 620 quilómetros

Os acessos a Paris estão, esta manhã, muito complicados devido ao quinto dia de greve contra a reforma das pensões e que afeta sobretudo a rede de transportes na capital francesa. De acordo com as autoridades, …

"Mário Centeno está a perder influência no Governo". Os (maus) sinais para o Orçamento de Estado 2020

A proposta de Orçamento do Estado para 2020 [OE 2020] vai ser apresentada daqui a uma semana e alguns economistas antecipam os riscos do documento, falando de uma "situação potencialmente perigosa para as contas públicas" …

Utilizadores russos do Reddit terão divulgado documentos comprometedores sobre o Brexit

A rede social Reddit anunciou ter concluído que utilizadores russos estiveram na origem da divulgação de documentos confidenciais do governo britânico sobre as negociações comerciais do Brexit. O Reddit anunciou, num comunicado citado pela Associated Press, …

Concorrência quer novas regras para fidelizações nas telecomunicações

A Autoridade da Concorrência (AdC) quer mudanças nas regras impostas pelas operadoras de telecomunicações nos contratos de fidelização. Segundo um relatório da AdC, ao qual o Jornal de Negócios teve acesso e que será esta segunda-feira …

Se Trump fosse julgado perante um júri, seria condenado "em três minutos"

Caso o processo de impeachment avance, e Trump seja apresentado perante um júri, Jerry Nadler acredita que o presidente norte-americano seria considerado culpado "em três minutos". O presidente da comissão de Justiça da Câmara dos Representantes, …

Sangue, lágrimas e crianças escoltadas na primeira despromoção da história do Cruzeiro

O Cruzeiro desceu de divisão pela primeira vez na sua história. O último jogo do campeonato, que selou a despromoção, ficou marcado por episódios violentos entre adeptos e polícia. O cenário vivido no 'Mineirão', este domingo, …

Movimento "Convergência" prepara moção para convenção do Bloco (mas rejeita cisão)

Largas dezenas de elementos do Bloco de Esquerda (BE) estiveram reunidos para preparar uma moção para apresentar na próxima convenção do partido, mas rejeitam estar a criar uma nova tendência ou a preparar uma cisão. João …

Empresário lesou Fisco em 60 milhões, mas não tem de devolver nada

Um empresário do setor do ouro condenado a sete anos de prisão por fraude fiscal agravada não terá de devolver nenhuma parte dos 60 milhões de euros de prejuízo que deu ao Estado por não …