Oito meses depois da explosão em Beirute, o Líbano ainda é um pesadelo tóxico

Nabil Mounzer / EPA

O cenário de destruição no porto de Beirute, no Líbano

A explosão em Beirute foi apenas mais uma página no longo e sombrio livro da má gestão de resíduos tóxicos no Líbano. Ainda há produtos químicos perigosos no porto de Beirute.

Já lá vão oito meses desde as explosões que devastaram Beirute, a capital do Líbano, matando mais de 200 pessoas e gerando uma onda de destruição. Apesar disso, ainda ninguém foi responsabilizado pelo incidente, apesar de se saber que líderes políticos sabiam dos riscos das toneladas de nitrato de amónio indevidamente armazenado.

“Nunca vi uma situação como esta na minha vida”, disse um funcionário da empresa de engenharia alemã contratada pelo governo libanês para tratar dos resíduos tóxicos. Em fevereiro, foram encontradas milhares de toneladas de produtos químicos mais perigosos no porto de Beirute, que ainda lá estão até hoje.

Este descuido do Líbano não é recente e, segundo a VICE, o país já é um caso reincidente. Durante a guerra civil, a milícia das Forças Libanesas controlou o porto de Beirute e procurou ganhar dinheiro importando lixo tóxico do estrangeiro e colocando-o em aterros e pedreiras libanesas.

“A máfia italiana ganhou mil milhões de dólares a pegar em lixo tóxico de toda a Europa, despejando-o no Mediterrâneo e exportando-o para todo o mundo”, disse Fouad Hamdan, que trabalhou como ativista ambiental para a Greenpeace no Líbano.

“Nos anos 80 – Samir Geagea [um chefe militar cristão libanês] importava o lixo e nunca se desculpou pelo caos que causou. Como todos os outros chefes militares”, acrescentou.

À medida que a reconstrução pós-guerra prosseguia, os líderes libaneses não conseguiram construir ou manter a infraestrutura de tratamento de águas residuais ou implementar qualquer gestão significativa de águas residuais ou resíduos sólidos, escreve ainda a VICE.

Além disso, a maioria do lixo no Líbano não é separado e as leis contra despejo ilegal de lixo raramente são aplicadas. Isto faz com que haja quase mil lixeiras abertos em todo o país, e os aterros são mal administrados e estão bem acima da sua capacidade pretendida. Mais de 90% das águas residuais do Líbano vão sem tratamento para os rios, solo ou mar.

“Basicamente, não há gestão de resíduos perigosos no Líbano — a maioria dos resíduos é misturada com resíduos municipais e acaba em lixeiras e aterros sanitários, e apenas uma pequena quantidade é exportada para ser tratada no estrangeiro”, explica o especialista em gestão de resíduos Samar Khalil.

  Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Besiktas 1-4 Sporting | Tratado leonino deixa turcos KO

O Sporting foi à Turquia somar a primeira vitória no Grupo C da Liga dos Campeões, ao bater o Besiktas por 4-1. Um desfecho fundamental para a equipa de Alvalade continuar a acalentar esperanças de apuramento …

Lei de David. Reino Unido pondera acabar com anonimato online depois de esfaqueamento de deputado

A morte de David Amess está a suscitar um debate no Reino Unido sobre a segurança dos deputados e os insultos de que as figuras políticas são alvo nas redes sociais. Depois do deputado conservador David …

"Não há acordo". Bloco e Governo continuam às turras por causa do OE, mas há mais reuniões previstas

Os bloquistas não se mostraram satisfeitos com o resultado da reunião com o executivo e exigem mais cedências do Governo. Ambos os lados confirmam que ainda se vão encontrar mais vezes para debater o Orçamento. "Não …

Dois mortos e 450 feridos em manifestações para assinalar protestos de 2019 no Chile

Dois mortos e 450 detidos foi o resultado da violência registada em Santiago do Chile, na sequência de uma manifestação para celebrar o segundo aniversário dos protestos de 2019 contra a desigualdade social no país. A …

Votação das leis sobre teletrabalho só para depois do Orçamento

As recentes alterações às propostas têm aproximado os partidos, mas as compensações dadas aos trabalhadores pelos custos adicionais do teletrabalho e o direito a desligar continuam sem consenso. Apesar do calendário inicial apontar que os projectos …

O temido aconteceu: Engenheiros criam cão robô com sniper às costas

A Ghost Robotics criou um cão robô com uma arma equipada às costas. O SPUR "é o futuro dos sistemas de armas não tripuladas". A evolução da robótica e da Inteligência Artificial tem sido recebida de …

Morreu Armanda Passos, uma “referência maior da pintura contemporânea nacional”

Armanda Passos faleceu aos 77 anos na passada madrugada. Ferro Rodrigues lamenta a perda de uma "referência maior da pintura contemporânea" portuguesa. A pintora Armanda Passos morreu hoje, aos 77 anos, confirmou a Universidade do Porto, …

Os números que levam o Bayern a dizer: "O Benfica tem medo de nós"

Alemães destacam sete dados, antes da deslocação a Lisboa. Formação do Benfica destacada pelo Bayern. O Bayern Munique, na antevisão ao jogo com o Benfica na terceira jornada da Liga dos Campeões, publicou um artigo com …

Covid-19: Letónia vai adotar confinamento de quase um mês por aumento de infeções

A Letónia inicia, na quinta-feira, um confinamento de quase um mês, que incluirá recolher obrigatório, devido ao agravamento do número de infeções por covid-19 no país, onde a taxa de vacinação é das mais baixas …

É oficial. Rui Rio recandidata-se à liderança do PSD e vai a votos contra Rangel

Rui Rio vai assim enfrentar Paulo Rangel nas directas marcadas para 4 de Dezembro e tentar segurar a liderança do PSD. Depois de muita especulação, Rui Rio confirmou hoje que vai avançar com a recandidatura à …