Um lendário tesouro da II Guerra está a pôr em risco uma aldeia nas Filipinas

bullionvault / Flickr

As escavações em busca de um tesouro supostamente escondido por um general japonês da II Guerra Mundial nas Filipinas ameaçam causar deslizamentos de terra numa aldeia do país.

De acordo com o Live Science, trata-se do lendário tesouro de Yamashita, que se diz ter sido enterrado pelo general japonês com o mesmo nome (Tomoyuki Yamashita), no fim da II Guerra Mundial, em algum lugar entre as mais de sete mil ilhas das Filipinas.

Segundo as lendas, Yamashita supervisionou o enterro do vasto tesouro nas Filipinas, conseguido durante a ocupação japonesa no Sudeste Asiático. O general e as suas tropas resistiram às forças norte-americanas durante várias semanas, após a rendição japonesa em setembro de 1945, mas este acabou por ser capturado e executado em 1946.

Desde então, são vários os caçadores de tesouros que se dedicam a procurá-lo, uma vez que se diz que pode chegar a valer centenas de milhões de dólares. No entanto, historiadores e antropólogos acreditam que este tesouro não passa de uma fábula.

Face a esta situação, as escavações estão a ameaçar causar deslizamentos de terra no distrito de Igbaras, na ilha de Panay, com os locais a pedirem às autoridades que interrompam os trabalhos que duram há mais de um ano, conta a Philippine News Agency.

Porém, de acordo com as autoridades locais, os caçadores de tesouros dizem que as autoridades nacionais, em Manila, lhes deram permissão para explorar, logo, não tencionam parar de procurar, adianta a Panay News.

Unknown Japanese Army Photographer / Wikimedia

O general japonês Yamashita Tomoyuki

De acordo com o Departamento de Minas e Geociências das Filipinas, a aldeia onde as escavações estão a decorrer está sobre uma encosta e, por isso, enfrenta um “risco muito alto” de deslizamentos de terra.

O Presidente da Câmara do distrito, Jaime Esmeralda, já assegurou aos habitantes que não foi concedida nenhuma licença para caças ao tesouro, escavações ou mineração na área. Agora, o autarca pediu ao Museu Nacional das Filipinas, na capital, para que investigue se foi emitida alguma permissão para esta caça ao tesouro.

“As pessoas estão a gastar muito do seu dinheiro, tempo e esforço para procurar uma coisa que provavelmente não está lá”, afirma Piers Kelly, antropólogo linguístico da Universidade de Nova Inglaterra, na Austrália, acrescentando que esta busca sem fim pelo alegado tesouro japonês tem um custo para os verdadeiros tesouros das Filipinas.

De acordo com o Live Science, que cita um estudo publicado na revista científica Archaeology Ethnology and Anthropology of Eurasia, a caça ao tesouro já danificou gravemente vários sítios arqueológicos importantes como, por exemplo, a caverna Ayub, na ilha de Mindanau.

“As Filipinas são um país realmente rico e muito interessante no campo da arqueologia, mas quando se trata de caça ao tesouro, o que as pessoas têm em mente é quase uma ideia saída de uma banda desenhada. É muito folclórico”, lamenta Kelly.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A atmosfera deste exoplaneta "infernal" está cheia de metal

Uma equipa de astrónomos observou um dos exoplanetas mais quentes já encontrados e conseguiu identificar, pelo menos, sete metais a flutuar na sua atmosfera. O WASP-121b, localizado a 850 anos-luz da Terra, orbita a sua estrela …

A supergigante Betelgeuse é mais pequena e está mais perto da Terra do que se pensava

De acordo com um novo estudo feito por uma equipa internacional de investigadores, podem ser necessários mais 100.000 anos até que a estrela gigante vermelha Betelgeuse morra numa explosão de fogo. O estudo, liderado pela Dra. …

Mulheres menos propensas à covid-19 por respeitarem mais o distanciamento social

Uma das razões pelas quais as mulheres podem ser menos vulneráveis ​​a infeção pelo novo coronavírus deve-se ao facto de serem mais propensas a aderir às políticas de distanciamento social, sugeriu uma nova pesquisa. Uma pesquisa …

Braga 3 - 0 AEK | Minhotos de gala conquistam atenienses

O Sporting de Braga iniciou a sua participação no Grupo G da Liga Europa com uma vitória. Na recepção aos gregos do AEK de Atenas, os minhotos mostraram ser muito mais equipa e ganharam por …

Capitalismo vai arruinar o planeta até 2050, alertam cientistas

Um grupo de cientistas alerta que se continuarmos com este capitalismo desenfreado, o nosso planeta vai sofrer consequências a nível climático e ambiental. Até 2050, o planeta Terra pode sofrer seriamente às mãos do capitalismo desenfreado. …

Os novos faróis inteligentes da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro

Os novos faróis LED da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro, já que são capazes de projetar imagens na estrada ou em paredes. A novidade é lançada na nova linha de SUVs elétricos da …

FC Porto foi "histriónico" e não se portou bem, escreve-se em Manchester

Jornal inglês alega que os elementos do FC Porto foram exagerados, turbulentos e não tiveram um comportamento adequado. Não há uma única palavra sobre o árbitro. Na manhã seguinte à derrota (3-1) do FC Porto em …

De passagem secreta a cemitério de carros. Túnel sob Nápoles "esconde" veículos enferrujados da II Guerra

No centro de Nápoles, em Itália, há veículos e motocicletas abandonados e enferrujados dos anos 1940 alinhados num túnel a mais de 30 metros abaixo dos seus pés. A Piazza del Plebiscito foi nomeada após uma …

Primeira ministra islandesa interrompida por um terramoto quando dava uma entrevista em direto

Um terramoto de magnitude 5.6 interrompeu uma entrevista em direto da primeira ministra islandesa ao The Washington Post. Mas Katrin Jakobsdottir reagiu à situação de forma tranquila: "Isto é a Islândia". Katrin Jakobsdottir estava a dar …

O voo mais longo do mundo está de volta (e agora é ainda mais longo)

O voo da Singapore Airlines que partia de Singapura com destino até Nova Iorque, foi uma das vítimas do covid-19 e ficou suspendo a 23 de março. Agora, é possível viajar nesta rota novamente, e …