Um lendário tesouro da II Guerra está a pôr em risco uma aldeia nas Filipinas

bullionvault / Flickr

As escavações em busca de um tesouro supostamente escondido por um general japonês da II Guerra Mundial nas Filipinas ameaçam causar deslizamentos de terra numa aldeia do país.

De acordo com o Live Science, trata-se do lendário tesouro de Yamashita, que se diz ter sido enterrado pelo general japonês com o mesmo nome (Tomoyuki Yamashita), no fim da II Guerra Mundial, em algum lugar entre as mais de sete mil ilhas das Filipinas.

Segundo as lendas, Yamashita supervisionou o enterro do vasto tesouro nas Filipinas, conseguido durante a ocupação japonesa no Sudeste Asiático. O general e as suas tropas resistiram às forças norte-americanas durante várias semanas, após a rendição japonesa em setembro de 1945, mas este acabou por ser capturado e executado em 1946.

Desde então, são vários os caçadores de tesouros que se dedicam a procurá-lo, uma vez que se diz que pode chegar a valer centenas de milhões de dólares. No entanto, historiadores e antropólogos acreditam que este tesouro não passa de uma fábula.

Face a esta situação, as escavações estão a ameaçar causar deslizamentos de terra no distrito de Igbaras, na ilha de Panay, com os locais a pedirem às autoridades que interrompam os trabalhos que duram há mais de um ano, conta a Philippine News Agency.

Porém, de acordo com as autoridades locais, os caçadores de tesouros dizem que as autoridades nacionais, em Manila, lhes deram permissão para explorar, logo, não tencionam parar de procurar, adianta a Panay News.

Unknown Japanese Army Photographer / Wikimedia

O general japonês Yamashita Tomoyuki

De acordo com o Departamento de Minas e Geociências das Filipinas, a aldeia onde as escavações estão a decorrer está sobre uma encosta e, por isso, enfrenta um “risco muito alto” de deslizamentos de terra.

O Presidente da Câmara do distrito, Jaime Esmeralda, já assegurou aos habitantes que não foi concedida nenhuma licença para caças ao tesouro, escavações ou mineração na área. Agora, o autarca pediu ao Museu Nacional das Filipinas, na capital, para que investigue se foi emitida alguma permissão para esta caça ao tesouro.

“As pessoas estão a gastar muito do seu dinheiro, tempo e esforço para procurar uma coisa que provavelmente não está lá”, afirma Piers Kelly, antropólogo linguístico da Universidade de Nova Inglaterra, na Austrália, acrescentando que esta busca sem fim pelo alegado tesouro japonês tem um custo para os verdadeiros tesouros das Filipinas.

De acordo com o Live Science, que cita um estudo publicado na revista científica Archaeology Ethnology and Anthropology of Eurasia, a caça ao tesouro já danificou gravemente vários sítios arqueológicos importantes como, por exemplo, a caverna Ayub, na ilha de Mindanau.

“As Filipinas são um país realmente rico e muito interessante no campo da arqueologia, mas quando se trata de caça ao tesouro, o que as pessoas têm em mente é quase uma ideia saída de uma banda desenhada. É muito folclórico”, lamenta Kelly.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A análise dos olhos de um peixe acabou numa impressionante descoberta evolucionária

A rede de nervos que conecta os olhos ao cérebro é muito sofisticada. Uma equipa de cientistas mostrou agora que evoluiu muito antes do que se pensava. A sofisticada rede de nervos que conecta os olhos …

Juiz liberta autarca de Vila Real de Santo António, mas proíbe-a de contactar outros arguidos

A autarca de Vila Real de Santo António, em Faro, e outros três arguidos da “Operação Triângulo” saíram esta quinta-feira em liberdade, com proibição de contactos entre si e com o deputado António Gameiro. No final …

Clubes acham que conseguem mais lucro do que a UEFA

Reunião da Associação Europeia de Clubes marcada para esta sexta-feira. Emblemas europeus pretendem maior controlo sobre os direitos televisivos e os patrocinadores. A "novela" prolonga-se: a Liga dos Campeões deverá mesmo sofrer uma grande alteração no …

Antes de nascerem, as estrelas "saem do casulo" e mostram-se como bolas amarelas

Um descoberta acidental por cientistas cidadãos forneceu uma nova janela única para os diversos ambientes que produzem estrelas e aglomerados de estrelas. De acordo com a cientista sénior do Planetary Science Institute Grace Wolf-Chase, a descoberta …

Um planeta do Sistema Solar pode guardar os segredos da misteriosa matéria escura

Uma equipa de investigadores revelou que o planeta gigante Júpiter pode ser a chave para encontrar a indescritível matéria escura.  A natureza da misteriosa matéria escura é um dos maiores mistérios da Física. Interage gravitacionalmente, uma …

No funeral de Filipe, a família real não vai usar uniformes militares "para evitar envergonhar Harry"

No funeral do duque de Edimburgo os membros da família real não vão usar uniformes militares. A quebra na tradição é justificada como medida "para evitar envergonhar" o príncipe Harry. Segundo o The Sun, a decisão …

FBI diz que grupos radicais dos EUA têm fortes ligações com extrema-direita europeia

O diretor do FBI revela que os radicais norte-americanos são os que têm os laços internacionais mais vastos e que se têm deslocado para se encontrarem com outros ativistas. Os norte-americanos de extrema-direita e com motivações …

Nova espécie de pterossauro revela o polegar opositor mais antigo de sempre

Cientistas descobriram uma nova espécie de pterossauro que viveu durante o período Jurássico e que subia às árvores graças aos seus polegares opositores. Esta característica nunca tinha sido observada nestes animais. De acordo com a rede …

Devido ao sucesso da vacinação, Israel põe fim à obrigatoriedade de uso de máscara no exterior

As autoridades israelitas anunciaram hoje que a partir do próximo domingo acabará a obrigatoriedade de uso de máscara no exterior, medida no quadro do levantamento progressivo das restrições ligadas à pandemia de covid-19. Na primavera de …

A rainha Isabel de Castela ficou conhecida por cheirar mal (mas novos documentos põem fim aos mitos)

A famosa rainha Isabel I de Castela, em Espanha, era conhecida por lavar-se pouco e cheirar mal. Contudo, documentos recém-descobertos mostram que possuía uma quantidade enorme de perfumes de grande valor. Isabel I financiou a viagem …