Lenda diz que Pocahontas plantou uma amoreira no Reino Unido (e um estudo do ADN quis prová-lo)

Na vila costeira de Heacham, no Reino Unido, uma lenda com 400 anos conta que a Pocahontas plantou uma amoreira nos terrenos da mansão local.

A amoreira, que ainda hoje se mantém de pé nos jardins da Mansão Heacham, em Norfolk, foi recentemente submetida a um estudo de ADN, na esperança de desvendar a lenda e de separar os factos da ficção.

Pouco se sabe sobre a vida de Pocahontas. Mas o que se sabe é que nasceu por volta de 1596, tendo sido batizada de Amonute. Pocahontas era apenas uma alcunha, que significava “brincalhona”. A menina era filha de Powhatan, o poderoso chefe que liderou uma rede de tribos nativas americanas na região de Tidewater, na Virgínia.

De acordo com a história, quando era criança, Pocahontas ajudou a garantir a liberdade do capitão John Smith, explorador colonial, depois de este ter sido capturado pelo irmão de Powhatan, Opechancanough, e ameaçado com a morte.

Por volta de 1613, Pocahontas foi capturada pelos colonos de Jamestown e ficou em sequestro, durante o qual foi “encorajada” a converter-se ao cristianismo. A adolescente casou-se com o plantador de tabaco inglês John Rolfe em 1614, aos 17 anos, e forçada a viajar para Inglaterra, onde foi apresentada como um exemplo de “nobre selvagem”.

Pocahontas terá passado 10 anos em Inglaterra,alguns dos quais na casa da família Rolfe, em Heacham, onde a lenda da árvore aparece. Segundo alguns relatos, Pocahontas colheu sementes de amoreiras em todo o Reino Unido e plantou algumas em Heacham.

Há também histórias de que o rei James I costumava oferecer sementes de amoreira aos seus muitos convidados. Pocahontas terá conhecido a corte real inglesa, por isso também poderá ter recebido algumas das suas sementes de amoreira dessa forma.

Para descobrir e desvendar a lenda, os investigadores da Comissão Florestal realizaram análises de ADN entre a árvore de Heacham e outras velhas amoreiras no Reino Unido, como as do Palácio de Buckingham, da Syon House, no oeste de Londres, e de Narford Hall, em Norfolk. Qualquer ligação genética clara entre a árvore de Heacham e as outras árvores velhas sugeriria que a história poderia ser real.

No entanto, os resultados foram inconclusivos. Joan Cottrell, da Comissão Florestal, disse à BBC que os cientistas estudaram oito amoreiras. Embora o projeto sugerisse que ainda poderiam ter um ancestral comum próximo, o trabalho “falhou em obter resultados claros”.

Os resultados mostraram-se inconclusivos, mas a investigação ajudou a esclarecer esta história fascinantes – mas trágica -, frequentemente romantizada e envolvida por contos folclóricos coloniais ou pela ficção da Disney.

ZAP ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Comer muitas refeições takeaway pode aumentar a probabilidade de morte

Comer demasiadas vezes refeições takeaway pode afetar negativamente a saúde das pessoas. Isto porque, muitas vezes, a comida em causa é fast food. A pandemia de covid-19 veio intensificar a adoração das pessoas pelas refeições takeaway. …

Fezes de morcego ajudam a decifrar o passado da humanidade

Uma equipa de investigadores australianos usou fezes de morcego para ajudar a entender uma parte do passado dos nossos ancestrais. Para perceber melhor como é que artefactos antigos são alterados pelo sedimento em que estão enterrados …

"É como fogo". Dezenas de pessoas morreram na República Dominicana após ingestão de álcool ilegal

Depois de dezenas de pessoas morreram por intoxicação nas últimas semanas, as autoridades da República Dominicana acabaram por fechar várias lojas de bebidas alcoólicas. As lojas de bebidas clandestinas situavam-se sobretudo na capital, Santo Domingo, mas …

Eis AlphaDog, a resposta da China para o cão-robô norte-americano Spot

A empresa de tecnologia Weilan, sediada em Nanjing, na China, desenvolveu o AlphaDog, um cão-robô que usa sensores e inteligência artificial (IA) para realizar uma série de aplicações, incluindo entrega de encomendas e orientação para …

E se a vacina contra a covid-19 se chamasse Trumpcine? O "sir" sugeriu e Donald Trump gostou

No fim de semana passado, durante um encontro do Comité Nacional Republicano, o ex-Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que alguém sugeriu que as vacinas disponíveis contra a covid-19 deveriam receber o seu nome. …

O custo da paz mundial é bastante inferior ao custo da guerra

Um recente relatório do Instituto de Economia e Paz (IEP) conclui que o custo dos países com a violência é bem superior ao custo com a paz mundial. O Instituto de Economia e Paz estima que, …

Malta vai pagar aos turistas que visitarem a ilha durante o verão

Numa altura em que pandemia não tem dado tréguas ao setor do turismo, Malta anunciou um conjunto de medidas com o objetivo de encorajar os viajantes a visitarem o país e a ficarem hospedados nos …

Pentágono confirma que filmagens de OVNI em forma de pirâmide são autênticas

Uma nova série de imagens e vídeos de OVNIs (Objetos Voadores Não Identificados) filmados pela Marinha dos Estados Unidos foi agora confirmada como autêntica pelo Pentágono. Enquanto muitas pessoas geralmente se referem a avistamentos misteriosos …

Irão vai aumentar produção de urânio enriquecido em resposta ao “terrorismo nuclear” de Israel

O Irão justificou esta quarta-feira a decisão de enriquecer urânio a 60% como resposta ao “terrorismo nuclear” e à “maldade” israelita, referindo-se ao alegado ataque contra a central de Natanz, no domingo. “A decisão de enriquecer …

Possibilidade de ser reinfetado baixa 84% para quem já teve covid-19

Um novo estudo indica que a infeção prévia por SARS-CoV-2 protege a maioria dos indivíduos contra a reinfecção durante uma média de sete meses As probabilidades de reinfeção não descem até zero, mas um novo estudo, …