Leite de camelo reduz inflamação celular associada à diabetes tipo 2

Foi descoberto que o leite de camelo, que tem sido proposto por muitos como um “superalimento”, tem a capacidade de reduzir a inflamação celular associada à diabetes tipo 2.

Ao longo dos anos, algumas evidências foram surgindo de que o consumo de leite de camelo poderia prevenir a diabetes. No entanto, a veracidade destes benefícios é pouco compreendida e poucos estudos investigaram qual o componente ou componentes presentes no leite de camelo que transmitem benefícios antidiabéticos.

Um estudo recentemente publicado na revista Functional Foods in Health & Disease concluiu que a ingestão de leite de camelo ajuda a reduzir a inflamação celular, condição tipicamente associada à diabetes tipo 2.

O leite é constituído por lípidos e proteínas, incluindo imunoglobulinas e vesículas, além de vitaminas e minerais. Dada essa complexidade, os cientistas optaram por investigar apenas os lípidos no leite de camelo e o seu efeito num aspeto da diabetes conhecido como inflamação celular.

A diabetes é, sem dúvida, um dos maiores problemas de saúde no mundo. Sabe-se que a inflamação na gordura abdominal é uma característica perigosa da mais comum diabetes tipo 2. Normalmente, a inflamação é uma maneira de lidar com infeções, como vírus. No entanto, indivíduos obesos e diabéticos têm inflamação crónica contínua que não envolve infeções.

Uma célula chamada macrófago, presente na gordura abdominal, é um ator importante no desenvolvimento dessa inflamação. Por isso, os cientistas estudaram se os lípidos do leite de camelo poderiam impedir que os macrófagos semelhantes aos encontrados na gordura se inflamassem na presença das proteínas encontradas nos diabéticos.

Manteiga, iogurte e leite de camelo são alimentos altamente nutritivos com alto teor de vitamina C, ferro, cálcio, insulina e proteína. A presença de gordura no leite é muitas vezes a base para evitar produtos lácteos, mas essa gordura é um componente importante, dado o seu alto valor nutricional.

O leite de camelo tem um menor teor de gordura comparado com o leite de vaca e os seus ácidos gordos são principalmente ácidos gordos poliinsaturados. Estes são geralmente considerados ácidos gordos saudáveis.

As experiências conduzidas pelos cientistas comprovaram que os ácidos gordos do leite de camelo reduzem a inflamação produzida pelos macrófagos. Além disso, um complexo de proteínas conhecido como inflamassoma (um fator central da inflamação celular) foi reduzido por esse lípidos do leite de camelo.

Contudo, ainda não foram feitos testes em humanos, mas caso se verificassem os mesmo efeitos, isso mostraria que o leite pode prevenir a inflamação associada à diabetes. Adicionalmente, podem também explicar alguns dos benefícios pressupostos do consumo de leite de camelo na prevenção do diabetes.

Keith Morris, um dos cientistas responsável pelo estudo, reconhece que ainda não é possível dizer ao certo que o leite de camelo “cura” o diabetes ou se reduziria a inflamação se uma pessoa com diabetes tipo 2 o consumisse regularmente.

Os resultados do estudo apenas sugerem que o leite deste animal pode desempenhar um papel na redução da inflamação celular, que é uma parte importante do diabetes tipo 2.

PARTILHAR

RESPONDER

Costa não tinha dúvidas. O parecer da PGR sobre familiares é “absolutamente inequívoco”

O secretário-geral do PS, António Costa, defendeu hoje que o parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre as incompatibilidades entre governantes e negócios com empresas de familiares é “absolutamente inequívoco”. “O parecer é absolutamente inequívoco sobre …

Jovens do mundo inteiro ocupam a ONU em inédita Cimeira do Clima

Mais de 500 jovens, representantes de mais de 140 países, ocuparam este sábado o espaço habitualmente destinado aos diplomatas da ONU. A United Nations Youth Climate Summit, primeira cimeira da juventude sobre o clima, em Nova …

Esta zebra nasceu com bolas em vez de riscas

No Quénia, foi avistada uma cria de zebra com uma particularidade: em vez de riscas, esta tinha bolinhas brancas. Habitualmente, as zebras com condições semelhantes acabam por não viver durante muito tempo. Um rara cria de …

Há rochas "saltitantes" e colapsos de penhascos no cometa da Rosetta

  Cientistas que analisam o tesouro de imagens obtidas pela missão da Rosetta da ESA descobriram mais evidências de curiosas rochas "saltitantes" e quedas dramáticas de penhascos. A Rosetta operou no Cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko entre agosto de 2014 …

PS e BE afastados "porque dá jeito" (e os riscos de andar para trás)

O líder do PSD alertou este domingo para o distanciamento do PS em relação ao BE, porque “dá jeito para as eleições”, notando ser uma tentativa de “limpar” a proximidade dos últimos quatro anos e …

A KLM vai passar a "voar" de comboio

A KLM, que já tinha sugerido que se voasse menos e se viajasse mais de comboio, confirmou que vai retirar um dos voos Bruxelas-Amesterdão, passando os passageiros a efetuar a rota sobre carris, num comboio …

Cientistas fazem reconstrução facial de um guerreiro escocês do séc XV

Cientistas reconstruiram digitalmente o rosto daquele que terá sido um membro poderoso de um clã do século XV da Escócia, que terá morrido num violento conflito com um clã vizinho. Corria o ano de 1957 quando …

Estudo mostra que os golfinhos também já são resistentes aos antibióticos

Um novo estudo realizado nos Estados Unidos mostra que os golfinhos Tursiops truncatus também já mostram resistência aos antibióticos. Não é segredo que os seres humanos usam demasiados antibióticos, tanto que estamos a desenvolver uma resistência …

Indígenas famosos pela sua saúde cardíaca começaram a usar óleo de cozinha (e a engordar)

O povo Tsimane, que vive na Bolívia, tem permanecido relativamente afastado do mundo exterior durante várias gerações, prosperando da terra e praticando formas tradicionais de caça, pesca, agricultura e recolha de alimentos. Durante vários anos, sabe-se …

Mais de 150 detidos em protestos violentos em Paris. Desta vez, sem coletes amarelos

As autoridades francesas detiveram este sábado mais de 150 pessoas numa nova jornada de protestos em Paris, onde coincidiram uma manifestação dos coletes "amarelos" com outras dois em defesa do clima e contra a reforma …