Legionella: especialista fala em “surto estranho”

Passaram 11 dias, 44 infetados e quatro mortes desde que foi detetado o primeiro caso de legionella no Hospital São Francisco Xavier. Pneumologista fala em “surto estranho”.

O Diário de Notícias contactou o pneumologista Agostinho Fernandes que falou sobre os casos de legionella que têm aparecido pelo país e que já vitimaram mortalmente quatro pessoas. Com o Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, a admitir que o surto pode ainda provocar mais mortos, apesar de já se encontrar em decréscimo, Agostinho Fernandes considera este um “surto estranho”.

“Normalmente quando há fuga de água com legionella, aparece uma contaminação brusca e vão aparecendo casos ao longo do tempo, mas ao fim de dez dias deixam de aparecer. Isto faz pensar que o que quer que tenha causado o surto manteve-se a contaminar água com a bactéria”, aponta o especialista.

No entanto, Agostinho considera que o número de mortes, tendo em conta que o surto está a afetar maioritariamente população idosa e já com outras patologias associadas, está dentro do expectável. “O número de mortes por pneumonia nesta população com comorbilidades e com idade está mais ou menos dentro do esperado. São 10%. Morreriam mais se não houvesse cuidados intensivos”.

O diretor do Serviço de Pneumologia do Centro Hospitalar São João acredita que o aumento do número de pessoas internadas em cuidados intensivos poderá estar relacionado com “a gravidade da doença” ou mesmo com a “mediatização”.

É uma questão de precaução. Quando o doente tem insuficiência respiratória, vai para os cuidados intensivos. É o procedimento normal quando há agravamento da situação e questões de risco”, diz o professor catedrático de medicina.

Dos 44 infetados, sete estão nos cuidados intensivos e todos tinham já problemas de saúde crónicos e a maioria mais de 70 anos.

Em curso estão agora as investigações à origem do surto. Adalberto Campos Fernandes lembrou, na sexta-feira, que “está a decorrer “um conjunto de inquéritos” e que “é fundamental perceber como é que equipamentos que têm contratos de manutenção, de vigilância, que estão subcontratados, podem, ao que tudo indica, ter libertado para a atmosfera estas bactérias”.

O Ministro garantiu, ainda, “agir com toda a firmeza e determinação sobre aquilo que for o apuramento factual das responsabilidades”.

Já Marcelo Rebelo de Sousa recordou que o ministro espera um relatório sobre as causas dentro de uma semana e frisou que “é muito importante, por uma questão de transparência num serviço público, saber se a causa se localizou nesse serviço público, qual foi a causa e, portanto, a que conclusões chega o inquérito administrativo antes da investigação do MP”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …