Laura Kovesi vai liderar a nova Procuradoria Europeia

U.S. Embassy Romania / Wikimedia

Laura Kovesi, a primeira Procuradora-Geral europeia

Os negociadores do Parlamento Europeu e do Conselho chegaram a acordo, esta terça-feira, sobre a designação da romena para a liderança da nova Procuradoria-Geral da União Europeia.

Em comunicado, os serviços da assembleia lembram que as negociações “decorriam desde a passada primavera”, tendo a equipa de negociação do Parlamento “apoiado a Senhora Kovesi ao longo das negociações, apesar da oposição do Conselho até agora”, já que esta instituição, na qual estão representados os governos dos 28, incluindo Portugal, apoiava o francês Jean-François Bohnert.

O acordo para a designação de Laura Kovesi como primeira Procuradora-Geral europeia deverá ainda ser formalmente aprovado pelas duas instituições.

Depois do acordo, o presidente da comissão de Liberdades Civis do Parlamento Europeu, o deputado socialista espanhol Juan Fernando Lopez Aguilar, comentou que “Kovesi é a escolha ideal para se tornar Procuradora-Geral da UE“, já que “tem excelentes competências profissionais” e, “além disso, a Roménia não detém nenhum dos cargos-chave na UE”.

“Ela vai ser uma das mulheres fortes a liderar a UE a partir de agora”, acrescentou, referindo-se ao facto de, no novo ciclo político saído das eleições europeias de maio passado, a Comissão Europeia passar a ser presidida pela alemã Ursula von der Leyen, e o Banco Central Europeu pela francesa Christine Lagarde.

Nos últimos anos, Laura Kovesi liderou os processos judiciais dirigidos a numerosos políticos romenos por corrupção, incluindo membros do Partido Social-Democrata (socialista, no poder) e cujo líder, Liviu Dragnea, foi condenado em 2016 por manipulação eleitoral, o que o impede de ser primeiro-ministro.

Desde a sua chegada ao poder em 2016, os socialistas tentaram reverter diversas medidas anticorrupção através de reformas judiciais criticadas por Bruxelas e contestadas por amplas manifestações populares, tendo afastado no ano passado Kovesi da chefia da direção anticorrupção e, já este ano, acusando-a de corrupção, no seguimento de uma investigação iniciada no final de fevereiro sobre abuso de poder, falsos testemunhos e aceitação de subornos.

A Procuradoria-Geral Europeia, que terá a sua sede no Luxemburgo, deverá estar operacional no final de 2020, cabendo-lhe, para já, investigar crimes contra o orçamento da UE, tais como fraude, corrupção e fraude transfronteiriça.

Até agora, 22 Estados-membros aderiram à Procuradoria-Geral Europeia, entre os quais Portugal. Os cinco países que ainda estão de fora, por opção própria — Suécia, Hungria, Polónia, Irlanda e Dinamarca —, podem aderir a qualquer altura.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Campo magnético da Terra pode mudar 10 vezes mais rápido do que se pensava

As mudanças na direção do campo magnético da Terra podem ocorrer dez vezes mais rápido do que se pensava até então, sugerem novas simulações levadas a cabo por cientistas da Universidade de Leeds (Reino Unido) …

O buraco negro mais faminto do Universo engole por dia uma massa equivalente à do Sol

No centro do quasar mais brilhante já descoberto "mora" um dos maiores buracos negros que é também o mais "faminto" de todo o Universo: por dia, engole o equivalente à massa do nosso Sol. As …

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …