“Foi torturada”. Princesa Latifa escreve carta à polícia a pedir que investigue desaparecimento da irmã

Latifa escreveu à polícia britânica em 2019. O caso da sua irmã Shamsa, raptada em Inglaterra há mais de vinte anos, tem muitas semelhanças com o drama agora vivido pela princesa.

A princesa Latifa, filha do emir do Dubai, apelou à polícia britânica para reabrir a investigação ao desaparecimento da sua irmã mais velha, a princesa Shamsa.

Após ter revelado pormenores sobre a forma como o pai a tem mantido presa no Dubai, a princesa pede que se dê atenção ao caso da irmã, que está também desaparecida há mais de vinte anos. O pedido foi feito através de uma carta, que a BBC revelou.

Com apenas 18 anos, em 2000, a princesa Shamsa tentou fugir da propriedade pertencente ao pai no Surrey, no Sudeste de Inglaterra. Na altura, acabou por ser raptada em Cambridge e levada para o Dubai contra a sua vontade.

A polícia britânica começou por tratar o caso como um rapto, após ter sido contactada por um advogado especializado em imigração.

Contudo, a investigação terminou num impasse quando os inspetores foram impedidos de se deslocar ao Dubai. Mais de uma década depois, soube-se que o Governo dos Emirados  fez diligências junto do Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico, que podem ter posto em causa a continuidade das investigações.

Em 2020, um juiz do Supremo Tribunal britânico responsabilizou o xeque Mohammed bin Rashid al Maktoum pelos raptos de Shamsa e de Latifa.

Na carta enviada à BBC, Latifa pede à polícia britânica que reabra a investigação ao desaparecimento da irmã. “Tudo o que vos peço é que, por favor, deem atenção ao seu caso porque isso pode dar-lhe a liberdade”, escreve a princesa.

A carta está datada de fevereiro de 2018, mas foi escrita em 2019 porque Latifa não queria revelar que tinha a possibilidade de contactar o mundo exterior antes da sua tentativa de fugir do local onde o pai a tem mantido em cativeiro, explica a BBC.

Latifa diz que a irmã foi mantida presa sem qualquer contacto exterior. “Ela foi torturada, chicoteada nos pés”, escreve.

A polícia de Cambridgeshire, a quem a carta foi endereçada, disse à BBC que o seu conteúdo será “analisado como parte da atual revisão ao caso”.

No entanto, avisa tratar-se de uma “questão muito complexa e séria” e que, por isso, “é inapropriado discuti-la em público”.

O caso da princesa Latifa tem concentrado atenções a nível mundial e levou mesmo a ONU a pedir explicações ao Governo dos Emirados Árabes Unidos, do qual o seu pai é vice-presidente.

A filha mais nova do Emir do Dubai tentou fugir em 2018, mas foi apanhada e mantida presa numa mansão.

Ana Isabel Moura Ana Isabel Moura //

PARTILHAR

RESPONDER

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Carlos César reivindica papel do PS na construção da democracia e no combate à corrupção

O presidente do PS defendeu, esta segunda-feira, que se deveu ao seu partido o aprofundamento da democracia e os avanços no combate à corrupção, embora admitindo desvios", "erros" e "omissões num ou outro momento da …