Kim Jong-un foi a Pequim (sem aviso e num comboio especial)

Wu Hong / EPA

Soldados do Exército Popular de Libertação da China, em Pequim, em alerta durante visita de Kim Jong-un

Movimentações extraordinárias em Pequim sugerem que o líder norte-coreano se teré deslocado de surpresa até à capital chinesa. Um comboio verde, de origem norte-coreana, e o reforço de segurança na residência onde altos quadros costumam ficar apontam para a chegada de Kim Jong-un.

O primeiro sinal de que o líder da Coreia do Norte estará em território chinês chegou pelos media japoneses, que começaram a noticiar a chegada a Pequim de um comboio semelhante ao utilizado por Kim Jong-il, pai e antecessor de Jong-un, nas deslocações ao país. O comboio em causa é composto por vagões verdes com listas amarelas.

O líder norte-coreano tem encontros planeados com o Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, no final de abril, e com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em maio.

No entanto, apesar de um encontro com líderes chineses não ter sido falado, Pequim continua a ser o mais importante aliado do regime norte-coreano, apesar do distanciamento entre os dois aliados ideológicos, devido ao programa nuclear e de misseis balísticos empreendido por Pyongyang.

Além do comboio, um veículo escoltado entrou na segunda-feira na Residência de Hóspedes Oficiais Diaoyutai, em Pequim, e uma guarda de honra militar foi avistada no local mais tarde, depois de duas emissoras japonesas terem noticiado a chegada a Pequim de um comboio oriundo da Coreia do Norte, sob fortes medidas de segurança.

Uma porta-voz do ministério chinês dos Negócios Estrangeiros disse não ter informações, enquanto a imprensa norte-coreana não noticiou qualquer visita oficial a Pequim.

O gabinete presidencial da Coreia do Sul afirmou que não pode confirmar as alegações de que o comboio transportou Kim ou a sua irmã, Kim Yo-jong. Analistas sul-coreanos dizem estar céticos de que se trate de uma visita de Kim Jong-un.

Desde que ascendeu ao poder, em 2011, Kim tem cultivado uma noção de igualdade nas relações com Pequim, pelo que seria improvável que este se deslocasse a Pequim para um primeiro encontro com líderes chineses, segundo analistas.

O mais provável é que Kim tenha enviado a sua irmã, visando solidificar a aliança com a China, nas vésperas de o líder norte-coreano se reunir com os Presidentes da Coreia do Sul e dos EUA.

Kim Yo-jong poderá procurar que a China se comprometa com o país, caso o diálogo com Seul e Washington fracassem, segundo um investigador do Instituto de Estudos políticos de Asan, em Seul.

“A Coreia do Norte não quer transmitir a mensagem de que a China foi posta de lado enquanto faz uma aproximação diplomática aos EUA e Coreia do Sul”, afirma Cha, citado pela agência Associated Press.

“Se o diálogo com a Coreia do Sul e os EUA falhar, a Coreia do Norte irá certamente voltar a demonstrar as suas capacidades nucleares. O enviado especial pode abordar essa possibilidade com funcionários chineses, e apelar à China que não reforce as sanções caso isso suceda”, acrescentou.

Na semana passada, o jornal oficial do Partido Comunista Chinês Global Times defendeu a importância da aliança entre Pequim e Pyongyang.

“Será difícil e perigoso para Pyongyang lidar só com Seul, Washington e Tóquio. O apoio da China pode reduzir em muito os riscos“, afirmou.

Reportagens dão conta de que foram tomadas fortes medidas de segurança na Ponte da Amizade, que liga a Coreia do Norte à China, antes do comboio atravessar.

A emissora japonesa avança que o comboio verde e amarelo, com 21 carruagens, é semelhante àquele que anteriormente transportou o ex-líder norte-coreano Kim Jong Il, na sua última deslocação a Pequim, em 2011.

Um vídeo transmitido pela televisão japonesa NTV mostra ainda várias limusinas pretas a aguardar na estação de comboios e soldados chineses a marchar na plataforma da estação, mas não mostra imagens de ninguém a sair do comboio.

A Bloomberg, por sua vez, cita múltiplas fontes, sem mencionar nomes “devido à sensibilidade da informação”, para garantir que Kim está na capital chinesa, na sua primeira deslocação ao exterior desde que ascendeu ao poder, em 2012.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mais de mil ovelhas e cabras tomaram conta das ruas de Madrid (por um bom motivo)

Mais de mil ovelhas e cabras encheram as ruas de Madrid, este domingo, a propósito do tradicional Festival da Transumância, que foi cancelado no ano passado devido à pandemia da covid-19. De acordo com a agência …

Crise de abastecimento provoca escassez de camisolas de Natal

Na próxima época natalícia, os Estados Unidos podem enfrentar uma escassez de Ugly Sweaters, causada pela crise mundial dos transportes marítimos. As Ugly Sweaters são as típicas camisolas de Natal - por norma, coloridas e com …

Erupção de La Palma. Cães salvos por um grupo misterioso

Um grupo misterioso - que se auto-denomina A-Team - afirma ter resgatado vários animais "presos" devido à erupção do vulcão Cumbre Vieja em La Palma, nas Canárias. De acordo com o jornal britânico The Guardian, as …

Alec Baldwin

Assistente que entregou arma a Alec Baldwin já teria tido práticas inseguras

Uma fabricante de adereços disse que, no passado, já tinha mostrado preocupação com o facto de o assistente de realização ter protagonizado situações inseguras. No fim-de-semana, um documento judicial obtido pela CNN mostrou que a arma …

Metade dos chefes de equipa da Urgência do Hospital de Braga demitiu-se em bloco

Uma dezena de chefes de equipa da Urgência do Hospital de Braga demitiu-se esta segunda-feira, em protesto contra a falta de condições de trabalho e o "desinvestimento" no Serviço Nacional de Saúde. Contactada pela agência Lusa, …

Primeiro-ministro da Polónia acusa UE de ter "arma apontada à cabeça" do país

O primeiro-ministro polaco acusou a União Europeia (UE), esta segunda-feira, de "ter uma arma pontada à cabeça" da Polónia, ao exigir que Varsóvia reveja as reformas judiciais, ameaçando-a com sanções. Numa entrevista publicada pelo Financial Times, …

Carlos César acusa BE e PCP de terem preferido "jogos de poder"

O presidente do PS acusou, esta segunda-feira, os partidos de esquerda de terem preferido "os jogos de poder", no seguimento do anúncio de ambos do voto contra o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). "BE e …

O dirigente do PSD Paulo Mota Pinto

Mota Pinto aponta "irresponsabilidade" de marcar diretas. Rangel reforça importância de ter líder "fortemente legitimado"

O dirigente do PSD defendeu, esta segunda-feira, que o partido "está preparado" para legislativas antecipadas, defendendo que estas devem ocorrer "o mais rapidamente possível". Em declarações à agência Lusa, o presidente da Mesa do Congresso e …

EMA aprova terceira dose da vacina da Moderna a partir dos 18 anos

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) deu luz verde, esta segunda-feira, à administração da terceira dose da vacina da Moderna a partir dos 18 anos. Em comunicado, a agência refere que os dados apontam que uma …

Câmara do Porto aprova sistema de videovigilância no centro histórico

Esta segunda-feira, na reunião do Executivo portuense, foi aprovado, com o voto contra da CDU e do BE, o protocolo a celebrar com a PSP para implementação da videovigilância na Baixa do Porto. O presidente da …