Kanye West inaugura campanha e propõe dar um milhão de dólares a quem tiver um bebé

Kanye West inaugurou a campanha para as eleições presidenciais de novembro, nos Estados Unidos, com um comício na Carolina do Sul.

O rapper norte-americano Kanye West, que anunciou recentemente a candidatura a presidente dos Estados Unidos, realizou o primeiro comício no domingo, propondo recompensar com um milhão de dólares quem tenha um bebé, para desencorajar o aborto.

Usando um colete à prova de bala com a palavra “segurança”, o rapper fez um discurso desarticulado a centenas de pessoas, em North Charleston, no estado da Carolina do Sul, naquele que foi o primeiro evento da campanha.

Questionado pela audiência sobre o aborto, West começou a chorar, recordando que o pai quis interromper a gravidez da mãe, e que ele próprio pensou fazer o mesmo quando a sua mulher, Kim Kardashian, engravidou. “Quase matei a minha filha”, disse, citado pela agência de notícias EFE.

O rapper disse acreditar que o aborto deveria ser legal, mas propôs dar “um milhão de dólares” às mulheres que decidam ter um bebé, para as desencorajar de porem fim à gravidez.

O anúncio de que concorreria às eleições presidenciais de novembro suscitou especulação sobre se estaria à procura de publicidade ou a favorecer o presidente, Donald Trump. O site TMZ também noticiou que a família do músico está preocupada com a possibilidade de West estar a sofrer um episódio maníaco, depois de o rapper ter anunciado à mesma fonte, em 2018, que não estava a tomar a medicação para a doença bipolar.

West, que anunciou que iria concorrer como independente, já conseguiu registar-se no estado do Oklahoma. De acordo com a agência Associated Press, a sua passagem na Carolina do Sul visava recolher assinaturas para poder concorrer também naquele estado.

O músico tem de recolher 10.000 assinaturas até ao meio-dia de segunda-feira para poder participar na votação na Carolina do Sul, de acordo com a lei estatal.

Não é claro o que o futuro reserva para a campanha do rapper, que até há algumas semanas apoiava Trump, dado que o prazo para registar a candidatura já terminou em meia dúzia de estados e os requisitos para o fazer nos restantes são complexos.

O rapper registou no entanto o seu partido na Comissão Eleitoral Federal, na semana passada, tendo nomeado a formação política que criou ‘Birthday Party‘ (Partido do Aniversário), explicando que, caso vença as presidenciais, vai ser o “aniversário de toda a gente”.

Esta não é a primeira vez que West, a estrela mais bem paga em 2020, de acordo com a revista Forbes, especula sobre uma possível incursão na política. Nos últimos anos, West tem sido um forte defensor da política e da figura de Trump, o qual visitou em 2018 durante uma reunião na Casa Branca para discutir a violência e o sistema prisional nos Estados Unidos.

Com um boné vermelho com o ‘slogan’ “Tornar a América Grande Outra Vez”, o famoso rapper chamou herói ao Presidente e agradeceu-lhe por o fazer sentir “como o Super-Homem”. Mais tarde, em 2019, reiterou o objetivo de se candidatar à presidência, durante entrevistas promocionais para o seu álbum religioso “Jesus é rei”, embora tenha situado a candidatura em 2024.

Lusa ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Estória mal contada": a saída de João Marques do Famalicão

Perto do final do campeonato feminino de futebol, o treinador das candidatas ao título abandona o emblema minhoto. Provavelmente porque vai liderar outra equipa minhota. Adeptos não gostaram. A Liga BPI, a primeira divisão nacional feminina …

Livre cede lugares à IL e ao Volt. Vasco Lourenço fala em "chicana política"

O Livre cedeu, esta quarta-feira, quatro lugares da sua comitiva no desfile que assinala o 25 de Abril à Iniciativa Liberal e ao Volt Portugal, depois da comissão promotora os ter informado de que não …

Pena de morte diminuiu. Execuções globais atingem o número mais baixo numa década

Globalmente, foram executadas 483 pessoas em 2020, o número mais baixo registado pela Amnistia Internacional (AI) numa década, marcando uma redução de 26% em relação a 2019 e 70% comparativamente a 2015. Segundo um artigo da …

Putin avisa que quem ameaçar a Rússia "se irá arrepender como nunca"

O presidente Vladimir Putin emitiu um alerta durante o seu discurso anual ao Governo. O líder frisou que qualquer membro da comunidade internacional que ameace a Rússia "se irá arrepender como nunca se arrependeu antes". O …

Nove anos depois, Bruxelas deixa de monitorizar atividade da CGD

A Direção-Geral da Concorrência da Comissão Europeia (DG Comp) encerrou o processo de monitorização do plano estratégico da Caixa Geral de Depósitos (CGD). "A Caixa Geral de Depósitos, S.A. (CGD) informa que recebeu comunicação da Direção …

Se não fosse o vídeo de Darnella Frazier, "Derek Chauvin ainda seria polícia"

Darnella Frazier, na altura com 17 anos, foi a responsável pelo vídeo que mostra o ex-agente da polícia Derek Chauvin a prender o afro-americano George Floyd, que acabou por não resistir. Esta terça-feira foi um dia …

Eutanásia. Jurisdição do PSD considera haver matéria para processo disciplinar a Rio e Adão Silva

O Conselho Nacional de Jurisdição do PSD considerou que existe "matéria bastante para abertura de processo disciplinar" ao presidente do partido e ao líder parlamentar por violação de uma decisão do Congresso sobre eutanásia, faltando …

"Um charro para uma vacina." Ativistas oferecem canábis a nova-iorquinos vacinados

"Um charro para uma vacina." Este é o mote dos ativistas pela legalização da canábis que, esta terça-feira, ofereceram um charro às pessoas que receberam pelo menos a primeira dose da vacina contra a covid-19 …

Recurso de Amorim arquivado. Sporting avança para a "impugnação judicial"

O Sporting anunciou, esta quarta-feira, que o seu treinador vai avançar com uma "impugnação judicial" do castigo aplicado pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Portuguesa (FPF). Num comunicado, o clube de Alvalade lamentou …

Casa Branca exige que Congresso aprove reformas de práticas policiais

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, quer que o Congresso aprove reformas relativas às práticas policiais para fazer justiça ao legado do afro-americano George Floyd, depois de o ex-polícia Derek Chauvin ter sido …