Justiça nega pela 11.ª vez liberdade condicional ao assassino de John Lennon

Mark David Chapman, o norte-americano que a 8 de dezembro de 1980 matou John Lennon, viu o seu pedido de liberdade condicional ser negado pela 11.ª vez.

Autoridades prisionais norte-americanas adiantaram à agência noticiosa AP, que o 11.º pedido foi recusado depois de Mark David Chapman, de 65 anos, ter sido entrevistado por um conselho técnico de liberdade condicional no passado 19 de agosto.

Chapman poderá voltar a pedir a sua liberdade condicional em 2022.

O assassino tornou-se elegível para liberdade condicional em 2000 e, desde então, fez um total de onze pedidos, sendo-lhe todos negados pela justiça. Yoko Ono, viúva do ex-Beatle, sempre se mostrou contra a sua libertação, dizendo temer pela segurança da sua família.

Chapman foi condenado a prisão perpétua por ter assassinado o músico, com 5 disparos de um revólver de calibre 38, pouco depois de este lhe autografar um álbum.

John Lennon tinha 40 anos quando foi morto e acabava de regressar à atividade musical após uma pausa. O músico foi um dos fundadores dos Beatles. Formada em Liverpool, a banda britânica é um dos grupos mais bem-sucedidos e aclamados em todo o mundo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Parlamento aprova prorrogação das moratórias bancárias até final do ano

O alargamento aplica-se aos "particulares e para as empresas que desenvolvem a sua atividade em setores especialmente afetados pela pandemia de covid-19". O Parlamento aprovou, esta sexta-feira ,a prorrogação e alargamento das moratórias bancárias, que terminavam …

Tribunal belga obriga AstraZeneca a entregar 50 mihões de doses de vacina à UE

A AstraZeneca vai ter que entregar 50 milhões de doses da vacina para a covid-19 à União Europeia. A entrega deve ser efetuada até 27 de setembro. A justiça belga ordenou, esta sexta-feira, à farmacêutica …

"Dois terços dos problemas estão na Área Metropolitana de Lisboa", justifica Costa

O primeiro-ministro, António Costa, justificou esta sexta-feira a necessidade de tomar medidas localizadas em Lisboa para evitar que o agravamento da situação epidemiológica se alastre.  Em Bruges, na Bélgica, à margem da sessão de encerramento do …

CDS critica “enorme infelicidade” do Presidente e "comunicação desastrosa" do Governo

O CDS-PP criticou hoje as declarações do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, quando disse que no que depender dele não haverá "volta atrás" no desconfinamento, considerando-as de “uma enorme infelicidade”, lamentando também a …

Astronautas entraram pela primeira vez na nova estação espacial chinesa

Três astronautas chineses começaram, esta sexta-feira, a fazer da nova estação espacial da China o seu lar, um dia depois de ali terem chegado, num lançamento bem-sucedido, que marcou um novo avanço no ambicioso programa …

Homicida de Bruno Candé tinha plena consciência dos seus atos. MP quer 22 anos de prisão

Evaristo Marinho, o homicida de Bruno Candé, tinha plena consciência dos seus atos quando cometeu o crime, lê-se no relatório do Instituto Nacional de Medicina Legal. O Ministério Público quer 22 anos de prisão. O Ministério …

Pandemia deixa dezenas de bebés por registar, o que pode "potenciar o tráfico humano"

O encerramento do balcão "Nascer Cidadão", durante a fase mais crítica da pandemia, impediu o registo de bebés nascidos nessa altura. Citando fontes do Hospital de Faro, a rádio TSF avança que as campainhas de alarme …

Auditoria revela 52 casos de envio de dados na CML. Medina lamenta "prática inadequada" (e faz uma demissão)

A auditoria interna pedida por Fernando Medina conclui que a Câmara Municipal de Lisboa enviou dados pessoais de manifestantes a embaixadas 52 vezes, desde que entrou em vigor o Regime Geral de Proteção de Dados …

Salgado chama seis familiares a depor, incluindo um tio de 102 anos

A defesa do ex-presidente do BES vai chamar 40 testemunhas para depor no julgamento no âmbito da Operação Marquês. A lista inclui seis familiares, incluindo um tio de 102 anos. De acordo com o semanário Expresso, …

"Mais próximos do normal". Espanha levanta obrigação de máscaras no exterior na próxima semana

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, anunciou hoje que as máscaras vão deixar de ser obrigatórias nos espaços exteriores em Espanha a partir de sábado, dia 26 de junho. "Este será o último fim de semana com …