Assassino de John Lennon sente “mais vergonha” a cada dia que passa

Nationaal Archief / Wikimedia

John Lennon e Yoko Ono em 1969

Mark David Chapman, que assassinou John Lennon em 1980, disse a um conselho de condicional que se sente “mais e mais envergonhado” a cada ano que passa por ter assassinado o ex-Beatle.

“Há 30 anos, eu não senti vergonha, mas agora sei o que é“, disse o homem que matou o música com 5 disparos.

Chapman expressou remorsos pelo crime na 10ª audiência em agosto na prisão de alta segurança de Wende, em Nova York, onde está a cumprir uma pena de prisão perpétua.

O homem, de 63 anos, disparou e matou John Lennon na noite de 8 de dezembro de 1980, horas depois de o música lhe ter autografado um álbum. Chapman disse aos membros do conselho que ainda pensa sobre como Lennon foi “incrível” naquele dia.

Porém, isso não o impediu de assassinar o ex-Beatle. Como nas audiências anteriores da liberdade condicional, Chapman entrou em detalhes sobre o tiroteio e sobre o seu arrependimento no ato “sem sentido”. Chapman descreveu ainda o seu trabalho de limpeza da prisão, onde pinta e remove cera do chão. O criminoso alegou ainda ser devoto à promoção do poder transformador de Jesus, de acordo com o The Guardian.

(cv)

Mark David Chapman matou John Lennon na noite de 8 de dezembro de 1980

O assassino tornou-se elegível para liberdade condicional em 2000 e, desde então, fez dez pedidos, sendo-lhe todos negados pela justiça.

Na sua decisão, o conselho de liberdade condicional disse que libertar Chapman, não só “tenderia a reduzir a gravidade do crime”, mas também pôr em perigo a segurança pública porque alguém poderia tentar magoá-lo por raiva, vingança ou para ganhar notoriedade. Chapman poderá pedir liberdade condicional novamente em agosto de 2020.

Este ano, a esposa de Chapman, Gloria Hiroko Chapman, revelou que o seu marido lhe contou que iria assassinar o Beatle dois meses antes de cometer o crime.

John Lennon tinha 40 anos quando foi morto com 5 disparos de um revólver de calibre 38 e acabava de regressar à atividade musical após uma pausa para cuidar do filho nascido em 1975. O músico foi um dos fundadores dos Beatles. Formada em Liverpool, a banda britânica é um dos grupos musicais mais bem-sucedidos e aclamados em todo o mundo.

  ZAP //

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.