Justiça angolana manda encerrar todos os templos da IURD em Angola

Ampe Rogério / Lusa

A justiça angolana ordenou o encerramento e apreensão de todos os templos da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) em Angola, estando o processo de selagem a ser feito “de forma gradual”, disse à Lusa fonte policial.

“Por despacho do Ministério Público, todos os templos da IURD em território nacional estão apreendidos e encerrados, só que o processo de selagem está a ser feito de forma gradual”, indicou a fonte, acrescentando que só na capital angolana, Luanda, são 211 templos.

A IURD em Angola declarou-se hoje “surpresa” com a ordem de encerramento de quatro dos seus templos durante o culto, adiantando que nenhum deles estava no lote dos sete edifícios apreendidos pela Procuradoria-Geral da República em agosto e classificou a operação policial como “desproporcionada e excessiva“.

Uma fonte policial adiantou que os templos estão apreendidos e serão encerrados. “Por conseguinte, enquanto decorre o processo não podem realizar cultos”, afirmou a mesma fonte, acrescentando que “para que não se criem mais dúvidas a respeito, as partes serão notificadas nos próximos dias, para aclarar a situação”.

Este é o primeiro fim de semana em que são retomados os cultos religiosos em Luanda desde março, altura em que foi declarado o estado de emergência em Angola devido à pandemia de covid-19.

À Lusa, a IURD disse ter sido “surpreendida” com a chegada da polícia aos templos do Kilamba, Estalagem, Km 30 e Samba, tendo sido decretado o encerramento dos mesmos, apesar de os agentes não estarem “munidos de qualquer mandato ou documentação de suporte”.

A IURD alegou que a polícia agiu “de forma truculenta e excessiva, cerceando os membros e fiéis que, na ocasião, estavam exercendo seu direito de liberdade de culto” e sublinha que não havia qualquer impedimento legal ou mandato judicial que impedisse o culto naqueles templos, “pois os mesmos não foram arrestados ou lacrados pela Procuradoria-Geral da República (PGR)”.

A PGR angolana apreendeu, em agosto, sete templos da IURD em Luanda (Alvalade, Maculusso, Morro Bento, Patriota, Benfica, Cazenga e Viana), no âmbito de um processo-crime por alegadas práticas dos crimes de associação criminosa, fraude fiscal e exportação ilícita de capitais.

A IURD destaca, no mesmo comunicado, que alguns bispos e pastores foram levados para uma esquadra policial sem que se saiba “o real motivo de tal ato”, tendo sido libertados após prestarem declarações.

Segundo a IURD, os agentes apenas terão informado “que havia uma ‘orientação’ de que os templos da Universal não deveriam estar abertos” e, por isso, estariam “em desobediência”.

Cisma na IURD angolana

A IURD tem estado envolvida em várias polémicas em Angola, depois de um grupo de dissidentes se ter afastado da direção brasileira, em novembro do ano passado.

As tensões agudizaram-se em junho com a tomada de templos pela ala reformista, entretanto constituída numa Comissão de Reforma de Pastores Angolanos, com troca de acusações mútuas relativas à prática de atos ilícitos.

Os angolanos, liderados pelo bispo Valente Bezerra, afirmam que a decisão de romper com a representação brasileira em Angola encabeçada pelo bispo Honorilton Gonçalves, fiel ao fundador Edir Macedo, se deveu a práticas contrárias à religião, como a exigência da prática da vasectomia, castração química, práticas de racismo, discriminação social, abuso de autoridade, além da evasão de divisas para o exterior do país.

As alegações são negadas pela IURD Angola que, por seu lado, acusa os dissidentes de “ataques xenófobos” e agressões a pastores e intentou também processos judiciais contra os dissidentes.

A IURD Angola acusou anteriormente as autoridades judiciais angolanas de terem feito apreensões ilegais e atentarem contra a liberdade religiosa. Neste momento correm os seus trâmites nos tribunais angolanos vários processos judiciais relacionados com a IURD Angola.

O conflito deu origem à abertura de processos-crime na PGR de Angola e subiu à esfera diplomática, com o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, a pedir ao seu homólogo João Lourenço garantias de proteção dos pastores e do património da Igreja, tendo o chefe de Estado angolano prometido um “tratamento adequado” do assunto na justiça.

// Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Já era mais do que tempo de se acabar com essas seitas/máfias que continuam a promover (e viver) da ignorância e do medo – a começar logo pela “mãe” delas todas – a Igreja Católica!
    Até na pandemia se comprovou a completa inutilidade das igrejas/religiões e dos parasitas que gravitam à sua volta!…
    Como é que Angola pode evoluir se só em Luanda a IURD tem 211 templos a recolher dinheiro dos palermas, perdão, dos crentes??
    E isto tudo com a conivência e proteção do Bolsonaro e, em Portugal, do seu discípulo; o Ventura!!
    “Deus no comando”, repete ele!…

Telmo Correia critica abstenção do CDS na votação do estado de emergência

O líder parlamentar do CDS-PP criticou a direção do partido por ter optado, na última sexta-feira, pela abstenção na votação do quinto estado de emergência. Mais um sinal de divergência entre a direção e o grupo …

Governo brasileiro deixou de aplicar grande parte das verbas públicas para combater covid-19

O Governo brasileiro deixou de executar grande parte das verbas públicas disponibilizadas para programas destinados a conter os efeitos da pandemia da covid-19, estando em causa vários milhões de reais. Segundo revelou o Folha de São …

Meghan Markle revela que passou por aborto espontâneo. "Perder um filho é uma dor quase insuportável"

Meghan Markle revelou que teve um aborto espontâneo em julho, contando a sua experiência traumática na esperança de ajudar outras pessoas. A Duquesa de Sussex descreveu o aborto num artigo de opinião publicado hoje no jornal …

FC Porto e Sporting com duelos de "primeira" na Taça, Benfica à espera

O sorteio realizado, esta quarta-feira, deu a conhecer os adversários do FC Porto e do Sporting na quarta eliminatória da Taça de Portugal. Benfica ainda aguarda o resultado da partida entre Vilafranquense e Sanjoanense. O FC …

Von der Leyen lembra Hungria e Polónia que milhões de europeus estão à espera

A presidente da Comissão Europeia deplorou, esta quarta-feira, o impasse na aprovação do Orçamento Plurianual e do Fundo de Recuperação, apontando que os líderes devem uma resposta urgente a milhões de cidadãos europeus angustiados, incluindo …

Lista da Bloomberg ordena os 50 países que respondem melhor à pandemia. Portugal fora dos 30 primeiros

O Ranking da Bloomberg avalia dez critérios que dizem respeito à forma como os países dominaram a pandemia. Portugal aparece sensivelmente a meio, melhor no acesso à saúde, pior no fator económico. A Bloomberg, grupo de …

Altice Portugal corta relações institucionais com a Anacom

A Altice Portugal anunciou, esta quarta-feira, que decidiu suspender "qualquer relacionamento institucional" com a Autoridade Nacional das Comunicações (Anacom). "No atual contexto, em que toda a economia nacional e seus agentes se sentem já esclarecidos e …

Ana Gomes espera que Marcelo pare de alimentar "tabu" sobre uma recandidatura

A candidata presidencial Ana Gomes disse nesta quarta-feira esperar que o atual Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, não continue a alimentar o "tabu" sobre uma recandidatura, "até para não se valer do cargo" …

Bloco de Esquerda vai votar contra o Orçamento do Estado

O Bloco de Esquerda vai votar contra a proposta do Orçamento do Estado para 2021 (OE2021), que vai ser votada, na Assembleia da República, esta quinta-feira. De acordo com o jornal Público, a decisão ainda vai …

Agência europeia de aviação prepara-se para autorizar regresso do Boeing 737 MAX

A Agência Europeia para Segurança da Aviação (EASA) manifestou hoje intenção de aprovar o regresso da aeronave Boeing 737 MAX aos céus da União Europeia (UE), mas apenas se forem cumpridos requisitos técnicos e de …