Junho foi o mês mais quente da História já registado

Ian Langsdon / EPA

O mês de junho de 2019 foi o junho mais quente já registado no mundo, particularmente pela onda de calor excecional que atingiu a Europa.

Segundo dados do serviço europeu Copernicus sobre as mudanças climáticas, as temperaturas subiram 0,1.º C em junho em relação ao recorde anterior de junho de 2016 e foi sobretudo na Europa que fez muito calor, com uma temperatura de cerca de 2.° C acima do normal.

Vários recordes foram quebrados na semana passada em vários países europeus atingidos pelo calor devido a uma massa de ar quente vinda do deserto do Saara.

Combinando dados de satélite e dados históricos, o Copernicus estimou que a temperatura de junho na Europa esteve 3.°C acima da média entre 1850 e 1900.

“Os nossos dados mostram que as temperaturas no sudoeste da Europa na semana passada foram anormalmente altas”, comentou o chefe do serviço europeu, Jean-Noel Thépaut. “Embora tenha sido excecional, é provável que vivamos mais destes eventos no futuro por causa das mudanças climáticas”, acrescentou.

A equipa do Copernicus referiu ser difícil atribuir esse registo recorde “diretamente” às mudanças climáticas, mas um grupo de cientistas que se concentrou na onda de calor em França concluiu esta quarta-feira que esta foi “pelo menos cinco vezes mais provável” ter sido causada pelas alterações climáticas.

Esta equipa da rede World Weather Attribution tomou como referência os três dias consecutivos mais quentes de junho em França, nos dias 26, 27 e 28 de junho, com uma média de 27,5.° C (temperatura média do dia e da noite na área metropolitana) e comparou-os com outros períodos consecutivos de três dias de ondas de calor em junho desde 1901.

Tal evento “é pelo menos cinco vezes mais provável devido às mudanças climáticas pela atividade humana e pelo menos dez vezes mais provável em geral, quando adicionamos outros fatores”, como o papel dos solos urbanos ou das ilhas de calor, disse Friederike Otto, do Environmental Change Institute de Oxford.

Os últimos quatro anos foram os mais quentes registados no mundo, um sinal do aquecimento causado pelos níveis recordes de emissões de gases de efeito estufa.

O planeta já ganhou 1.°C desde a era pré-industrial, resultando numa multiplicação de eventos climáticos extremos, de ondas de calor a chuvas intensas ou tempestades.

Em 2015, os signatários do acordo de Paris comprometeram-se a limitar esse aquecimento a um máximo de mais 2.°C, mas as suas promessas de reduzir os gases com efeito de estufa estão a colocar o planeta numa trajetória de mais 3.°C.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vibrações provocadas por "estrelamotos" permitem precisar a idade da Via Láctea

Os tremores estelares registados pelo telescópio espacial Kepler, da NASA, ajudaram a responder a um antigo enigma sobre a idade do "disco espesso" da Via Láctea. Uma equipa de cientistas, liderada por investigadores do Centro de …

Este casaco foi desenhado para nos ajudar a dormir em qualquer lado

A britânica Vollebak lançou um casaco, inspirado nos astronautas, que facilita a ideia de poder dormir, literalmente, em qualquer lado. A pensar em todas aquelas pessoas que gostam de fazer uma sesta ou outra, independentemente do …

DJ Juice WRLD morre aos 21 anos

A estrela do hip-hop norte-americano Juice WRLD faleceu este domingo (8), depois de sofrer convulsões no Aeroporto de Midway, em Chicago, avança o TMZ. O rapper tinha feito 21 anos a 2 de dezembro. De acordo …

"A Favorita" arrebata prémios do cinema europeu

O filme "A Favorita", do realizador grego Yorgos Lanthimos, arrecadou oito prémios da Academia de Cinema Europeu, numa cerimónia realizada em Berlim. "A Favorita" conquistou, entre outros, os prémios de Melhor Filme Europeu, Melhor Comédia, Realização …

Belenenses 1-1 Porto | "Dragão" escorrega e deixa fugir líder

O FC Porto não foi além de um empate na visita ao Jamor, ante o Belenenses. André Santos abriu as “hostilidades” e Alex Telles, na marcação de uma grande penalidade, fixou o resultado final. Com esta …

Caligrafia desleixada de Isabel I denuncia-a como a tradutora anónima de um livro romano

A rainha Isabel I de Inglaterra foi identificada como a tradutora anónima do livro "Anais" de Tácito. As idiossincrasias da sua caligrafia acabaram por ser fundamentais para a descoberta. Na análise a uma tradução de século …

Hashtags políticas como #MeToo tornam as pessoas menos propensas a acreditar em notícias

Tendem a passarem despercebidas, mas as hashtags são mais importantes do que julgamos. A questão que se impõe é: serão benéficas para a saúde democrática da Internet? Uma hashtag (#) é uma marca funcional, amplamente usada …

Sporting 1-0 Moreirense | "Leão" resolve à cabeçada

O Sporting regressou às vitórias na Liga NOS, embora não sem sentir algumas dificuldades, em especial no ataque. Os "leões" bateram o Moreirense por 1-0, numa partida em que remataram muito (28, máximo na Liga até …

Orçamento do Estado. "Sentido de voto do BE está completamente em aberto"

A coordenadora do BE afirmou, este domingo, que o sentido de voto do partido sobre o Orçamento do Estado para 2020 está "completamente em aberto", desejando que o Governo socialista atenda às reivindicações bloquistas. "Fizemos uma …

João Cotrim Figueiredo eleito presidente da Iniciativa Liberal com 96% dos votos

João Cotrim Figueiredo foi eleito, este domingo, presidente da Comissão Executiva da Iniciativa Liberal, uma candidatura única que recolheu 96% dos votos na III Convenção Nacional do partido. A III Convenção Nacional do partido decorre hoje …