Ex-juiz reitera que Julian Assange é alvo de “perseguição política” pelos EUA

Facundo Arrizabalaga / EPA

Julian Assange, fundador do WikiLeaks

O ex-juiz Baltasar Garzón, coordenador da defesa de Julian Assange, reiterou hoje que o fundador do portal WikiLeaks tem sido alvo de “perseguição política” por ter “revelado factos gravíssimos”, denunciando os Estados Unidos como o “agente da perseguição”.

O ex-magistrado prestou hoje depoimento na Audiência Nacional, a mais alta instância penal espanhola com jurisdição em todo o território, onde exerceu durante vários anos, na qualidade de testemunha num processo de investigação à espanhola Undercover Global S.L., empresa que foi responsável pela segurança privada da Embaixada do Equador em Londres entre 2015 e 2018 e que foi denunciada por espionagem por Julian Assange.

O fundador do WikiLeaks, acusado de espionagem pelos Estados Unidos, esteve refugiado durante sete anos na Embaixada do Equador na capital britânica, de 2012 até abril de 2019, quando as autoridades equatorianas decidiram retirar o direito de asilo concedido.

Embora o alegado ato de espionagem denunciado por Assange tenha ocorrido no Reino Unido, a Audiência Nacional foi considerada competente neste caso, porque é um crime presumivelmente cometido por uma entidade espanhola no estrangeiro.

O tribunal espanhol está a investigar se a empresa Undercover Global S.L. e o seu proprietário, David Morales, invadiram a privacidade de Assange e das visitas que recebeu na embaixada equatoriana, ao ter gravado secretamente os encontros.

As informações que a empresa de David Morales recolheu terão sido entregues alegadamente a terceiros, de acordo com os documentos do tribunal.

Para o ex-juiz Baltasar Garzón, estas informações terão sido encaminhadas para os Estados Unidos da América (EUA).

“O agente da perseguição são os EUA, que continuam a fazê-lo. Do nosso ponto de vista, é absolutamente ilegal o que eles estão a fazer”, afirmou Garzón, em declarações aos jornalistas após ter prestado depoimento.

De acordo com o ex-juiz, os EUA terão sido alegadamente informados por esta empresa de segurança, que relatava “regularmente, minuciosamente e detalhadamente” todos os passos da equipa da defesa de Assange.

Julian Assange, alvo de um pedido de extradição por parte de Washington, é acusado pelos Estados Unidos de cerca de duas dezenas de crimes, incluindo espionagem e divulgação de documentos diplomáticos e militares confidenciais, arriscando até 175 anos de prisão caso seja considerado culpado.

Para Baltasar Garzón, todo o processo nos Estados Unidos ficou “totalmente contaminado”, uma vez que Julian Assange sofreu “uma perseguição política na qual todas as regras do devido processo foram violadas e falsas provas foram assumidas”.

Como tal, argumentou o ex-magistrado espanhol, entregar Julian Assange às autoridades norte-americanas seria “uma violação” do direito de defesa e “um ataque” à liberdade de expressão e do acesso à informação.

E insistiu que o australiano é um jornalista que foi perseguido “por revelar factos gravíssimos de crimes contra a Humanidade” e de corrupção.

Assange encontra-se atualmente na prisão britânica de segurança máxima de Belmarsh, em Londres, aguardando a segunda fase do processo de extradição requerido pelos EUA.

Também hoje na Audiência Nacional serão ouvidos a atual companheira de Assange, Stella Morris, que também integra a sua equipa de defesa, e o ex-cônsul do Equador no Reino Unido Fidel Narváez.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Pois é… ele pôde espionar ilegalmente quem quis e publicar o que lhe apeteceu, mas, quando lhe fazem o mesmo…queixa-se…coitado….é de fazer muita pena, realmente.

RESPONDER

Kim Jong-un reconhece que país enfrenta "situação de tensão alimentar"

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, reconheceu que o país está a enfrentar uma "situação de tensão alimentar", informaram hoje os meios de comunicação oficiais. O país, cuja economia é alvo de múltiplas sanções internacionais impostas em …

Iniciativa Liberal apoia recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto

A Iniciativa Liberal vai apoiar a recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto nas próximas eleições autárquicas, considerando “inquestionável a mudança e o desenvolvimento” da cidade desde que o independente assumiu a presidência do …

Comissária europeia diz que variante Delta “diminui” proteção da vacina

A comissária europeia para a Saúde disse esta terça-feira que estão a surgir provas que demonstram que a variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 “diminui a força do escudo protetor” criado pelas vacinas, instando à aceleração …

DGS diz que demora de conclusões sobre eventos-piloto não é por erro técnico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) rejeitou, esta terça-feira, que tenha havido erro técnico no tratamento de dados dos eventos-piloto da Cultura, ocorridos em abril e maio, mas admitiu que o processo está demorado. Numa declaração enviada …

Governo quer fazer alterações na duração de cargos de dirigentes

As mudanças que estão a ser preparadas passam por reduzir a duração dos cargos em substituição e, por outro lado, pelo ajustamento do período das comissões do serviço em função da avaliação. Segundo o Jornal de …

Responsável pelas manifestações em Lisboa é coordenador no Gabinete de Apoio à Presidência da CML

O responsável pelas manifestações na cidade de Lisboa é coordenador técnico no Gabinete de Apoio à Presidência da Câmara liderada por Fernando Medina. De acordo com o semanário Expresso, António Santos tem sido, nos últimos …

Sporting e Braga jogam Supertaça em Aveiro no dia 31 de julho

A Supertaça Cândido Oliveira, que vai ser disputada entre Sporting e Sporting de Braga, vai ser disputada em Aveiro, a 31 de julho, anunciou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). "A decisão da Supertaça Cândido de …

Um quarto da população portuguesa já tem a vacinação completa

Em Portugal, 42% das pessoas já receberam a primeira dose de uma vacina contra a Covid-19 e 25% — cerca de um quarto da população — estão completamente vacinados. De acordo com o mais recente relatório …

Cardiologista do Tottenham admite ponto final na carreira de Eriksen

O cardiologista do Tottenham, Sanjay Sharma, admite um ponto final na carreira de Christian Eriksen, que caiu inanimado no jogo entre a Dinamarca e a Finlândia. O encontro entre Dinamarca e Finlândia, da primeira jornada do …

ARS Norte conta avançar com recuperação de consultas em atraso ainda este mês

A Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte conta avançar durante este mês com o programa especial de incentivos financeiros para recuperação de consultas presenciais nos cuidados de saúde primários (CSP), propondo-se recuperar metade da …