Juíza recusa ouvir Rui Pinto. Instrução do processo começa esta quarta-feira

Rui Pinto / Twitter

A fase de instrução do processo de Rui Pinto, acusado de 147 crimes de acesso ilegítimo, violação de correspondência, sabotagem informática e tentativa de extorsão, começa esta quarta-feira, em Lisboa.

A instrução, fase facultativa que visa decidir por um juiz de instrução criminal (JIC) se o processo segue e em que moldes para julgamento, foi requerida pela defesa dos dois arguidos no processo, Rui Pinto e o advogado Aníbal Pinto, e vai decorrer no Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Lisboa, no Campus da Justiça.

Segundo o Expresso, o criador do Football Leaks não vai falar porque também não fez esse mesmo pedido. Se o tivesse feito, a juíza Cláudia Pina não poderia ter recusado, tal como fez com Aníbal Pinto, que sugeriu que o pirata informático fosse chamado a testemunhar.

Em declarações ao semanário, a advogada de Rui Pinto, Luísa Teixeira da Mota, referiu que a justificação dada pela juíza foi a de o arguido “já ter prestado declarações anteriormente”.

Como relembra o semanário, Rui Pinto foi interrogado, em maio, no Tribunal Central de Instrução Criminal, tendo sido confrontado com uma série de suspeitas relativas ao seu envolvimento no Football Leaks.

Em setembro, o Ministério Público acusou o hacker de 147 crimes, 75 dos quais de acesso ilegítimo, 70 de violação de correspondência, sete deles agravados, um de sabotagem informática e um de tentativa de extorsão, por aceder aos sistemas informáticos do Sporting, do fundo de investimento Doyen, da sociedade de advogados PLMJ, da Federação Portuguesa de Futebol e da Procuradoria-Geral da República, e posterior divulgação de dezenas de documentos confidenciais destas entidades.

A acusação de extorsão é a mais grave, sendo o único crime que pode justificar a prisão preventiva, mas os advogados defendem que não pode ser julgado em Portugal porque, à data, Rui Pinto vivia em Budapeste e a Doyen não tinha representação em Portugal.

De acordo com o Expresso, a defesa argumenta ainda que o MP só pode acusar o jovem natural de Gaia pelos seis crimes que constavam do mandado de detenção europeu. Além disso, também considera que a juíza não deve levar a julgamento as acusações de violação de correspondência relativas às pessoas que não quiseram deduzir acusação.

Rui Pinto, de 30 anos, está em prisão preventiva desde 22 de março deste ano, depois de ter sido detido na Hungria e entregue às autoridades portuguesas, com base num mandado de detenção europeu (MDE).

Tal como escreve a Renascença, este caso trouxe à esfera pública um novo debate sobre a facilitação da chamada delação premiada, que consiste em beneficiar (com perdão parcial ou total da pena) os denunciantes de crimes em que tenham participado e que denunciem cúmplices e forneçam provas significativas ao processo.

Há uns dias, o ministério da Justiça, liderado por Francisca Van Dunem, anunciou que quer avançar com várias medidas para definir uma “estratégia nacional” de combate à corrupção, entre as quais alterações à delação premiada para ser mais fácil de a aplicar.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Se o Rui Pinto não pediu para ser ouvido como pode o título dizer que a juíza se recusa a ouvi-lo? É só para chamar a atenção? Por favor!…

RESPONDER

Coloridos e selados. Descobertos no Egito sarcófagos com mais de 2.500 anos

As autoridades egípcias anunciaram esta segunda-feira a descoberta de uma coleção de sarcófagos datados de há mais de 2.500 anos, na zona arqueológica de Sakkara, a sul da cidade do Cairo. Em comunicado, citado pela agência …

Nokia vai criar para a NASA a primeira rede móvel operacional na Lua

O grupo finlandês Nokia vai fabricar para a NASA aquela que será a primeira rede móvel móvel na Lua, como parte de um projeto de base humana permanente da agência espacial norte-americana, foi esta segunda-feira …

Sarkozy acusado de "associação criminosa". Investigação sobre ligações à Líbia continua

Nicolas Sarkozy, o antigo Presidente francês, está a ser acusado de "associação criminosa" como parte de uma investigação sobre o financiamento da sua campanha presidencial de 2007, particularmente acerca dos seus alegados vínculos com o …

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em três milénios

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em quase três milénios, aponta uma nova investigação da Universidade de Massachusetts em Amherst, nos Estados Unidos, e da Universidade de Quebec, no Canadá. As …

NASA apresenta rover "transformer" que vai explorar os penhascos íngremes de Marte

A NASA acaba de apresentar um rover de quatro rodas, denominado DuAxel, que se pode dividir em dois rovers de duas rodas separados. O robô foi projetado para, um dia, explorar alguns dos terrenos mais …

Veneno de vespa pode ter muito "potencial" na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de …

"Ou és infetado ou morres de fome". Trabalhadores da Amazon nas Filipinas denunciam condições precárias

Trabalhadores contratados pela empresa de segurança Ring da Amazon que trabalham em call centers nas Filipinas denunciam condições de trabalho que dizem ser precárias, mostrando-se ainda mais preocupados com a situação por causa da pandemia …

"Momento muito duro". André Almeida sofreu rotura de ligamentos e arrisca paragem longa

O futebolista internacional português André Almeida sofreu uma entorse do joelho direito, que resultou numa “rotura do ligamento cruzado anterior e do ligamento lateral interno”, informou esta segunda-feira o Benfica. O lateral dos encarnados saiu aos …

Apoio à retoma. Empresas com perdas de 25% podem reduzir horário até 33% já esta terça-feira

Empregadores com quebra de faturação igual ou superior a 25% vão poder reduzir até 33% o horário dos trabalhadores, entre outubro e dezembro, segundo a alteração ao regime de retoma progressiva de empresas em crise. O …

Chega quer tornar voto obrigatório e sanções para quem não cumprir

O deputado único do Chega entregou uma nova proposta no âmbito do projeto de revisão constitucional do partido para tornar o voto obrigatório para todos os cidadãos que o possam exercer e sanções para quem …