Juiz ordena exame psiquiátrico a Marine Le Pen

A líder da extrema-direita francesa insurgiu-se contra a decisão de um juiz de lhe impor um exame psiquiátrico por ter divulgado, em 2015, no Twitter fotografias de execuções do Estado Islâmico.

“É verdadeiramente alucinante. Este regime começa a ser assustador”, escreveu a líder da União Nacional (ex-Frente Nacional), Marine Le Pen, no Twitter, ao publicar o documento judicial.

A ordem data de 11 de setembro e foi emitida pelo juiz instrutor do processo em que a líder da extrema-direita é acusada de “difusão de imagens violentas” e nela é ordenada a realização de um exame psiquiátrico “no mais breve prazo”.

“Eu achava que era legítimo, mas não! Por denunciar os horrores do Daesh em tweets, a ‘justiça’ submete-me a perícia psiquiátrica! Até onde é que eles irão?“, reagiu a política.

O exame, lê-se na ordem judicial, visa determinar “se está condições de compreender o discurso e de responder às questões” e se “a infração apontada tem relação com elementos factuais ou biográficos da interessada”.

A 16 de dezembro de 2015, Le Pen divulgou na rede social fotografias de execuções do Estado Islâmico, em resposta ao jornalista Jean-Jacques Bourin, da BFMTV-RMC, que esta acusava de ter “feito um paralelo” entre o grupo jihadista e a Frente Nacional.

Le Pen criticou o jornalista pelo que considerou uma “derrapagem inaceitável” e “declarações imundas” e, identificando-o na publicação, divulgou três fotografias com a frase: “O Daesh é isto!”.

As imagens mostravam um soldado sírio, vivo, esmagado pelas lagartas de um tanque; um piloto jordano queimado vivo numa jaula e o corpo decapitado do jornalista norte-americano James Foley que foi assassinado, em 2012, após ter sido sequestrado na Síria.

Publicadas um mês depois dos atentados de Paris, que fizeram 130 mortos e outras centenas de feridos, as fotografias suscitaram forte polémica em França.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Nada como usar o velho truque dos exames psiquiátricos. É um esquema usado pelos tribunais para privar as pessoas do direito ao contraditório e à presunção de inocência, poder dá-las como “malucas” sem nenhuma prova ou testemunha e sem que estas se possam defender.
    Todos os exames psiquiátricos são baseados nas peças processuais enviadas pelo ministério publico, que são consideradas como provas validas, apesar de não terem sido sujeitas a contraditório em audiência de julgamento.
    Os próprios testes são extremamente subjectivos, sem qualquer rigor científico e quase sempre contaminados pelas peças processuais.

  2. A censura de esquerda funciona assim. Já é bastante antiga esta tendencia para o autoritarismo dos socialistas, basta lembrar-mo-nos do Hitler

  3. Incrível. Os regimes totalitários da esquerda neoliberal fascista, começam a calar bocas inconvenientes. Sim isto faz medo. O que se seguirá?

  4. Será que o juiz seja originário do Magrebe? É que já são aos milhões a infestar o território francês e em breve tomarão conta do país com a conivência de certos políticos mansinhos.

RESPONDER

Paquistão. Protestos violentos levam governo a ordenar bloqueio das redes sociais

O Governo do Paquistão ordenou o bloqueio temporário das redes sociais e plataformas de mensagens instantâneas esta sexta-feira, após vários dias de protestos violentos contra a França, avançou a agência AFP. Numa notificação enviada à Autoridade …

Telma Monteiro sagra-se campeã europeia de judo

A judoca Telma Monteiro conquistou esta sexta-feira a medalha de ouro na categoria de -57 kg nos Europeus em Lisboa, ao vencer na final a eslovena Kaja Kajzer, por 'ippon'. Telma alcançou o seu sexto título …

PS já não está a uma só voz. José Sócrates, o ativo tóxico, fez mossa e dividiu o partido

Fernando Medina diz que não falou com António Costa, Vieira da Silva não esconde o desgosto e o PS já não está a uma só voz. O juiz Ivo Rosa arrasou o Ministério Público (MP) na …

A brilhar na Alemanha, André Silva pode sair por preço de saldo

Cada vez mais clubes estão interessados na contratação de André Silva. O internacional português tem uma cláusula de rescisão de 30 milhões de euros. André Silva tem passado por altos e baixos na sua ainda curta …

Possibilidade de melhoria de nota no secundário aprovada. Decisão do ano passado foi "injusta"

Foram, esta quinta-feira, aprovados projetos que permitem a realização de exames para melhoria de nota para os alunos do ensino secundário. O PS absteve-se da votação. De acordo com o Expresso, o Parlamento aprovou esta quinta-feira …

PRR. Governo admite pedir mais 2,3 mil milhões de euros para capitalizar empresas

Capitalização e inovação das empresas, e a possibilidade de pedir mais 2,3 mil milhões de euros (para um total de cinco mil milhões) na componente de empréstimos. António Costa fez, durante a tarde desta sexta-feira, …

OMS alerta para crescimento "preocupante" de casos no mundo

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou esta sexta-feira para o continuo crescimento de casos de covid-19 no mundo, referindo que o número de novos casos confirmados por semana quase duplicou nos últimos …

Há falta de sedativos em hospitais brasileiros. Médicos intubam doentes "conscientes"

Estão a surgir vários relatos de profissionais de saúde brasileiros forçados a intubar pacientes sem o auxílio de sedativos. No Brasil, de acordo com a Associated Press, há profissionais de saúde a intubar pacientes sem recurso …

Governo acusado de financiar queima de resíduos recicláveis com 50 milhões de euros

A associação ambientalista Zero acusa o Ministério do Ambiente de utilizar 50 milhões de euros do Fundo Ambiental para financiar a queima de resíduos recicláveis em Lisboa e Porto, indo contra a nova legislação sobre …

Zimbabué. Sem nacionalidade reconhecida, milhares de pessoas lutam de forma desigual por educação e saúde

Centenas de milhares de pessoas no Zimbabué foram marginalizadas e forçadas a lutar de forma desigual pelo acesso à educação, saúde e habitação, porque não têm nacionalidade reconhecida pelo país, acusou um relatório da Amnistia …