Juiz bloqueia ordem de Trump que impede entrada de pessoas de países muçulmanos

Gage Skidmore / Flickr

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump

Um juiz federal de Seattle, nos Estados Unidos, ordenou na sexta-feira a suspensão temporária, a nível nacional, da proibição de entrada de pessoas de sete países de maioria muçulmana, decretada pelo Presidente Donald Trump.

A ordem temporária do juiz James Robart vai manter-se válida em todo o país até ser efetuada uma revisão completa da queixa apresentada pelo procurador-geral de Washington, Bob Ferguson.

Juízes federais de vários outros estados norte-americanos agiram contra a ordem executiva de Trump desde que entrou em vigor na passada sexta-feira, mas a decisão de Robart é aquela com maior alcance até agora.

A decisão surgiu depois de Ferguson ter apresentado uma ação legal para invalidar disposições essenciais da ordem executiva de Trump, que afasta refugiados sírios indefinidamente e bloqueia cidadãos do Irão, Iraque, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iémen de entrarem nos Estados Unidos por 90 dias. Refugiados de outros países que não a Síria ficam impedidos de entrar por 120 dias.

“A Constituição prevaleceu hoje. Ninguém está acima da lei, nem sequer o Presidente”, afirmou Ferguson.

O governador de Washington, Jay Inslee, considerou a notícia uma “tremenda vitória” mas alertou que a batalha para derrubar a ordem executiva de Trump não acabou.

Ainda há mais a fazer. A luta não está ainda ganha. Mas devemos sentir-nos encorajados pela vitória de hoje e mais convictos que nunca de que estamos a lutar no lado certo da história”, afirmou em comunicado.

Ferguson argumentou, na sua queixa, que a ordem do Presidente viola os direitos constitucionais dos imigrantes e das suas famílias, já que visa especificamente muçulmanos.

No entanto, advogados que representam a administração argumentaram que, como Presidente, Trump tem amplos poderes e o direito de emitir ordens que protejam os norte-americanos.

Ações legais contra a ordem foram iniciadas noutros estados, incluindo Califórnia, Nova Iorque e Washington.

Casa Branca vai combater bloqueio

O porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, reafirmou que a ordem executiva de Trump é “legal e apropriada” e disse que o Departamento de Justiça irá pedir uma suspensão de emergência da ordem do tribunal federal “o mais depressa possível”.

“A ordem do Presidente tem como objetivo proteger a nação e ele tem a autoridade constitucional e a responsabilidade de proteger o povo norte-americano“, disse.

O comunicado inicial de Spicer classificava à decisão do tribunal de “escandalosa”, mas numa versão atualizada o termo foi retirado.

Apesar de a Casa Branca ter prometido lutar contra a decisão do juiz, que se aplica a todo o país, o departamento da alfândega e proteção fronteiriça, a agência federal encarregada da imigração, informou as transportadoras aéreas que os vistos dos cidadãos dos países em questão voltam a ser válidos e devem aceitar os passageiros nos seus voos.

O departamento informou também as companhias aéreas que os detentores de um visto de refugiado têm entrada autorizada, segundo explicou à CNN uma das transportadoras.

O Departamento de Estado assegurou que foram cancelados cerca de 60 mil vistos de estrangeiros vindos dos sete países após a entrada em vigor do veto migratório, apesar de os números do mesmo departamento indicarem que os afetados podem chegar aos 100 mil.

Estas medidas geraram críticas tanto dos Estados Unidos, com vários protestos em aeroportos, como a nível internacional, com países como o Reino Unido, Espanha e França a condenarem a decisão.

No início da semana, a então procuradora-geral interina do país, Sally Yates, ordenou aos advogados do Ministério Público que não defendam a proibição de Trump, uma posição que fez com que, em seguida, fosse despedida pelo Presidente.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

    • Engraçado.
      Acho bem que se suspenda até nova ordem a distinção entre Esquerda e Direita.
      Proponho que se ponha na ordem-do-dia, por 3 meses, a distinção entre Honesto e Desonesto.

      Em todo o lado lê-se : Banir Mulçulmanos, a propósito de Trump.
      Honesto?
      Facto: a “ordem executiva” menciona explicitamente UM país de maioria muçulmana (costumava haver bastantes cristãos e o Bacharelassado até os deixava viver tranquilos), a Síria. Por razões óbvias.
      A “ordem executiva” afecta mais 6 países de maioria muçulmana. São parte de uma lista criada pela administração Obama… em 2015.
      Se por acaso o Obama tivesse emitido uma ordem executiva mencinando banir temporariamente gente de Polonia, Chile, Mexico, Filipinas, Italia, Portugal, Espanha, até a Alemanha os media teriam direito de dizer que ele tinha banido os Cristãos? Não?? Não??? Como assim? Ou é igual para todos ou digam com rigor a verdade. Assim, é uma mentira que é replicada até ao infinito porque os media pertencem todos ao mesmo clube. O Clube que quer uma sociedade global semelhante aos “Hunger Games”. Para servir os vossos filhos e netos. Querem isso? Mesmo? Eu estarei morto e enterrado. Não me interessa. Mas irrita-me substantivamente a gentalha desmiolada a cair todinhos nos contos dos vigários. Os telejornais debitam propaganda globalista. Sim, a mesma que vos enfiou a “””crise””” de 2008, que vos fez “”salvar”” BpN, Bpp, Banif, Caixa, BEs, quiça outros. Hunger Games meus filhos. Globalismo = “Grande capitalista procura trabalho quase escravo aonde houver ainda algum, para proveitos astronómicos”. Depois admirem-se de os vossos filhos andarem a trabalhar quase de graça… e sem
      direitos de qualquer espécie. Sabem porquê? Um globalista convicto explica: seriam monstruosos egoistas porque nesses países precisam desses empregos e Vós, no vosso Egoísmo queriam os empregos para vocês, seus patifes. Agora aguentem.

      • Bonito… mas, em que parte dessa teoria é que o Trump entra?!
        É que a ultima vez que vi, o Trump era precisamente um desses grandes capitalistas “selvagens” (e dos piores até!), que, ao longo da sua carreira empresarial, já desgraçou muitas empresas e deixou muitos milhões em contas por pagar – além dos impostos que deixou para o “povo” americano pagar…
        Pois…
        Agora, esse mesmo capitalista louco diz que vai reconstruir América, quando ele e outros capitalistas como ele, não tiveram qualquer problema em trocar a América pelas Ásia para terem um pouco mais de lucro!…
        Além disso a equipa ministerial do Trump tem uma fortuna equivalente à de um terço das famílias americanas!…
        Agora pensa!…

    • Pois permite, por isso é que o terrorista levou 5 tiros!…
      E, só por acaso, o maior atentado que há memória em países ocidentais não foi nos EUA nem nada!…
      Alem disso, não sei se tens alguma noção de geografia, mas, do médio oriente à França, não é como ir do M.O. para os EUA!…

RESPONDER

Nikolai Glushkov. Exilado crítico de Putin morto em 2018 em Londres foi estrangulado

O exilado russo e crítico de Putin, Nikolai Glushkov, que foi encontrado morto e, 2018 na sua própria casa em Londres, no Reino Unido, foi estrangulado. O empresário Nikolai Glushkov, que criticava o presidente russo Vladimir …

Ivo Rosa levanta arresto a casa da rua Braamcamp e apartamento de Paris (e já há uma petição para o afastar)

O apartamento da rua Braamcamp, em Lisboa, onde residia o ex-primeiro-ministro José Sócrates, o Monte das Margaridas e a casa em Paris de Carlos Santos Silva deixaram de estar arrestadas na Operação Marquês por decisão …

O novo castelo da Disney em Hong Kong é uma celebração da diversidade

O novo castelo da Disney, no parque temático de Hong Kong, quer celebrar a diversidade, homenageando não apenas uma das suas princesas, mas várias. Walt Disney morreu há 55 anos e, desde então, muita coisa mudou. …

Vacinas (ainda) não são o princípio do fim. Sociólogo prevê que demorará anos a limpar “destroços” da covid-19

O médico e sociólogo norte-americano Nicholas Christakis defende, em entrevista à agência Lusa, que as vacinas não são ainda o princípio do fim da pandemia, considerando que demorará anos a limpar “os destroços” da covid-19. “Somos …

Jornalista grego especializado em crime assassinado a tiro. Primeiro-ministro pede rapidez na investigação

Um jornalista grego especializado em assuntos criminais foi esta sexta-feira morto por desconhecidos em frente da sua casa em Alimos, nos subúrbios de Atenas, anunciou fonte policial. Giorgos Karaïvaz, jornalista da televisão privada grega Star, foi …

Após 5 meses, alguns Boeing 737 MAX terão de voltar a ficar em terra. Há um "possível problema elétrico"

Cinco meses após voltar a voar após dois acidentes fatais, a Boeing voltou a pedir aos seus clientes que imobilizassem algumas das suas aeronaves para corrigir um "possível problema elétrico". De acordo com a AFP, esta …

25 de Abril marca revolução na linha do Minho. CP vai pôr a circular comboios eléctricos

Os comboios eléctricos vão começar a circular na linha do Minho, nos serviços inter-regional e regional, no próximo dia 25 de Abril. Além disso, o comboio Intercidades também vai chegar a Valença. Estas novidades constituem uma …

Em homenagem ao príncipe Filipe, salvas de canhão ouviram-se em todo o Reino Unido (e Buckingham encheu-se de flores)

Salvas de tiros de canhão foram disparadas este sábado ao meio-dia em todo o Reino Unido em homenagem ao príncipe Filipe, marido da rainha Isabel II, que morreu na sexta-feira aos 99 anos. A partir da …

Fátima avança com 13 de Maio com peregrinos (se situação pandémica se mantiver estável)

Ao contrário do ano passado, as celebrações do 13 de Maio deste ano, em Fátima, deverão ocorrer com a presença de peregrinos caso a situação pandémica se mantenha estável.  O Santuário de Fátima prevê que as …

14 polícias mortos em ataque de guerrilhas. EUA anunciam sanções a empresa do Myanmar

Pelo menos 14 polícias perderam a vida este sábado no noroeste do Myanmar (antiga Birmânia) durante um ataque coordenado por várias guerrilhas étnicas, noticiaram meios de comunicação locais. O ataque, que deixou pelo menos cinco oficiais …