Jovem julgada por dar à luz bebé morto é absolvida

Rodrigo Sura / EPA

Evelyn Hernandez

Evelyn Hernández foi condenada a 30 anos de prisão por cometer homicídio agravado em 2017, depois de ter dado à luz um nado-morto na casa-de-banho. Esta segunda-feira, o tribunal de El Salvador absolveu a jovem de 21 anos.

Na passada quinta-feira, Evelyn Hernández foi presente a um juiz, depois de o Supremo Tribunal de El Salvador — onde o aborto é proibido — ter decidido anular a sentença inicial. A jovem já tinha cumprido 33 meses da pena.

Com apenas 19 anos, a rapariga foi condenada a uma sentença de 30 anos de cadeia. Segundo o Público, as autoridades consideraram que o facto de Evelyn não ter procurado cuidados pré-natais levou à morte do bebé.

Contudo, a jovem nem sequer se tinha apercebido da gravidez e chegou mesmo a confundir os sintomas com problemas no estômago. Para além disto, o bebé era fruto de uma violação por um membro de um gangue.

Quando foi levada para o hospital, Evelyn foi detida pelas autoridades e ficou algemada enquanto recebia cuidados médicos. O corpo do nado-morto foi descoberto, mais tarde, numa fossa da habitação.

O veredicto acabou por ser anulado, depois de a defesa mostrar que os testes forenses registam a presença de mecónio nos pulmões do bebé — fator que pode causar asfixia ainda antes do nascimento. Os advogados disseram ainda que os resultados dos testes provavam que Evelyn não tinha tentado abortar o bebé.

“Graças a Deus, a justiça foi feita”, disse Evelyn emocionada após o anúncio do veredicto, enquanto dezenas de mulheres esperavam no tribunal, avança a SIC Notícias.

A advogada, Bertha Maria Deleon, também mostrou o seu entusiasmo no Twitter: “Estou prestes a explodir de felicidade. Hoje é um grande dia para a Justiça. Podemos e continuaremos a lutar porque ainda existem mulheres acusadas que precisam de justiça urgentemente. Mas, hoje, podemos sorrir”, revelou.

Como acontece em muitos casos do género, julgados neste país da América Latina, o crime de aborto, punível com pena de prisão até oito anos, foi alterado para homicídio agravado — crime que implica pena de prisão mínima de 30 anos.

Organizações de defesa dos direitos humanos afirmam que outras 17 mulheres estão detidas em El Salvador por crimes relacionados com as leis antiaborto do país.

DR, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …

"A bola apenas bateu no peito". VAR admite erro no penálti do Portimonense-FC Porto

O vídeo-arbitro do encontro entre Portimonense e FC Porto, Vasco Santos, admitiu esta quarta-feira que não existiu razão para assinalar grande penalidade a favor do clube portista. "No momento em que o árbitro apita fiquei com …

Na Índia, usar cigarros eletrónicos já pode dar prisão

O Governo indiano anunciou esta quinta-feira a proibição de cigarros eletrónicos no país, de 1,3 mil milhões de pessoas, numa ação que pretende ser a favor da saúde e contra os vícios. "A decisão foi tomada …

Iñaki Urdangarín pode sair da prisão dois dias por semana

Detido na cadeia de Brieva, Ávila, há 15 meses, Iñaki Urdangarín, cunhado do rei de Espanha, soube esta terça-feira que poderá sair da prisão duas vezes por semana para fazer voluntariado numa instituição que ajuda …

Criança com anemia aplástica grave submetida a transplante inédito em Portugal

Um menino de quatro anos com anemia aplástica grave foi submetido a um transplante com células estaminais de sangue do próprio cordão umbilical, um tratamento inédito em Portugal realizado no Instituto Português de Oncologia (IPO) …

Renováveis baixaram fatura da luz em 2,4 mil milhões na última década

A produção de eletricidade a partir de fontes renováveis permitiu ao sistema elétrico português acumular uma poupança de 2,4 mil milhões de euros ao longo dos últimos 10 anos. Esta é a principal conclusão de um …

Constitucional chumba barrigas de aluguer pela segunda vez

O Tribunal Constitucional chumbou, esta quarta-feira, pela segunda vez, o diploma do Parlamento sobre gestação de substituição, depois de um chumbo no ano passado. O BE apresentou uma proposta em que se previa "que a gestante …

Furacão Humberto ganha força a caminho das Bermudas

O furacão Humberto aumentou de intensidade nas últimas horas e atingiu a categoria 3 a caminho das Bermudas, informou o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC) nesta quarta-feira. O terceiro furacão da temporada no Atlântico, …

Brasil é o país lusófono com mais refugiados. Já Portugal tem as maiores remessas dos emigrantes

Um relatório das Nações Unidas (ONU) revelou que o Brasil é o país lusófono que acolhe mais refugiados, Portugal é o que recebe mais remessas dos emigrantes e Moçambique teve o maior aumento de estrangeiros …