Jovem de 18 anos sofre duas paragens cardíacas

Fellipe, que chegou há poucos dias ao Atlético Goianiense, estava a treinar nesta terça-feira. Presença do médico no treino evitou morte imediata.

O Atlético Goianiense vive uma semana de angústia, devido ao estado grave de um dos seus jovens futebolistas: Fellipe, que pertence à equipa de juniores.

O jovem de 18 anos, que chegou há poucos dias ao Atlético, estava a treinar nesta terça-feira quando sofreu uma paragem cardio-respiratória, perto do final da sessão.

“Se o doutor Lucas não estivesse dentro das instalações do clube, o jogador estaria morto. A sorte é que o médico estava à beira do campo, junto ao jogador. É a primeira vez que acontece, mas estamos sempre preparados para caso aconteça.”

A descrição foi de Avimar Teodoro, coordenador médico do Atlético-GO, que elogiou publicamente a reacção do médico do clube, Lucas Ricci, que estava a assistir ao treino.

No percurso até ao hospital, Fellipe teve outra paragem cardio-respiratória. O seu estado é grave.

“Um caso bem complicado. Estamos a tentar tudo o que é possível para salvar a vida do jogador”, admitiu o médico Lucas Ricci.

Em conferência de imprensa, Ricci acrescentou que o jogador está entubado e ainda corre risco de morte.

Fellipe foi emprestado pelo Guarulhos. O Atlético Goianiense assegurou, em comunicado, que o jogador realizou todos os exames cardiológicos e clínicos em Setembro de 2021. Nenhum problema foi detectado.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.