José Manuel Pureza: “É a direita e não o povo socialista que vê num BE forte um inimigo a abater”

Tiago Petinga / Lusa

O cabeça de lista do BE pelo distrito de Coimbra, José Manuel Pureza, defendeu na quarta-feira que “é a direita e não o povo socialista que vê num Bloco forte um inimigo a abater”.

A jogar em casa, o deputado e recandidato bloquista por Coimbra protagonizou o discurso mais político da noite de quarta-feira, num comício em que “encostou” o PS à direita e respondeu a alguns dos ataques que vieram dos socialistas, apontando ainda aos líderes do PSD e do CDS-PP. “Nós não nos enganamos, sabemos que é a direita e não é o povo socialista que vê num Bloco de Esquerda forte um inimigo a abater”, atirou.

Para a direita – e José Manuel Pureza repetiu duas vezes para deixar clara a ideia – “qualquer voto a mais no Bloco será aquilo a que alguém chamou desmesurado“.

No domingo, o ministro Augusto Santos Silva advertiu para os riscos de “um poder desmedido” e desmesurado de algum dos parceiros à esquerda do PS. “É natural que o patronato pense o mesmo, é natural. E a todos eles eu quero dizer que estejam certos de que o Bloco lhes dará razão para não quererem que cresçamos“, avisou.

Segundo o deputado recandidato, os líderes da direita, “Assunção Cristas e Rui Rio querem, a todo preço, afastar o Bloco da determinação das políticas“. “Eles querem afastar o Bloco porque sabem que é o Bloco que mais fortemente combaterá os interesses de chorudos daqueles que a direita protege nas PPP’s da saúde”, criticou.

Pureza repetiu depois a fórmula para a luta pela “autodeterminação de cada uma e de cada um que tanto escandaliza a direita mais trauliteira”, para “a revogação da legislação laboral em que os patrões exigem que não se toque”, para a luta “ao lado dos precários, pelo reconhecimento do seu direito a um contrato de trabalho” e para a determinação “a enfrentar os capitalistas da energia e defender uma fatura justa para as famílias”.

“Nós vamos lhes dar razão para eles não querem que cresçamos porque teremos mesmo uma e uma só desmesura: a da defesa de uma economia justa e direitos sólidos para os de baixo”, antecipou.

A primeira intervir no comício da noite de quarta-feira foi a eurodeputada do BE Marisa Matias, também a discursar no seu distrito natal, que falou das lições da legislatura que agora termina e das escolhas que estão em causa no domingo.

“Uma das coisas que nós aprendemos nos últimos quatro anos é que o país e a vida das pessoas melhoram muito substancialmente quando nos vimos livres do empecilho das maiorias absolutas”, atirou.

Nas legislativas, “está tudo em aberto”, garantindo Marisa Matias que o BE está “completamente de consciência tranquila para entregar” a avaliação nas mãos dos eleitores. “Essa é uma avaliação que cada um e cada uma de nós tem obrigação de fazer no dia 6 de outubro: decidir quem tinha razão e tentar dar força a quem achava que tinha razão”, antecipou.

“A segunda escolha que faremos no dia 6, tendo em conta o que foi este trajeto dos últimos quatro anos, é muito simples: é saber se a força do BE no futuro deve ser menor, igual ou maior”, desafiou, ouvindo-se um audível “maior” vindo da plateia, em jeito de resposta.

Os bloquistas, garantiu Marisa Matias, acreditam “verdadeiramente que a força que tiver o Bloco é aquela que contribuirá para o aprofundamento e superação da solução governativa” destes quatro anos.

// Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

Composição dos planetas gasosos não é igual à das suas estrelas (e os cientistas não percebem porquê)

Os planetas e as estrelas formam-se a partir da mesma nuvem de gás e poeira.  Uma análise da composição dos exoplanetas gigantes gasosos e das suas estrelas hospedeiras mostra que não há uma forte correlação …

Nova espécie de titanossauro descoberta no Equador

Uma universidade equatoriana anunciou na sexta-feira a descoberta de uma espécie de dinossauro, que, segundo a instituição, não tinha sido ainda descrito, denominando-o de 'Yamanasaurus lojaensis'. O nome foi escolhido em referência a duas localidades: Yamana, …

As alterações climáticas estão a "asfixiar" os oceanos

Os efeitos da diminuição de oxigénio serão "dramáticos" para os habitats e as economias costeiras que dependem dos oceanos. O oxigénio dos oceanos diminuiu 2% entre 1960 e 2010, prevendo-se que no ano de 2100 essa …

Associação suspende adoções para evitar que animais sejam tratados como presentes de Natal

"Um animal quer-se no dia 24 de março, abril ou junho e não só a 24 de dezembro", disse uma responsável da Sociedade Protetora dos Animais do Porto. A Sociedade Protetora dos Animais do Porto anunciou, …

Já podemos ver o mundo pelos olhos dos animais

https://vimeo.com/378301135 Os humanos estão um passo mais próximos de ver o mundo como o veem os animais, graças a uma nova tecnologia desenvolvida por investigadores da Universidade de Queensland, na Austrália, e da Universidade de Exeter, …

Embaixador mexicano na Argentina apanhado a roubar um livro numa livraria

O diplomata será investigado por um comité de ética e, se ficar provado o roubo do livro, será demitido. "Haverá tolerância zero para a desonestidade." O embaixador mexicano na Argentina, Óscar Ricaro Valerio, recebeu ordem …

Presépio nos Estados Unidos colocou Jesus separado dos pais e preso numa jaula

Uma igreja da Califórnia, nos Estados Unidos, colocou em exibição um presépio de protesto no qual retrata a Família Sagrada como refugiados. Uma igreja na Califórnia, nos Estados Unidos, está a exibir um presépio com Jesus, …

Sul-africana de 26 anos é a Miss Universo 2019

Zozibini Tunzi, da África do Sul, venceu, este domingo, a competição Miss Universo 2019, tornando-se a primeira mulher negra a vencer desde 2011, quando Leila Lopes, de Angola, arrecadou o título. Zozibini Tunzi, de 26 anos, …

No Japão, há um café onde os empregados de mesa são robôs

Os robôs da Softbank, chamados de Pepper, estão agora a chegar a um novo mercado: os cafés. No Japão, hotéis, lojas de aeroporto, entre outros comércios, já contam com funcionários robóticos, que foram criados em …

João Oliveira "tem a certeza quase absoluta" de que não se coloca a questão de liderar o PCP

Há menos de dois meses, em entrevista ao Público e à Rádio Renascença, João Oliveira foi questionado sobre se se via no futuro como líder do PCP e respondeu que não. Esta segunda-feira, voltou a …