Príncipe da Jordânia aparece em público apesar da prisão domiciliária

Mike Nelson / EPA

O rei Abullah (D) e o seu meio-irmão, o príncipe Hamzah bin Hussein (E)

O príncipe Hamzah, da Jordânia, apareceu no domingo em público pela primeira vez desde que foi colocado em prisão domiciliária, acusado de “conspiração” contra o rei Abdullah II, seu meio-irmão.

Segundo noticiou a agência Lusa, o príncipe esteve presente numa cerimónia com o rei Abdullah II, num importante feriado nacional – o centenário do estabelecimento do Emirado da Transjordânia, o protetorado britânico antecessor da atual monarquia.

O palácio real divulgou uma fotografia e um vídeo com Abdullah, Hamzah, o príncipe herdeiro Hussein e outros dignitários, junto à sepultura do rei Talal, em Amã, a capital. Hamzah juntou-se à família para as orações, mas não fez declarações.

De acordo com a agência AP, esta foi a primeira vez que Hamzah foi visto em público desde que foi colocado em prisão domiciliária, em 03 de abril, na sequência de acusações de envolvimento numa “conspiração maliciosa” para desestabilizar a monarquia.

Porém, não é certo que o rei e o popular príncipe tenham posto de lado as suas diferenças, na sequência da mais séria divergência pública da família real em décadas.

As autoridades impuseram uma mordaça generalizada à cobertura mediática da disputa real, mas, num comunicado que chegou à comunicação social, o príncipe Hamzah nega as acusações de conspiração e critica o Governo jordano por corrupção e incompetência.

O rei Abdullah confirmou depois que as autoridades tinham impedido uma tentativa de conspiração, envolvendo o seu meio-irmão e outros 18 suspeitos, assumindo-se zangado e chocado. “[Hamzah está] com a sua família, no seu palácio, sob a minha responsabilidade”, adiantou, dando a entender que controla os movimentos do meio-irmão.

A aparição de Hamzah mostrou que está bem, mas desconhece-se se o príncipe terá aparecido voluntariamente e se tal significa maior liberdade de movimentos.

Não há indicações de que as autoridades tenham libertado outro dos 18 suspeitos, entre os quais elementos de uma das tribos mais poderosas, aliada tradicional da monarquia.

Este drama palaciano surge numa altura em que a Jordânia se debate com uma crise económica e social (uma em quatro pessoas está no desemprego), agravada pela pandemia de covid-19 e o impacto desta num país muito dependente do turismo.

As queixas contra a corrupção e o desgoverno deram origem a protestos, nos últimos meses, por todo o país. Ao mesmo tempo, a paisagem estratégia da região está a mudar, com a aproximação entre os poderosos emirados do Golfo e Israel, o que pode desvalorizar o papel da Jordânia no processo de pacificação do Médio Oriente.

A Jordânia – com uma grande população palestiniana, incluindo mais de dois milhões de refugiados, e seus descendentes, das guerras com Israel – tem sido um parceiro estável do Ocidente, nomeadamente dos Estados Unidos, na região.

Abdullah e Hamzah são filhos do rei Hussein, que governou a Jordânia durante quase meio século, até morrer, em 1999. Abdullah chegou a designar Hamzah como príncipe herdeiro à sua sucessão, mas, em 2004, recuou, a favor do seu filho mais velho.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Avião da TAP retido na Venezuela regressa a Lisboa hoje

O avião da TAP que ficou retido na Venezuela por causa de uma carga de cocaína regressa nesta quinta-feira a Lisboa, assim como a tripulação, disse à agência Lusa fonte oficial da empresa aérea portuguesa. Segundo …

Marcelo convida Ramalho Eanes para presidir comemorações dos 50 anos do 25 de Abril

O presidente da República em funções, Marcelo Rebelo de Sousa, convidou o ex-presidente da República Ramalho Eanes para presidir as comemorações dos 50 anos do 25 de Abril. O convite dirigido ao general Ramalho Eanes, um …

Vacinas contra a covid-19 para menores de 16 anos podem ser aprovadas em breve

Vacinas contra a covid-19 para menores de 16 anos podem ser aprovadas em breve. Contudo, os especialistas têm dúvidas em relação à necessidade de vacinar os mais jovens. Atualmente há apenas uma vacina contra a covid-19, …

Netanyahu não conseguiu formar Governo em Israel. Segue-se Lapid

Esta quarta-feira, Reuven Rivlin, Presidente de Israel, chamou Yair Lapid, líder do partido Yesh Atid, para lhe entregar a responsabilidade de formar um Governo que consiga o apoio do Knesset (Parlamento). O partido de Yair Lapid, …

Almofada de prevenção contra a pandemia. Câmara de Lisboa quer pedir 20 milhões à banca

A Câmara Municipal de Lisboa quer contrair um empréstimo de 20 milhões de euros junto do BPI, uma almofada de prevenção para fazer face às despesas correntes emergentes do combate à pandemia de covid-19. O Público …

Resort Zmar

BES, falência e um fundo abutre. Resort Zmar "deve 60 milhões de euros ao Estado"

Os proprietários das casas privadas do empreendimento turístico Zmar, na Zambujeira do Mar, em Odemira, continuam a protestar contra o alojamento de imigrantes por causa da covid-19. Isto numa altura em que se revela que …

Há estranhas rádios-fantasma na Rússia (e exploradores entraram numa delas)

Aos 14 anos, um jovem comprou um rádio de ondas curtas e estava a testá-lo quando encontrou a transmissão errada - uma rádio fantasma. Imagine que é um entusiasta da rádio, sozinho à noite, a trabalhar …

Deputado do Bloco acusado de violência doméstica avança com queixa em tribunal

Catarina Alves, ex-namorada do deputado Luís Monteiro, acusa-o de violência doméstica. O bloquista nega as acusações e diz que vai apresentar queixa no tribunal. Luís Monteiro vai apresentar queixa contra a ex-namorada que o acusou de …

Gestão do Novo Banco vai receber bónus de 3,9 milhões em 2022

A equipa de administração do Novo Banco tem à sua espera um bónus de 3,9 milhões de euros no próximo ano. O banco registou prejuízos de 1.329 milhões de euros no ano passado. O Novo Banco …

Ainda não há planos para vacinar voluntários com AstraZeneca e J&J (nem dados sobre combinação de vacinas)

A vacinação de voluntários com menos de 60 ou 50 anos que aceitem receber as vacinas da AstraZeneca ou da Johnson & Johnson ainda não tem planos ou datas para arrancar. A Comissão de vacinação …