Jogo inspirado no Holocausto choca judeus na Grécia

O filme “A lista de Schindler”, de 1993, é conhecido mundialmente como uma obra épica sobre a triste história do Holocausto. Na Grécia, o título serviu para batizar um jogo “Escape The Room”, baseado no episódio da II Guerra Mundial.

O clamor levou a empresa responsável pela sala, a Great Escape, a mudar o nome do jogo – que fazia referência direta ao filme de Steven Spielberg sobre o alemão Oskar Schindler – para “Agente Secreto”.

O objetivo do jogo, contudo, continua praticamente o mesmo: elaborar uma lista de sobreviventes que serão poupados de uma morte terrível por forças inimigas – uma imitação nebulosa das listas apresentadas no premiado filme de Hollywood.

Embora o jogo não faça referência explícita aos judeus ou ao Holocausto, as descrições em sites gregos atraíram jogadores ao desafiá-los a ajudar o alemão Oskar Schindler a “salvar o máximo possível de pessoas inocentes da perseguição das forças da SS” em Cracóvia, na Polónia. Autoridades do Conselho Central de Comunidades Judaicas da Grécia condenaram o jogo e disseram que estão a considerar tomar medidas.

“Não se trata só de antissemitismo”, disse o vice-presidente do conselho, Victor Eliezer. “O assim chamado sucesso deste jogo depende da ignorância que varre a sociedade grega. Pergunte por aí e a maioria dos gregos vai dizer que Schindler foi uma espécie de estrela do rock ou jogador de futebol.”

Para ele, o facto de os criadores terem alterado o nome do jogo sem efetivamente mudar o enredo sinaliza um desrespeito ainda maior. “Tudo que desejo é que façam uma viagem a Auschwitz para sentir, mesmo por uma fração de segundo, o terror da morte num campo de concentração alemão. Só então pode haver esperança de que não mais degradarão o sofrimento humano”, afirma Eliezer.

A fúria do conselho judaico grego passou quase despercebida no país europeu. Os ativistas nos Estados Unidos, por outro lado, compraram a luta.

“Pegar numa experiência como o Holocausto, que foi desumanizante para as vítimas, e torná-la um jogo banaliza não apenas o episódio, mas também o sofrimento que causou”, afirma Victoria Barnett, diretora do Museu Memorial do Holocausto dos Estados Unidos. “O comportamento ético é baseado em respeito e empatia por outras pessoas.”

Seguindo uma moda mundial, os jogos do estilo “escape the room” ou “escape game” tornaram-se muito populares em toda a Grécia. Neles, pequenos grupos de jogadores tentam encontrar pistas e resolver enigmas para escapar de um espaço temático num determinado período de tempo. Os enredos são variados.

O controverso jogo sobre o Holocausto foi primeiro lançado em Salonica, a segunda maior cidade da Grécia e lar de uma comunidade judaica que foi quase totalmente exterminada pelas forças nazis em 1943.

Antes da II Guerra, a cidade abrigava uma das maiores comunidades de judeus do mundo, o que lhe rendeu os apelidos de “Mãe de Israel” e “Jerusalém dos Balcãs”. No auge da guerra, mais de 44 mil judeus foram deportados para campos de concentração. Apenas um punhado de sobreviventes voltou à cidade, que perdeu 96% da sua comunidade.

“Não podemos esquecer. Não devemos esquecer. Não deveríamos esquecer”, afirmou David Saltiel, presidente do Conselho Central de Comunidades Judaicas da Grécia.

Não é a primeira vez que um “escape game” evoca o Holocausto. Em 2016, uma empresa holandesa baseou-se num dos episódios mais sombrios da história do mundo para criar uma sala inspirada no bunker da Anne Frank, local onde a adolescente judia ficou escondida com a sua família em Amesterdão antes de ser apanhada pelas forças nazis e levada para um campo de extermínio.

Em 2017, o conselho judaico grego protestou contra “Auschwitz”, outro “escape game” que, dessa vez, levou jogadores a um campo de concentração em Galatsi, nos arredores de Atenas.

As reações de judeus a jogos do Holocausto ganharam pouco impulso na Grécia, onde um dos grupos neonazis mais violentos da Europa, o Golden Dawn, recebe regularmente cerca de 8% dos votos do país e é considerado o terceiro maior partido político.

PARTILHAR

RESPONDER

Turismo nos cemitérios do Porto vira moda. E as visitas nocturnas são as mais procuradas

Os dois cemitérios municipais do Porto, incluídos na Rota Europeia dos Cemitérios, mais do que duplicaram o número de visitantes nos últimos quatro anos. Os portugueses e os brasileiros são quem mais adere à moda …

Matteo Salvini: "Levaremos a política anti-imigrantes a toda a UE. Não entrará mais nenhum"

Uma manifestação convocada pelo ministro do Interior italiano, Matteo Salvini, reuniu no sábado, em Milão, a maioria dos partidos de extrema-direita europeus que pretendem tornar-se na terceira força política no Parlamento Europeu. Houve discursos contra a …

Presidente ucraniano dissolve Parlamento durante o discurso de investidura

O novo presidente da Ucrânia, Volodymir Zelensky, anunciou esta segunda-feira a dissolução do Parlamento, durante o discurso de investidura, antecipando as eleições legislativas. “Eu dissolvo o Parlamento”, declarou o novo chefe de Estado perante os deputados …

Suécia vai pedir a detenção de Julian Assange

A procuradoria sueca anunciou esta segunda-feira que vai emitir uma ordem de detenção de Julian Assange, fundador do WikiLeaks, que se encontra preso no Reino Unido. “Eu vou emitir uma ordem de captura europeia”, disse a …

Governo acelera pedidos de pensões antecipadas

Trinta dias depois da Segurança Social comunicar o valor da pensão, esta será imediatamente deferida, sem que seja necessário o beneficiário dar resposta. Tipicamente, a Segurança Social enviava aos requerentes de pensões antecipadas um documento com …

Taxa turística já rende 30 milhões às câmaras

A taxa municipal turística rendeu já às autarquias que introduziram a medida 29,3 milhões de euros no ano passado, mais 56% do que em 2017, quando foram cobrados apenas 18,8 milhões. A experiência arrancou com um …

Médico de família para todos até ao final do próximo ano "é a prioridade"

A secretária de Estado da Saúde, Raquel Duarte, disse que a prioridade é garantir médico de família a todos os cidadãos até ao final do próximo ano. Atualmente há mais de 700 mil pessoas sem …

Criança morreu em bagageira de carro após acidente no fim da festa do Benfica

Uma menina de 10 anos morreu e um adolescente de 13 anos ficou gravemente ferido após um acidente em Cascais. As duas vítimas estavam na bagageira de uma viatura por falta de espaço nos lugares …

Detetive acredita que o caso Maddie se vai resolver por "confissão"

Jim Gamble, um dos principais detetives envolvidos no caso do desaparecimento de Maddie, acredita que o caso se vai resolver por uma possível confissão ou avanço tecnológico. A polícia portuguesa e britânica fizeram, recentemente, avanços significativos …

Europeias: A obsessão de Costa, Rio como "novo baterista da Malafaia" e a CDU barrada

Com a campanha eleitoral para as europeias do próximo domingo a entrar na recta final, os líderes de PS e PSD procuram dar força aos seus candidatos, com Rui Rio a entregar-se à festa popular …