Joacine: Corte com Livre foi “altamente benéfico” porque o partido era um “sufoco enorme”

Manuel de Almeida / Lusa

A deputada não inscrita Joacine Katar Moreira, que foi eleita pelo Livre, afirmou, em entrevista ao semanário Sol, que o partido foi “um sufoco enorme” que a puxava “para trás”, e considerou que o corte foi “altamente benéfico”.

“Enquanto deputada não inscrita tenho tido a hipótese de trabalhar muito mais e em melhores condições e com um oxigénio enorme, embora com poucos recursos. O partido, para mim, foi um sufoco enorme. Era eu a desejar andar para a frente, e eles a puxarem-me para trás”, confidenciou, acrescentando que “foi altamente benéfico, digamos assim, este corte do cordão umbilical”.

Naquela que é a primeira entrevista desde que o partido lhe retirou a confiança política — e passou de deputada única a deputada não inscrita — Joacine Katar Moreira refere que ainda “há imensa coisa que precisa de ser esclarecida, confrontada, desautorizada, verificada” em torno do que levou à rutura com o Livre, mas mostra-se convicta de que houve “uma conjugação de interesses que tinha como objetivo afetar” a sua imagem e desacreditá-la “moral e politicamente”.

Instada a concretizar quais são esses interesses, a parlamentar disse ainda não fazer “a menor ideia, só daqui a alguns anos é que se irá olhar com algum distanciamento”.

Sobre as polémicas em que se viu envolvida no início do mandato, Joacine Katar Moreira apontou que “as ansiedades não começaram depois da tomada de posse, o ambiente no partido já não era bom antes das eleições, semanas antes”.

“Era óbvio que a minha ótica não era igual a uma parte dos elementos do partido. A campanha das eleições legislativas foi uma campanha à minha imagem e semelhança — antirracista, pela igualdade, feminista, que habitualmente não eram as bandeiras usuais [do Livre]. Mas avisei imediatamente de que ia levar até ao final da legislatura o que andei a dizer aos eleitores e às eleitoras e a defender durante a campanha”, concretizou.

Joacine acusa também o Livre de não apoiar “em momento algum” o trabalho legislativo através da subvenção partidária.

Questionada se pondera criar um partido com base nessas bandeiras, Joacine disse que “não é ainda hora de estar a imaginar a criação de um partido para daqui a quatro anos”, mas admitiu que “houve algumas manifestações neste sentido”.

Joacine Katar Moreira foi a primeira mulher negra a encabeçar uma lista de um partido a eleições legislativas e foi eleita no ano passado, pelo Livre, partido que lhe retirou a confiança política e do qual se desfiliou. Mantém-se como deputada não inscrita desde fevereiro.

À pergunta sobre porque é que não foi possível um entendimento com o Livre que evitasse este desfecho, a deputada respondeu que os dirigentes do partido “é que precisam de encontrar esses argumentos e justificar isto”, uma vez que foram eles que decidiram retirar-lhe a confiança política, acrescentando que mantém “os pilares” da sua eleição.

“Os argumentos que eles usaram na época são argumentos que entraram na onda da desinformação, que já estava no auge, da desinformação em relação a mim, do incitamento ao ódio em relação a mim. Eles usaram isto. São argumentos que não convencem ninguém que não deseje ser convencido, argumentos refutáveis facilmente”, salientou.

Quanto às eleições presidenciais do próximo ano a deputada não inscrita recusa adiantar quem irá apoiar enquanto não existir “uma lista de todos os candidatos”, mas assinala que “os nomes que surgem não são nomes nos quais votaria”.

Sobre o atual Presidente da República, diz que Marcelo Rebelo de Sousa “conseguiu ter uma atitude e um comportamento que o aproxima dos cidadãos”, algo que considera “positivo”. Porém, “ideologicamente não será o meu candidato”, vincou.

// Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

Vai nascer uma praia fluvial nas margens do Alqueva em 2021

Uma nova praia fluvial começou a ser construída nas margens do Alqueva, devendo começar a funcionar no verão do próximo ano. Uma nova praia fluvial começou a ser construída nas margens do Alqueva, junto à aldeia …

Câmara de Bragança vai ajudar com até 100 euros a pagar renda

As famílias mais vulneráveis do concelho de Bragança vão poder contar com um apoio financeiro até 100 euros mensais para pagar a renda. A Câmara de Bragança vai ajudar as famílias do concelho em situação vulnerável …

Parlamento chumba lay-off para sócios-gerentes, mas acaba com teto de faturação ao apoio

A Comissão de Economia chumbou, esta terça-feira, o alargamento do lay-off simplificado aos sócios-gerentes. Por outro lado, aprovou o fim do teto de faturação para aceder ao apoio a estes portugueses. A proposta do PSD, BE …

Comissão Europeia admite que Portugal fica "em desvantagem" nas ajudas estatais

Margrethe Vestager, vice-presidente executiva da Comissão Europeia, admite que países como Portugal, com menor capacidade orçamental do que Estados-membros como Alemanha ou França, fiquem “em desvantagem” nas ajudas estatais em altura de crise gerada pela …

Comissão aprova levantamento da imunidade parlamentar a José Silvano

Fontes parlamentares dizem que o também secretário-geral do PSD é arguido no processo das falsas presenças no Parlamento. Silvano afirmou ter sido informado da decisão de levantamento da imunidade e que “nada tinha a opor”. A …

FC Porto está de olho em Santos Borré para o ataque

Rafael Santos Borré tem brilhado ao serviço do River Plate esta temporada. O FC Porto quer o avançado internacional colombiano para a próxima época. O FC Porto está interessado na contratação de Rafael Santos Borré para …

A bóia de salvação da Suíça é a economia forte e diversificada

A economia suíça, forte e diversificada, deverá resistir à crise que se avizinha. Com a fronteira com o norte de Itália, o país agiu cedo e prepara-se agora para revitalizar a economia. A tempestade ainda não …

CDS tem duas prioridades para o plano de estabilização (mas sai de São Bento sem garantias)

O presidente do CDS-PP indicou hoje que não tem garantia por parte do Governo de que as propostas que apresentou serão acolhidas no orçamento suplementar e salientou que “não foi celebrado nenhum tipo de compromisso”. Francisco …

Casamento entre pessoas do mesmo sexo passa a ser reconhecido na Costa Rica

A Costa Rica passou esta terça-feira a reconhecer o casamento entre pessoas do mesmo sexo, após uma batalha que terminou com uma decisão do Supremo Tribunal Constitucional, que entrou em vigor às 00:01 locais (07:01 …

Diabéticos infetados devem monitorizar covid-19. Risco de multiplicação do vírus é "acrescido"

Investigadores do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde (i3S) alertaram esta segunda-feira para a necessidade de os diabéticos com covid-19 “controlarem correctamente” a doença, defendendo que, se tal não acontecer, o “risco” de multiplicação …